APdo Banespa - Bancários aposentados - direitos - justiça
Cadastre-se no APdoBanespa - É GRÁTIS - Clique aqui



COMENTÁRIOS ENVIADOS POR COLEGAS, SOBRE
AS NOTÍCIAS POSTADAS NESTE SITE


| Participe você também! | Comente! |
| Últimos 33 Comentários | Ver Próximos |

Em virtude Hackers estarem utilizando este site para suas propagandas,
os comentários postados somente serão liberados após triagem
e poderão demorar a aparecer até 12:00 hrs.
Desculpem pelo incomodo. - Álvaro pozzetti - 22/07/2011.


  119361 - Jose Tonello   Sao Paulo

Gilberto,
Concordo com voce, em genero, numero e grau!!!
Tendo acompanhado de perto o passado e presente da politica, acho que se o Aecio estivesse longe do fhc (que eu chamo e BUNDAO), estaria na frente da Dilma 60%/40%.

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119360 - Gamaliel André   Guarulhos / SP

Alguém pode informar se o Sr.FHC respondeu a carta enviada pelo colega Péricles ? Aliás não é a 1ªque foi encaminhada a ele.Não nos esqueçamos da reportagem que a Veja também fez contra o nosso Banespa na época da privatização,falando inúmeras inverdades! coincidência não !

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119359 - alis diba   São Pedro do turvo/sp

colega Marco, realmente não foi o PT o autor de nosso infortúnio, mas, poderia ter-nos ajudado, e não ajudou. Doze anos no poder e eu nunca vi um deles falar que nos ajudariam, a não ser a Afubesp ,para não perder seus associados. Acho que não houve boa vontade do governo petista, por isto, estamos na mesma situação deixada pelo FHC e continuada pelo atual governo que endossou o que o FHC fez. Abraços, e boa sorte a todos com o próximo governo.

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119358 - marco antonio gonçalves dias   São Paulo

comentário 119355: Caro alis:O PT não fez nada pela gente, nem prejudicou e nem ajudou. Porém o PSDB só prejudicou. Abraços do marcão.

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119357 - Joao Carlos dos Santos   Birigui/SP

Quem sabe o Maluf, pode ser o próximo Tesoureiro do PT...

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119356 - Joao Carlos dos Santos   Birigui/SP

Esse PT é interessante: O EX-TESOUREIRO Delúbio está preso e o TESOUREIRO ATUAL Vacari, está a caminho da Papuda. Qual poderia ser o próximo tesoureiro: Sarney, Renan ou Collor.????

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119355 - Alis diba   São Pedro do turvo/sp

colega, também tenho minhas restrições quanto ao Sr, FHC. Muito mal, nos prejudicou muito. Mas, o que o PT fez por nós? Nada. Estamos na mesma situação. Os dois partidos agiram mal . Então, vamos fazer o melhor para o Brasil. Alguém quer o regime Bolivariano para o Brasil? Quantas pessoas da mídia já foram censuradas por falar o que não agradou o governo? E a situação econômica? Vamos pensar no Brasil e nas futuras gerações.

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119354 - Alis diba   sao pedro do turvo/sp

colegas, se outros roubaram, não ficamos sabendo. Pelo menos oficialmente. Agora no caso do PT esta está evidente . Denúncias e mais denúncias. Não podemos ser coniventes. Vamos mostrar nas urnas que não toleramos desonestidade.

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119353 - JOÃO ROBERTO MORENO   MARINGÁ-PR

Colegas do banespa , fomos prejudicados por FHC agora BANCÁRIOS VOTA NA DILMA E BANQUEIROS VOTAM EM BANQUEIROS , inclusive da CEF e B.Brasil

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119352 - Roberto de Moraes   São Roque-sp

Aos colegas

As denúncias da revista Veja de que Lula e Dilma sabiam ou eram articuladores da roubalheira na Petrobrás, conforme afirmou Youssef, segundo a PF, são gravíssimas. Um presidente da república que está de acordo com a quadrilha que agia na maior empresa brasileira, para desviar 10 bilhões de reais deve ser julgado e condenado à cadeia. Youssef diz ter os comprovantes de depósitos que fez na conta de João Vacari Neto, tesoureiro do PT e da campanha de Dilma.

