APdo Banespa - Bancários aposentados - direitos - justiça
Cadastre-se no APdoBanespa - É GRÁTIS - Clique aqui



COMENTÁRIOS ENVIADOS POR COLEGAS, SOBRE
AS NOTÍCIAS POSTADAS NESTE SITE


| Participe você também! | Comente! |
| Últimos 333 Comentários | Ver Próximos |



  145724 - Dalto R pellicce   Araraquara

100 anos Lula na cadeia acho muito, gostaria que fosse até ele morrer.

  15/07/2018 - 17:57 -   |   Responder/Comentar  |   




  145723 - João Carlos dos Santos   Birigui/SP

100 dias de Lula preso.
Espero que fica mais uns 100 anos....
Lugar de ladrão é na cadeia.

  15/07/2018 - 15:47 -   |   Responder/Comentar  |   




  145722 - wolnei messias   são bernardo do campo/sp

Graças a Deus ainda temos os comentários do Dr. José Milton de Andrade Marques, que aquecem a alma dos banespianos com alvissareiras noticías do nosso que foi esse grande Banespa,.

Que saudades de nosso querido amigo, Gilherme Franco Setembre, um lutador.

  13/07/2018 - 16:27 -   |   Responder/Comentar  |   




  145721 - Alvaro Pozzetti de Oliveira   Bauru/SP

O meu está em ordem, verifiquem os seus em ---> https://www.cabesp.com.br/Recadastramento
HOME BENEFICIÁRIO  RECADASTRAMENTO
ALVARO POZZETTI DE OLIVEIRA ---> Não há recadastramento pendente de envio no momento.

  13/07/2018 - 11:54 -   |   Responder/Comentar  |   




  145720 - Rodrigo Eiras   Barretos

CUMPRIMENTO DE SENTENÇA – AÇÃO INDIVIDUAL PLR

Nosso escritório vem propondo algumas ações individuais pleiteando a incorporação da verba PLR na aposentadoria e em menos de 01 ANO da distribuição da ação, pedimos para que a VERBA PLR fosse incorporada ao pagamento da aposentadoria de nosso cliente e na data do dia 11/07/2018, o juiz determinou o pagamento, veja:

Cumprimento Provisório de Sentença (0013885-20.2018.8.26.0562)
Certidão de Publicação Expedida
Relação :0252/2018 Data da Disponibilização: 12/07/2018 Data da Publicação: 13/07/2018 Número do Diário: 2614 Página: 561/578
Relação: 0252/2018 Teor do ato: VISTOS TRATA-SE DE CUMPRIMENTO DE SENTENÇA PROVISÓRIO. Na forma do artigo 513,§2., NCPC, intimem-se os executados através do advogado se representado e carta para no prazo de 15 dias providencie o depósito do débito. Fica a parte advertida de que, transcorrido prazo sem o pagamento voluntário, será acrescida a multa de 10% além dos honorários de advogado que arbitro em 10% sobre o valor da condenação. Atentando-se que o prazo para impugnação inicia com o decurso do prazo para pagamento voluntário, nos termos do artigo 585 NCPC. Assim, decorrido o prazo para pagamento voluntário, poderá o exequente independentemente de nova intimação, apresentar a planilha atualizada e comprovar o recolhimento das taxas previstas no artigo 2., incico XI, DA Lei Estadual 14.838/12 (BACENJUD, INFOJUD, RENAJUD), calculadas por cada diligência a ser efetuada. Int. Advogados (s)

SAIBA COMO PROCEDER:
17 9 8803-9336 whatsapp
eiras.rodrigo@hotmail.com

  13/07/2018 - 11:39 -   |   Responder/Comentar  |   




  145719 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO

COMPLEMENTANDO O COMENTÁRIO ABAIXO PARA O COLEGA CELIO DE OLIEVEIRA CAVALCANTE TAMBÉM PODERÁ VER O Hospital de Olhos do Vale trouxe para São José dos Campos e região, a mesma estrutura e tecnologia disponível nos melhores Hospitais de Olhos do Mundo.
TELEFONE (12) 3878-4244
Isto significa qualidade de vida, pois além dos benefícios à saúde ocular, otimiza o tempo de médicos, pacientes e seus acompanhantes que, antes precisavam se deslocar para os grandes centros.
Observação: O Hospital é imparcial na escolha do seu o médico.
Utilize nosso sistema de busca para encontrar os oftalmologistas de sua cidade.
Caso ele não seja encontrado aqui , nos envie um e-mail pela aba contato, para que possamos cadastrá-lo.

