Cadastre-se no APdoBanespa - É GRÁTIS - Clique aqui

Um Tesoureiro no Planalto
Visite www.apdobanespa.com

Roberto Gaudio
No domingo, dia 29 de março de 2015, pudemos ler, na página A12 do Estado de São Paulo, o magnífico artigo da colunista Eliane Cantanhêde – “Um Tesoureiro no Planalto.” Vou extrair desse artigo, apenas, o seguinte: “ A ida de um ex-tesoureiro do PT para a Secretaria de Comunicação da Presidência é um exemplo estridente do isolamento de Dilma Rousseff. Nada contra a pessoa do afável Edinho Silva, mas a expressão –tesoureiro do PT- remete a Delúbio Soares, preso no mensalão, e a João Vaccari Neto, ainda no cargo e réu na Lava jato”.

Depois, no dia 20 de abril deste mesmo ano, lemos o artigo da Ruth de Aquino jornalista da Revista ÉPOCA: “O enigma do Tesoureiro” Escreve ela: “essa é a sina dos tesoureiros. Eles têm as chaves do caixa e do cofre e apenas obedecem. Vaccari não é diferente de Delúbio Soares, o operador do Mensalão. Não é diferente de PC Farias, o tesoureiro de campanha de Fernando Collor, nas eleições de 1989. PC Farias teria arrecadado de empresários o equivalente a US$ 8 milhões em dois anos e meio do governo Collor (1990-1992). O “esquema PC” movimentou mais de US$ 1 bilhão dos cofres públicos. Tudo fichinha diante dos desvios denunciados pela Lava Jato – apenas a Petrobrás admite um prejuízo de R$ 6 bilhões”.

Vaccari Presidente do Sindicato dos Bancários desse 1994, participou da fundação da Central Única dos Trabalhadores (CUT). De lealdade canina ao PT, Vaccari age como os que servem ao chefe e à chefa sem perguntar o que é moral, amoral ou imoral. Tem razão o boquirroto Lupi quando afirmou na imprensa que “o PT exagerou no roubou”.

A realidade desses artigos me fez recordar o grande filósofo e literato Françoi-Marie Arouet, mais conhecido pelo pseudônimo Voltaire. Conviveu na corte francesa, foi protegido pela forte influência de madame Pampadour, escreveu muitas obras e peças maravilhosas de teatro.

Um dos seus contos: “A Dança” escrito em 1751, nos fará lembrar dos dias de hoje.

“O rei Nabussan confiou seus cuidados ao sábio Zadig.

- Você, que sabe tão belas coisas – disse-lhe ele -, não saberia encontrar para mim um tesoureiro que não roube?

- Sem dúvida – respondeu o sábio Zadig – conheço um meio infalível de conseguir-lhe um homem de mãos limpas.

O rei, encantado, perguntou-lhe, abraçando-o, como deveria agir?

- É só fazer dançar todos aqueles que se candidatarem ao cargo de tesoureiro, e aquele que dançar com mais leveza será, sem dúvida alguma, o homem honrado.

- Está zombando de mim! Exclamou o soberano. Essa é uma forma muito estranha de escolher um tesoureiro... Como? Acredita, então, que aquele que fizer melhor bailado será o tesoureiro mais honesto e competente?

- Não garanto que seja o mais competente, mas asseguro que será, com certeza, o mais honesto.

Falava o sábio Zadig, com tanta segurança que o rei achou que ele possuísse algum segredo sobrenatural para reconhecer os bons tesoureiros.

- Não preciso o sobrenatural – disse Zadig – Sempre detestei as pessoas e livros mágicos: se Vossa Majestade me deixar executar a prova que estou vos propondo, há de se convencer de que meu segredo é coisa mais simples e mais fácil deste mundo.

O rei ficou muito surpreso ao ouvir que esse segredo era mais simples do que Zadig o tivesse apresentado como um milagre.

- Está bem – concordou ele – faça como bem entender.

- Deixe comigo – respondeu o sábio – e Vossa Majestade ganhará com essa experiência mais do que imagina.

No mesmo dia mandou afixar que todos os pretendentes ao cargo de tesoureiro mor dos dinheiros de sua Graciosa Majestade, deveriam apresentar-se, trajados por cima da roupa com um manto de seda leve, na primeira lua do Nova, na ante câmera do rei. Ali, compareceram, 64 candidatos. Haviam sido reunidos violinistas num salão vizinho; estava tudo pronto para o bailado; mas a porta desse salão encontrava-se fechada, e, para ali entrar, era preciso passar por uma pequena galeria deveras escura. Um guarda vinha buscar e introduzir cada candidato, um após outro, naquela passagem, onde o deixava sozinho por alguns minutos.