Dia 26 próximo, cada eleitor brasileiro deve execrar, através das urnas, um governo que pertence a um partido cujos dirigentes encheram a Papuda.

Roberto Moraes


  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119351 - Carlos Adriano Garcia   Marilia- SP

Pesquisa da ISTO É. Aécio 54,6% - Dilma 45,4% a diferença portanto é de 9,2% a favor de Aécio. Pesquisa efeetuada entre 21 e 23 de outubro. Numero da diferença é = 12,8 milhões de votos a favbor de Aécio. Indecisos é = a 11,9% dos eleitores. Rejeição 44,2% contra Dilma e 33,7% contra Aécio. Confirmem no Google pesquisa eleitoral para Presidente 2014

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119350 - carlos Adriano Garcia   Marilia

Por favor, entrem no Google, pesquisa eleitoral Sensus 2014.Irão constatar a verdadeira pesquisa, qual é a verdadeira e atual porcentagem feita pela Isto é.

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119349 - Antônio Pelegrino   Cafelândia (SP)

A palavra pode unir os homens, a palavra também pode separá-los; a palavra pode servir o amor como pode servir a inimizade e rancor. Livra-te da palavra que pode provocar inimizade e o ódio ( Tolstoi)

No dia 01/10/2014. comemorou-se o Dia Internacional do Idoso, e consecutivamente durante este mês, há inúmeras programações para deixar os velhinhos de cabelos brancos mais felizes rsrs. O velhinho e dócil, cidadão, respeitado pelo Estatuto do Idoso, etc. Mas, na verdade O TJSP me respondeu que as prioridades são serviam para aqueles 60.000 e um pouquinho mais. Conversando como advogados dizem eles que o Judiciário não está nem aí com o Estatuto do Idoso. Esperava pelo menos uma boa notícia neste mes do Halloveem ( Festa fajuta nascida na Irlanda e comemorada por grandes números de brasileiros porque os gringos mandam aqui.) A única coisa que dão aos velhos, é um nome de rua, porque os vereadores não sabem fazer outras coisas e mais, quando o falecido era político.

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119348 - Celso Luis Clemente do Nascimento   Bragança Paulista-SP

Caríssimos amigos e colegas, entrei em contato com a Afubesp para desfiliação, e a resposta que me foi dada é de que se confirmasse meu desligamento da entidade seria prejudicado nas ações judidicias que impetrou, não sendo contemplado caso obtenham sucesso.
Gostaria de saber se alguém tem conhecimento desse fato e quais seriam essas ações.
Agradeço e vamos com Aécio por estarmos indignados com os absurdos desse governo.

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119347 - Gilberto Pirolo   Ourinhos SP

Caro Walter Rodrigues:
Entenda o declinio do Aécio.
Os seus marqueteiros são umas bestas.
Por que?
Porque acham que ligando o fhc(o pilantra)
à campanha irão conseguir mais votos,quando
é justamente o contrário.
A rejeição ao fhc,motivada pelas privatiza-
ções , mensalão da reeleição e submissão ao
FMI é imensurável.Mais tira voto do que
acrescenta,principalmente porque já está
dando palpite.
Então a queda nas pesquisas no seio da clas-
se média e média alta se deve ao medo da
privatização dos Banco do Brasil,Caixa Eco-
nômica,correios etc.Quantos votos diretos
e indiretos estão ligados a esses setores?
Na minha opinião esse é o maior entrave para
sua vitória,entrave esse explorado inteli-
gentemente,pelo partido contrário.
Acho que o Aécio deveria assumir através
de um compromisso público,no seu debate,
que não irá privatizar nenhuma dessas ins-
tituições.
Só assim poderá reverter os resultados da
pesquisa.
Do contrário vai levar ferro,como se diz na
gíria.
Abraços Pirolo