  13/07/2018 - 11:01 -   |   Responder/Comentar  |   




  145718 - CELIO DE OLIVEIRA CAVALCANTE   Guaratingueta - SP

Dr. José Milton: Grato pela atenção. Vou procurar

  13/07/2018 - 11:01 -   |   Responder/Comentar  |   




  145717 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO

respondendo ao coLega comentário 145715 CELIO DE OLIVEIRA CAVALCANTE DE GUARATINGUENTA ; VEJA ESSA DRA QUE ATENDE PELA CABESP E QUEM SABE PODERÁ AJUDAR, OU RECOMENDAR OUTRA PESSOA
Dra. Amaryllis Avakian Shinzato - Hlavní stránka | Facebook
https://cs-cz.facebook.com › Místa › São José dos Campos › Zdravotnictví a zdraví Amaryllis Avakian Shinzato - Especialista em Cirurgia de Catarata e Cirurgia ... A Clínica Shinzato Oftalmologia é referência no Vale do Paraíba, Litoral e Sul de .... na prevenção de doenças oculares, como a degeneração macular relacionada à .... Cabesp -

  13/07/2018 - 10:50 -   |   Responder/Comentar  |   




  145716 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Com. 713 - Olha meu caro Péricles, procure um médico que o amigo está ficando gagá. Cometeu outra gafe dizendo que meus escrito não o convencem. Ora, ora meu amigo, quem lhe meteu na cabeça que escrevo neste site tentando convencer alguém? Pensa bem Péricles. As pessoas pra quem escrevo tentando convencê-las têm outro perfil, são juizes, desembargadores, ministros, procuradores, etc., o que aliás tenho feito com certa competência nos últimos quarenta anos. A vc e demais respeitosos colegas deste site procuro apenas emitir opinião, informar, discutir, discordar, etc, muito longe porém de querer impor convencimento. Pois bem. De minha parte assunto encerrado. Mas se o colega quiser continuar é bom prestar atenção no que está escrevendo pra não dar mais mancadas. Quanto a esses bichos de chifre citados bota pro teu rumo. Me tira dessa que eu entendo pouco de religião. Nonato-Teresina.

  13/07/2018 - 10:34 -   |   Responder/Comentar  |   




  145715 - CELIO DE OLIVEIRA CAVALCANTE   Guaratingueta - SP

Amigos: Estou precisando de uma orientação sobre oftalmologia.
Minha esposa foi diagnosticada com Drusas (mácula). Precisa fazer um exame OCT-ANGIOGRAPH. Onde poderia fazer tal exame no vale do paraíba?
Grato a quem puder me ajudar.

  13/07/2018 - 10:21 -   |   Responder/Comentar  |   




  145714 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caro colega Antonio A. Pagliuso - Taquaritinga/SP -, Se, em 30.06, lá no ECB, a Assembléia tivesse sido instalada e ocorrida, seriam necessários 10.132 votos para aprovar o Estatuto (metade mais 1 dos 20.262 associados adimplentes, da Cabesp direta), o mesmo número do quorum, que não foi alcançado (2.255 entre presentes e procurações). Aí, se a votação fosse no papel, seria possível saber o nº das abstenções, brancos e nulos. Mas como foi no plebiscito, via eletrônica ou no tel, e por ser plebiscito, so se consegue e se considera o nº de votantes, resultando no sim ou não. Votaram 12.673 colegas, dando 9.746 sim e 2.927 não. Percebe-se que, se no ECB houvesse 12.673 entre presentes e procurações, e se a votação fosse igual ao do plebiscito, com os 9.746 sim, não seria possível aprovar o estatuto, daí o desmedido empenho e esforço da Cabesp, Afabesp, Afabans, Abesprev, Afubesp e Sindicato em recomendear o sim. No entanto, se a Afabesp e, consequentemente as Afabans, quizessem que a Assembléia fosse instalada e ocorresse, bastaria 29 ônibus, com 40 colegas em cada, e cada um portando 10 procurações, quando existem 45 Afabans. Não quizeram!