O rei, estava a par de tudo, colocara em exposição todos os seus tesouros na referida galeria. Depois que todos os pretendentes chegaram ao salão, sua Majestade mandou-os dançar. Nunca se dançou tão pesadamente e com menos graça; tinham todos a cabeça baixa, o tronco encolhido, as mãos coladas ao corpo.

- Que bandidos, dizia o sábio em voz baixa. Um só dentre eles dançava com agilidade, de cabeça alta, olhar seguro, braços estendidos, corpo direito e joelhos firmes.

- Ah! Que homem honrado! Que excelente homem! Dizia o sábio.

O soberano abraçou aquele bom dançarino, proclamou-o tesoureiro mor, e todos os outros foram punidos e multados com a maior justiça do mundo; pois cada qual, durante o tempo em que estivera na galeria, enchera os bolsos e mal podiam andar.

Muito envergonhado se sentiu o rei com a natureza humana pelo fato de haver, entre eles aqueles 64 dançarinos, 63 ladrões...

Delúbio já efetuou a dança do mensalão e foi preso, agora, Vaccari, que já dançou nos salões da Petrobrás, nos salões da Bancoop, da Tabatinguera, também preso, é mais um Réu dançarino...

A exemplar cidadã e honrada ex-juíza de Direito, Denise Frossard, referindo-se à nossa política, disse com incrível sapiência: “O momento exige que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas...”   - Visite www.apdobanespa.com

APdoBanespa - 02/05/2015

|   Ver Comentários   |   Comentar   |

Nº 120351   -    enviada por     Roberto de Moraes   -   São Roque/SP/


|   Voltar |

Veja Mais Notícias

09/11

  Bens – Economize, doando em vida

07/11

  Banesprev convoca Assembleia Geral 2018

01/11

  SANTANDER - LUCRO NO 3º TRI

29/10

  GRATIFICAÇÕES – VENCEMOS MAIS UM OBSTÁCULO

23/10

  Jornal da Afubesp de outubro/2018

08/08

  Queremos proposta da Fenaban

08/08

  Bancos lucram alto

03/08

  GRATIFICAÇÕES - IGP-DI – SITUAÇÃO ATUAL

02/08

  ssociados da Cabesp pertencentes ao Plano Pré-75

30/07

  Conheça as regras para não ser excluído da Cabesp

| Ver todas as Notícias   |
Clique aqui e envie, você também, sua notícia     |


Recomende este site a colegas banespianos da ativa, aposentados e pensionistas

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
Em caso de vários E-mails, separá-los por vírgulas.
E-mail(s) do(s) seu(s) amigo(s):

.
APdo Banespa - Bancários aposentados - direitos - justiça
Para qualquer contato utilize este e-mail: ----> pozzetti@gmail.com

Atualmente temos 3712 cadastrados no site
Verifique se você está cadastrado(a) no APdoBanespa

Insira seu
Não está?
Então, preencha o formulário abaixo
para cadastrar-se e participar de um seleto grupo de
Banespianos Aposentados, Pensionistas e da Ativa.



Cadastro de Participantes do APdoBanespa


Ex: 00 0000 0000

Ex: São Paulo/SP
<== AAAA-MM-DD
Ex: Maceió/AL
Ex: 1966/1996



               


  | Relação de participantes   | Voltar  |


Comentários para você ver

Atualmente somos 3712 cadastrados no site. - Clique abaixo para se cadastrar!

Cadastre-se no APdoBanespa, o Site dos Banespianos! clique aqui e cadastre-se!

Tô ferrado, Tô ferrado Veja as rimas e/ou clique aqui e envie as suas quadrinhas!


Para participar clique aqui e Cadastre-se

Adicione Apdobanespa aos favoritos

Faça do APdoBanespa a sua página inicial: ---> Clique aqui!

 | Principal  | Notícias Anteriores  | Objetivo  | Participantes  | Ler Dort  |
 | Classificados  | Dicas  | Mensagens Músicas Receitas  | Afabans  | Fotos  |
 | E-mail@APdoBanespa  | Cadastro  |