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119346 - Jonalvo Vieira Marques   Uberlândia-MG

Caro colega Walter Rodrigues=119344.
No mundo das artes, a de enganar ocupa lugar de destaque, e os tais envolvidos são exímios artistas. Até aos mais eruditos e esclarecidos, porém desatentos, conseguem fazer acreditar que os pecados que são seus pareçam ser dos outros. Para explicar melhor o fenômeno, concordo com você, só mesmo a sociologia. Com todo respeito, AÉCIO neles! Abraços.

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119345 - José Michelan   Garça/sp

Walter....caro colega,

Apesar da idade, ainda tenho cabelos - a maioria - castanhos escuros kkkk!!

A sua indignação com relação a incoerência que se observa nas pesquisas, também é minha e de milhares ou milhões de pessoas.

Penso que a explicação, pode estar nas clausulas de contrato do contratante e das contratadas; dizem que o governo paga essas pesquisas " a peso de ouro" sob clausula de favorecimento, isto é, desde que seu condidato apareça na ponta com boa margem de diferença do segundo colocado. Se isso for verdade, porem, só saberemos na apuração

Quanto aos eleitores que declaram votos no partido do governo, a maioria do nordeste, é por causa do bolsa familia. Em muitos casos, não estão preocupados com a boa gestão dos governantes, e sim com o que recebem em dinheiro. Para eles a opção de votar em outro candidato, seria um risco de perder o bolsa familia, o que não é verdade!! Seria até compreensivel essa atitude deles, talvez pela falta de melhor informação!!

O que não é compreensivel para nos, é o fato daqueles eleitores esclarecidos e informados, querem justificar o voto em branco, ou no candidato do governo, dezendo de sua desilusão e de sua classe de trabalhadores com prejuizo financeiro ha mais de 20 anos . Quer dizer que os roubos, falcatruas, desvios de toda ordem de dinheiro público, ameaça controle total do estado pelo governo, saques, sucateamento de nossas empresas.... para eles isso não conta? Ahh como diz alguem da Tv "me ajude ai vai"

Que futuro vanos deixar para nossos filhos e netos, caso o Brasil continue na mão desse partido?

É minha opinião , mas respeito as opiniões contrárias!!

Ainda estamos na democracia!!

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119344 - Walter Rodrigues   São Paulo

Amigos cabelos brancos:
Não consigo entender certas atitudes de milhões de eleitores brasileiros.Nas pesquisas eleitorais, quanto maior for os escândalos de corrupção, roubalheira, mais sobe nas pesquisas o apoio dos eleitores aos candidatos envolvidos. A sociologia estuda o conhecimento dos agrupamentos humanos e das leis que os regem. Gostaria de ler comentário de algum colega sociólogo sobre esse fenômeno social. Forte abraço a todos.

  24/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119343 - Joao Carlos dos Santos   Birigui/SP

Roberto de Moraes, eu não perco meu tempo em ler essa porcaria, já jogo no lixo com invólucro e tudo. Aliás nem sei como mandam aquilo para mim, pois não sou nem sócio da AFU.

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119342 - Roberto de Moraes   São Roque-sp

INFORMATIVO DIGNIDADE

Recebi o exemplar do informativo acima, edição 39, e fiquei tão perplexo ao ler a mensagem da página 2, que é difícil de acreditar que alguém possa ter redigido tamanho desvario como foi publicado. O texto em questão é assinado pela Comissão Nacional dos Aposentados do Banespa, portanto não é fruto de uma só cabeça, mas de um colegiado. O que é muito pior.

O editorial com o título “Manter acesa a chama da coerência”, clama por comportamento coeso, entretanto, o que se vê é uma profusão de palavras agressivas em tão poucas linhas.