  13/07/2018 - 09:32 -   |   Responder/Comentar  |   




  145713 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caro colega e claudicante bacharel Nonato - Teresina/PI -, vc escreve, escreve, mas não consegue me convencer de nada. Mas, esquecendo seus argumentos, vou ater-me apenas à sua contumaz falta de respeito e consideração aos colegas que aqui se manifestam. Vc chama-nos de "saudosistas bestas", no entanto, creio que aqui no site só encontrei uma pessoa que pode ser tachado de "besta", a exemplo daquela descrita no Apocalipse: "Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres, e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmias" (Ap 13: 1). E, "Vi ainda outra besta emergir da terra; possuía dois chifres, parecendo cordeiro, mas falava como dragão" (Ap 13: 11). Só não consigo distinguir a qual das duas ela se parece.

  13/07/2018 - 08:56 -   |   Responder/Comentar  |   




  145712 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Mágoa não, mas arrependimento sim em não ter deixado o banco e seguido a carreira jurídica pura. Tive que conciliar e ainda bem. Recusei inúmeras vezes as tais comissões, graças a Deus. Se hoje vivesse de aposentadoria do banco estaria passando fome ou, no mínimo, com um padrão de vida muito inferior ao que tenho. Não sou ingrato para desconhecer os benefícios que o Banespa me proporcionou, mas fora dele certamente estaria muito melhor sob o aspecto econômico. Agora pra quem incompetente, sem outra alternativa, como parece ser o caso do colega, tem mais é que levantar as mãos pro céu e rezar todo dia por ter ingressado no Banespa, Deus sabe como. Nonato-Teresina.

  13/07/2018 - 08:22 -   |   Responder/Comentar  |   




  145711 - Rubens José de Freitas   Mirassol-SP

A revista do "Conselho Fiscal" da AFABESP publica a Lei que obriga os órgãos Públicos a pagarem os funcionários Públicos e suas autarquias a Correção da data base e as gratificações que forem pagas aos funcionários da ativa (equiparação).

  13/07/2018 - 23:29 -   |   Responder/Comentar  |   




  145710 - Rubens Jos´s de Freitas.   Mirassol - SP

Sua mágoa é não ter capacidade para vencer no Banespa. Será que ele é o culpado? Raciocina e assuma e até longe.

  13/07/2018 - 23:10 -   |   Responder/Comentar  |   




  145709 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Olha, quem me conhece sabe que poucos viveram e contribuíram tanto para que o ambiente de trabalho e lazer no Banespa fosse o mais aconchegante possível. Ao longo de todo o meu tempo de serviço fui considerado sempre uma espécie de "bombeiro", atuando com muito afinco na perseguição da harmonia e companheirismo entre colegas e familiares. Éramos realmente uma família. Mas este é apenas um lado da vivência profissional que pode existir em qualquer empresa, não significando que por isso o patrão é um santo, como alguns imaginam. Na verdade o Banespa foi um bom empregador, mas cometeu contra todos nós uma injustiça imperdoável, nos deixando problemas sérios quando de sua privatização e que poderiam ter sido evitados. Ou o colega está satisfeito com a herança recebida? Não tenho a mais mínima saudade do banco. Tenho muita sim mas da amizade, convivência, companheirismo etc. que existia entre nós. Nonato-Teresina.