O artigo é dirigido à outra entidade, não nominada, mas sabemos qual é e traz algumas pérolas como: “... não alugamos nossa consciência ao ódio que embrutece e ao rancor que cega”, ou “... não entregamos o Banesprev nem a Cabesp à sanha dos privatistas empedernidos”, e encerra com “... não votamos em partícipes da entrega do Banespa e inconfessáveis sabujos, que limam os direitos dos trabalhadores ao lado do patronato medieval”. As frases seguem o estilo de quem tenta apagar a estrela dos outros, quando não consegue fazer a própria brilhar.

Eu, particularmente, não tenho ódio de ninguém e de nenhuma entidade de representação, o que me permite ter um momento de reflexão diante de um amontoado de palavras que nada acrescenta à nossa causa, nem é o suficiente para encobrir os interesses de seus autores que não tiveram e não têm a coragem de revelá-los.

Refiro-me à CPI do Santander, que foi solenemente enterrada em Brasília, por determinação do Presidente da Câmara Federal, Marco Maia (PT), que cumpriu ordens do executivo.

Meses antes daquele fatídico dia, o Dignidade trazia em sua edição nº 20, maio/2011, página 3, a manchete em letras garrafais: A UM PASSO DA CPI; tempos depois, em setembro, edição 23, outra manchete, página 4: BANCARIOS COBRAM INSTALAÇÃO DA CPI NA CAMARA DE DEPUTADOS.

Na edição nº 25 de Novembro/dezembro/2011, ocorreu a reviravolta na posição do jornal, digna daqueles filmes de segunda categoria, quando trouxe a manchete na página 7: A VERDADE PODE ESTAR PRESTES A VIR À TONA.

E a verdade veio... Como o fel. Na maior cara-de-pau, seu coordenador pronunciou as fatídicas palavras“As CPIs costumam ser usadas como palanque para parlamentares mal intencionados ou sem propostas. Muitas vezes têm suas funções desvirtuadas, o que não nos interessa”, comenta o coordenador da CNAB, Herbert Moniz. Sempre de acordo com as decisões de Brasília.

Diante do fato consumado, que não tem mais volta, deparo-me com a pomposa frase lançada na edição deste informativo que deixa qualquer um atordoado: “Aqui não mudamos de posicionamento em função de interesses oportunistas nem subalternos, mesmo que isso custe a incompreensão e o ódio de alguns”.

É sempre assim. Um dia reclamam quando questionamos a sua credibilidade; agora buscam a nossa compreensão. Tudo muito confuso.

Roberto de Moraes – São Roque-sp




  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119341 - Claudimir de Souza Pinto   Piedade (SP)

PUBLICADO HOJE NO JUSBRASIL

O Registro único de Compra e Venda de Imóveis

Publicado por Sergio Eduardo Martinez

Finalmente, depois de algum tempo do anúncio realizado pelo Ministro da Fazenda Guido Mantega, foi criado o registro único de compra e venda de imóveis.

Assim, através da Medida Provisória nº 656, de 7 de outubro de 2014, nos artigos 10 a 14, foi estabelecido que os negócios jurídicos de compra e venda ou hipoteca e alienação fiduciária de imóveis, por exemplo, são plenamente válidos e eficazes em relação aos atos jurídicos antecedentes e que não tenham sido levados a registro ou averbação na matrícula do imóvel.

Em outras palavras, não poderão ser opostas situações jurídicas não constantes do registro de imóveis aos terceiros que desconhecem eventuais restrições ou alienações anteriores, por não terem sido levadas ao registro de imóveis.

Evita-se assim, que eventuais penhoras, ônus e até compra e venda não levada ao registro de imóveis possam ser opostas aqueles que, desconhecendo esses atos antecedentes, tenham realizado algum negócio jurídico em relação aos imóveis confiando na inexistência de qualquer obstáculo ou restrição.