  13/07/2018 - 21:06 -   |   Responder/Comentar  |   




  145708 - ANTONIO APARECIDO PAGLIUSO   Taquaritinga

Prezados colegas.Achei, no mínimo estranho o resultado apresentado pelo plebiscito da Cabesp. No dia 10, o presidente da afaban, Araraquara, me ligou, dizendo que precisávamos aprovar porque a situação poderia ficar bem pior.Disse, ainda, que somos mais ou menos 22.000 associados e que seriam necessários mais de 11.000 votos sim, isto é 50% mais
um para aprovação.De acordo com os números apresentados, observa-se que foram computados apenas os votantes, não se apresentando, abstenções, nulos e brancos.
Alguém pode me explicar o fato.

  12/07/2018 - 18:58 -   |   Responder/Comentar  |   




  145707 - wolnei messias   são bernardo do campo/sp

Peço minha humilde licença aos colegas Galvão e Pericles, só refrescar a memória.
O falecido ex-governador de São Paulo disse há tempos atras lá em 20/11/200 em entrevista a Radio CBN, que foi usado como bobe expiatório no escandalo do Banespa. Segundo ele, na ocasião o Banco Central definiu o caminho de Privatizar Bancos Estaduais e, para justificar isso, usou a gestão dele.
"Todo mundo sabe que no Ministério da Fazenda, o ministro Pedro Malan tinha mais interesse em Wall Street do que no povo brasileiro.
Quércia havia afirmado que o único empréstimo que fez durante o seu governo foi após o plano Collor quando, segundo ele, a arrecadação tributária do Estado foi reduzida "mas o empréstimo foi feito com autorização do Banco Central e do Senado, garantiu.
Em 1994, o Banco Central decretou intervenção administrativa no Banespa.
Começou aí uma briga na Justiça, para provar a responsabilidade de Quércia, Fleury, dois Diretores do Banespa, (Carlos Augusto Meimberg e Saulo Rodrigues), além de outros dirigentes, denunciados por gestão temerária e fraudulenta.
Um relatório feito pelo BC, de 12 mil páginas, mostrava que Quércia e Fleury usaram o Banespa pioliticamente, o que teria sido uma das principais causas da quebra do Banco. O inquérito BC apontava que as AROS realizadas no final do governo Quércia representavam parte substancial das dívidas do Estado com o Banespa. Em Dezembro de 94, segundo os documentos do BC, a dívida das AROS chegavam a US$ 3,327 bilhgões, o equivalente a 30% do volume total, de US$ 11,127 bilhões.
O relatório BC dizia ainda que ao longo das gestões de Quércia e de Fleury, o Banespa foi transformado num Banco para os negócios do Estado, obrigado a suportar a necessidade de financiamento do Governo e de suas Emprêsas. Em Maio de 92, segundo o documento, Governo Paulista e Banespa fecharam um acôrdo referente às dívidas do Estado e suas Estatais com o Banespa.
Esse acôrdo, com o Governo Federal e o BC, renegociou a dívida de US$ 3,4 bilhões por 12 anos com os juros previstos no acôrdo, e considerado o saldo devedor de US$ 11,1 bilhões em 31 de Dezembro de 94, Covas deveria estar pagando cerca de US$ 600 milhões por mês. O valor representava mais da metade da arrecação Estadual com ICMS de cerca de US$ 1 bilhão por mês.
O final de Março de 1996 o Ministério Público Estadual pediu o bloqueio dos bens de Quércia e Fleury e de 105 ex-administradores do Banco.
O embargo do patrimonio dos acusados visava garantir o ressarcimento de prejuízos sofridos pelo Banco
As perdas em valores atualizados naquela epoca até Dezembro de 94, somavam R$ 2,8 bilhões e eram relativas a concessões de empréstimos especiais a pessoas físicas e jurídicas.

  12/07/2018 - 16:59 -   |   Responder/Comentar  |   




  145706 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Com. 699- Olha meu caro Péricles, aceito sem qualquer objeção as suas críticas. Só lamento que seus óculos não tenham captado a ressalva que antecipadamente fiz quanto ao que o colega escreveu sobre a privatização do Banespa. Quando digo que "não importa a forma como aconteceu, quem se beneficiou, foi omisso, etc", estou dizendo que o resultado, por qualquer dos caminhos trilhados, envolvendo quem quer que seja, foi desastroso para todos nós. Suas estatísticas, isenção de culpa, dados sobre decisões, datas, órgãos envolvidos, etc., não mudam absolutamente nada, ficando o banco sempre no centro de tudo. Foi o que antecipadamente ressalvei, entendendo que neste particular e com todo o respeito, o nobre colega perdeu por completo o seu latim. No mínimo choveu no molhado. Mas acontece. Eu também cometo este tipo de gafe. É chato, mas fazer o que. Abraços, Nonato-Teresina.

  12/07/2018 - 16:49 -   |   Responder/Comentar  |   




  145705 - Antônio Pelegrino   Cafelândia -SP



Consulta da Movimentação Número : 64

PROCESSO


0022941-30.2015.4.03.6100




Autos com (Conclusão) ao Juiz em 15/05/2018 p/ Despacho/Decisão




*** Sentença/Despacho/Decisão/Ato Ordinátorio





Fl. 760: defiro à AFABESP o prazo requerido de 40 (quarenta) dias.
I.




Intimação em Secretaria em : 16/05/2018




Em decorrência dos autos estão a disposição / foram remetidos/ estão AUTOR OU EQUIVALENTE (PARTE ATIVA) para VISTA ( Sem contagem de tempo )

Disponível


16/05/2018

Recebido


11/07/2018

Devolvido


11/07/2018

Retorno


11/07/2018

  12/07/2018 - 16:12 -   |   Responder/Comentar  |   




  145704 - Antônio Pelegrino   Cafelândia -SP

Pela primeira vez que eu saiba, o TJSP não disponibilizou dinheiro para pagamento de Precatórios no mês de junho/2018. Há uma notícia que estão aumentando a parte física para acelerar o pagamento de precatórios. Como deixaram de cumprir no passado inúmeras ações é difícil acreditar senão esperar mais postergação em conluio.

  12/07/2018 - 16:03 -   |   Responder/Comentar  |   




  145703 - Felice Maniaci   São Miguel Arcanjo-sp

Com.146699 Parabéns Pericles você deu uma verdadeira aula de história ,foi exatamente isso que aconteceu com nosso querido Banespa.

  12/07/2018 - 15:55 -   |   Responder/Comentar  |   




  145702 - Felice Maniaci   São Miguel Arcanjo-sp

Com.146699 Parabéns Pericles você deu uma verdadeira aula de história ,foi exatamente isso que aconteceu com nosso querido Banespa.

  12/07/2018 - 15:55 -   |   Responder/Comentar  |   




  145701 - Alis Diba   São Pedro do turvo/sp

Será que ontem o Santander estourou muita champagne. Será que estavam convidados afabesp afubesp abesprev sindicato e etc?
Acho que a presidente da Cabesp até ganhou uma taça de ouro.