Trata-se, na verdade, de aplicação do Princípio da Publicidade já adotado no Direito Brasileiro, relativamente ao registro imobiliário. Por esse princípio, considera-se que o registro torna público a todos o conhecimento dos atos e fatos ali registrados. Os registros são feitos para informar a toda e qualquer pessoa a situação do bem imóvel, como o atual proprietário e a eventual existência de ônus ou restrições incidentes sobre a propriedade, promovendo a garantia e segurança a terceiros que pretendam realizar quaisquer negócios imobiliários.

Impede-se, por isso, surpresas àqueles que desconhecendo quaisquer atos jurídicos anteriores e não levados ao registro de imóveis, tenham, por exemplo, comprado o imóvel presumindo que não havia qualquer impedimento.

Essa situação já era praticada por decisões judiciais embasadas na Súmula 375 do Superior Tribunal de Justiça, que prevê: "O reconhecimento da fraude de execução depende do registro da penhora do bem alienado ou da prova de má-fé do terceiro adquirente", inclusive quando o crédito é trabalhista.

Contudo, existe uma exceção no entendimento dos tribunais: quando o crédito decorre de dívida fiscal, basta que esteja regularmente inscrito como dívida ativa, de acordo com a previsão do Código Tributário Nacional (art. 185), ainda que nada conste do registro de imóveis, conforme decisão da Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça, no julgamento do REsp 1.141.990⁄PR, rel. O Min. Luiz Fux, decidido sob o rito dos recursos repetitivos.

À primeira vista, parece que tal entendimento não se modificará com a vigência da referida Medida Provisória 656, pois decorre de aplicação da lei tributária vigente, o que recomenda cautela e profunda investigação não só perante o Registro de Imóveis, mas sobretudo do cadastro e histórico do proprietário vendedor.

Por fim, destaca-se que a referida criação do registro único de compra e venda de imóveis é transitória, pois estabelecida por medida provisória que depende de conversão em lei no prazo de 60 dias, prorrogável uma vez por igual período, na forma do artigo 62 da Constituição Federal.

Não se trata, portanto, de norma “inovadora” ou que possa permitir a segurança e simplificação necessárias que os negócios imobiliários deveriam trazer aos interessados, sendo papel do Governo estabelecer normas e regras que incentivem transparência e previsibilidade, até como forma de incentivar os necessários investimentos no setor imobiliário.

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119340 - Claudimir de Souza Pinto   Piedade (SP)

PUBLICADO HOJE NO JUSBRASIL

MATERIA DE O DIA - OPINIÃO
16/10/2014 00:04:10
Adriana da Silva Aguiar: Medida provisória dá calote nos direitos do trabalhador
Quando a medida estiver vigorando plenamente, qualquer ação, inclusive a trabalhista, que não estiver averbada na matrícula de um imóvel não terá validade para terceiros
O Dia

Rio - Ao apagar das luzes no Congresso Nacional, a presidenta Dilma Rousseff edita a Medida Provisória 656, que, segundo a sua ementa, cuida de matéria econômica-financeira, de matéria tributária e de criação de um novo título de crédito. Em momento algum, como legalmente deveria fazê-lo, menciona a nova sistemática sobre a compra e venda de imóveis e sua repercussão no direito processual civil (artigos 10 a 17). Tal omissão é bastante estranha, pois o Artigo 62, Letra B, da nossa Constituição veda a edição de MP em matéria de direito processual civil.

Quando a medida estiver vigorando plenamente, qualquer ação, inclusive a trabalhista, que não estiver averbada na matrícula de um imóvel não terá validade para terceiros. Ou seja, os credores (os trabalhadores brasileiros) não conseguirão alcançar esse imóvel.Com isso, construtoras, incorporadoras e agentes financeiros do setor imobiliário (bancos) ficam isentos do pagamento de dívidas fiscais, civis e da justiça do trabalho, podendo vender seus imóveis sem quaisquer restrições.

Tal medida vai de encontro às normas do Conselho Nacional de Justiça, que recomendou a apresentação da certidão da Justiça do Trabalho nas escrituras, com a finalidade de proteger os trabalhadores, geralmente as pessoas mais humildes do povo brasileiro, de fortes grupos econômicos como bancos e indústrias da construção civil (Recomendação CNJ 3/2012).

Além disso, ao invés de desburocratizar a compra e venda de imóveis, a medida provisória cria uma nova certidão para os registros de imóveis, tornando onerosos esses registros — que atualmente são gratuitos —, aumentando, assim, de forma desmedida, a receita dos donos de cartório de registro de imóveis.

Adriana da Silva Aguiar é advogada Especialista em Direito do Trabalho

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119339 - marco antonio gonçalves dias   São Paulo

comentário 111338: Caro Carlos, você está coberto de razão, esses tapa olhos não me deixam ler a mídia partidária(Veja, Globo, Folha , etc.). Em virtude desta falta de informação, vou votar num partido que não me deve nada e não no nosso amante, que vem nos fustigando através dos tempos nos devendo precatórios. Além de Burro, devo estar louco, me Internem. Abraços do Marcão.

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119338 - carlos h. ferreira   são paulo

119333 - Também concordo que o Vacari não deva ser crucificado sozinho, os outros para serem crucificados são os cegos de consciência que não enxergam um palmo na frente do nariz e andam diariamente com aqueles tapa olhos usados principalmente nos burros quando puxam uma carroça, este pessoalzinho que hoje defende os petralhas corruptos são os mesmos que no passado ficaram dependurados em cargos no sindicato, nas cipas, na afubesp e ficavam fazendo um rodízio entre eles nestes cargos e nunca trabalharam ou deram o sangue para o banco como a grande maioria dos funcionários, hoje todos aposentados que tinham que cumprir suas metas e cumpriam de forma exemplar, se alguém ainda duvida é só puxar a capivara e ver por onde passaram, isto vale para a Adger e Agências. Quero ver quem vai contestar com provas que estou mentindo.

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119337 - Antônio Pelegrino   Cafelândia SP

REFLEXÕES
“Quanto menor a distribuição da renda, maior a violência”
“O regime capitalista precisa de ser reformado, só beneficia os grandes”
“Educação do povo, para fugir das armadilhas do consumo”
“Civilismo inexistente nos meios políticos”
“Valorizar nossas riquezas, Belezas e não quinquilharias estrangeiras cheias de contaminações.
“Enquanto os ricos fazem compras nos States, o pobre cata no lixão”
“Advogados de Sindicatos e Associações, trabalham também em Escritórios Associados, onde seus honorários vão 20 a 30%; Agora recebendo 5%, a corrida atrás dos processos fica para funcionários.”

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119336 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta

Caro Lauro R. Rolim - Itapetininga/SP -, o proc. do IGP-DI encontra-se no gabinete do des. Márcio Moraes, na 3ª Turma do TRF-3 e poderá ser julgado nos dias 6 ou 27/nov, ou 4 ou 18/dez, sempre numa quinta-feira, a partir das 14:00 horas. É o que diz o calendário de Sessões de Julgamentos do segundo semestre do TRF-3. Abs, Péricles.

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119335 - Lauro Ribas Rolim   Itapetininga-SP

Sobre o Processo do IGPDI:
Alguém tem alguma informação se foi julgado ou analisado e qual o resultado?
Quando ficaremos sabendo mais notícias sobre o assunto?

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119334 - Joao Carlos dos Santos   Birigui/SP

Vacari, Tesoureiro do PT na mira da Polícia Federal por malfeitos na Petrobras e Cido Sério(?????)Prefeito de Araçatuba com os bens penhorados pela Justiça em Araçatuba. Dois Banespianos responsáveis pelo congelamento de nossos salários. Cadeia neles.....

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119333 - marco antonio gonçalves dias   São Paulo

comentário 119332, Caro alfredo, continuo achando que o Vacari, não pode ser crucificado sozinho, cade os outros?????
Pascale neto, fomos bancários e não Professores de Português. Obrigado.

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119332 - Alfredo vaz   São Paulo

Colegas Banespianos,
Deste sua criaçãoao, entendo que este site não foi feito com a intenção de ofender a limitação editorial de qualquer colega. Peço que cada um respeite o que o outro possa escrever, em prol de nossos entendimentos contra o mal comum que é o Santander.
Sobre as aleições, aproveito do momento tão importante para nossas vidas para narrar um fato ocorrido antes de nosso segundo congelamento salarial ocorrido em 2003.
Numa reunião feita pela AFABESP em nosso Recanto Vinhedo, o Sr. Vacari então presidente do Sindicato dos Bancário falando
a dezenas de aposentados, declarou com veemencia que nós aposentados não suportariamos um novo congelamento salariam, pouco tempo depois,fomos massacrados uma assembleia feita na Sede do Sindicato dos Bancários e AFUBESP em São Paulo onde votaram pelo congelamaento- funcionários estagiários, seguranças, telefonistas, acessoristas etc. As urnas corriam soltas pelo recinto insuportavelmente lotado permanecendo na Rua Tabaquinguera dezenas de apoosentados que não puderam entrar na quadra. Consequencia: os aposentados perderam por 171 votos que intencionalamente serviu de argumento, mesmo contra vitórias em outros Sinicatos onde vencemos, para nos impor o congelamento de quase seis anos.
O reflexo dessa beligerancia sentimos no bolso até hoje.
Isso apenas para lembrar que o então Vacari do massacre é o mesmo que hoje está envolvido por um mar de lamas de corrupção e com o "pomposo cargo" de Tesoureiro do PT.
Alfredo Vaz

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119331 - Pedro Kowaliauskas   SP-Santo André


Sintonizando com Neusa de Almeida Barros.

"Quando a última árvore tiver caído,
...quando o último rio tiver secado,
...quando o último peixe for pescado,
...vocês vão entender que dinheiro não se come."

Provérbio Indígena.
Este documento – dos mais belos e profundos pronunciamentos já feitos a respeito da defesa do meio ambiente – vem sendo intensamente divulgado pela ONU (Organização das Nações Unidas). É uma carta escrita, em 1855, pelo chefe Seatle, da tribo Suquamish, ao presidente dos EUA, Franklin Pierce, quando este propôs comprar grande parte das terras de sua tribo, oferecendo, em contrapartida, a concessão de uma outra “reserva”.(http://fraseado.wordpress.com/2007/01/13)

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119330 - Wilson Roberto Pinto de Souza   Araraquara/SP

Concordo plenamente com vários colegas que devemos se unir ,para que os processos das AÇÕES DE IGD/DI/FGV e GRATIFICAÇÃO possam ser pagas o mais rápido possível,cada um de nós tem um ponto de vista,mas não podemos fazer com que nós usemos este espaço para fazer um campo de guerra com colegas que trabalhamos a vida toda no BANESPA, devemos sim nos unirmos e pedirmos urgência a AFABESP.

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   




  119329 - Onofre Benedito   Americana-sp

Amigos e colegas banespianos,na minha opinião não vejo motivo para retalhar ou criticar o politico, pois é produto da nossa sociedade. É aquele Ser que jogava pelada conosco na vila ou na cidade que moravamos, ia roubar manga do nosso vizinho, era colega nosso na escola do curso primário e foi colega no tiro de guerra.Além do exposto acima, todo homem é responsável pelos seus proprios atos com sua consciência. Nós é que damos ao politico a autorga através do voto para administrar ou governar.

Quanto ao Sr.Emilio Botin que voltou para a Casa do Pai, não acredito que era sòmente ele que tinha interesse no retardamento de nossos processos;observem como eles estão sendo concluídos "rapidamente". Abraços Onofre.

  23/10/2014 -   |   Responder/Comentar  |   


| Ver Próximos |

  Responder/Comentar   |