  12/07/2018 - 15:29 -   |   Responder/Comentar  |   




  145699 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caro colega e indefectível patrono, de treis, uma, ou vc nunca trabalhou no Banespa, ou vc trabalhou, mas, talvez, em não sendo bem sucedido, odeia-o e a todos os banespianos, ou trabalhou mas não tem memória, não sabe da nossa história. Se não vejamos:
1. Quem nos LESOU NÃO foi o Banespa! O Banespa existiu até 31.12.1994 e, a partir daí, até 20.11.2000 não era mais Banespa, mas o Banco Central, ajeitando-o para o Satander, em RAET (Regime de Administração Especial Temporária). Todos sabemos que o BC é uma autarquia federal, integrante do Sistema Financeiro Nacional, vinculado ao Ministério da Fazenda, portanto uma instituição eminentemente política. Então, quem nos IGNOROU em nossos direitos trabalhistas, por ocasião da privatização, NÃO foi o Banespa, mas o BC.
2. A nossa gratificação NÃO foi abolida pelo Banespa, mas pelo BC. Dizem os autos na ação das gratificações, que o BC alegou prejuízo no segundo semestre de 1.994, no ano de 1.995 e no primeiro semestre de 1.996. Por sorte nossa, a partir daí, voltou a dar lucro e o BC pagou aos aposentados e pensionistas, no segundo semestre de 1.996 uma "gorjeta" de 15%. Baseado nisso e noutras premissas, a Justiça condenou o Satander a nos pagar as gratificações.
3. A NEGOCIAÇÃO CAPENGA NÃO foi feita pela instituição Banespa, mas pelos burocratas do BC, mancomunados com corruptos politicos. Preparando a entrega "sondada e encomendada" ao Satander, às vésperas do leilão (20.11.2000), em 19.06.2000, o governo editou a MP 1.974, depois convertida na lei 10.179/2001, em 6.2.2001, autorizando a permuta dos títulos federais INALIENÁVEIS, garantidores das aposentadorias e pensões dos funcionários do Banespa, emitidos pelo Tesouro Nacional em cumprimento à Resolução 118/97 do Senado Federal, por certificados financeiros ALIENÁVEIS, estes depois entregues ao Satander. Essa autorização da substituição ocorreu formalmente, em 14/ago/2000, por meio da Portaria 386/2000, da Secretaria do Tesouro Nacional. Todos sabemos que, logo em seguida, em 20.11.2000, o Banespa foi entregue (de graça) ao Satander. Portanto, a forma como isso ocorreu, quem se beneficiou, se omitiu, compactou, sabemos muito bem, talvez só vc não, e IMPORTA muito.
4. Se vc não gosta, por seus motivos, do "glorioso" Banespa, não tem boas recordações do "queridinho" Banespa, queira, pelo menos bem aos seus ex-colegas, tratando-os com o devido respeito a todos devido.
5. Um forte abraço.

  12/07/2018 - 13:40 -   |   Responder/Comentar  |   




  145698 - Archimedes Schuindt Grion   Campinas /sp

Porto, você disse tudo o que nosso "colega" Nonato estava merecendo. Meus parabéns.

  12/07/2018 - 12:09 -   |   Responder/Comentar  |   




  145697 - Antonio Galvão Raiz Porto   Altinópolis - SP

Nonato – Teresina

Este é um site que, na sua essência, é destinado àqueles que você rotulou de “saudosistas bestas”.
Assim sendo, em não sendo você um “saudosista besta”, com todo respeito que um banespiano nos merece, acho justo perguntar-lhe:
Por que você insiste em continuar frequentando-o?
Qual o seu objetivo? Provar que só você está certo e que o resto está errado?
Será isso!?

Me desculpe, colega, mas o mínimo para que você devia atentar é o fato de que está se manifestando num grupo que preza o direito de ostentar o orgulho de ser BANESPIANO e, se não sente isso, tenho que lhe dizer que “ESTÁ NO LUGAR ERRADO”. O que talvez você não entendeu é que o Banespa de quem guarda tanta mágoa não é o mesmo Banespa de quem nós outros recordamos com carinho. O “seu” Banespa é apenas uma ‘pessoa jurídica’, algo abstrato. O “nosso” Banespa é uma coisa concreta, o nosso segundo lar, onde passamos grande parte das nossas vidas e onde fizemos amizades que perduram até os dias de hoje.

Bem diferentes!

  12/07/2018 - 11:57 -   |   Responder/Comentar  |   




  145696 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Colega Alis. Quem nos lesou não foi o Santander mas sim o "glorioso" Banespa, que praticamente nos ignorou na privatização, deixando todos a ver navios em relação a alguns direitos trabalhistas. A nossa gratificação, por exemplo, foi ilegalmente abolida pelo queridinho. Ainda bem que a justiça está corrigindo esta baita sacanagem, depois de muito sofrimento e com total incerteza quanto à efetiva quitação quando tudo concluído. Na verdade o que o Santander sempre fez foi tirar o máximo de proveito de uma negociação capenga, que só pendeu para um lado, no caso o dele. E não adianta os saudosistas bestas ficarem culpando os políticos. Quem se entregou de corpo e alma aos espanhóis, se esquecendo daqueles que a construíram, foi a instituição Banespa. A forma como isto aconteceu, quem se beneficiou, se omitiu, compactuou, etc., pouco importa. O certo é que hoje só nos resta amargar tudo resignadamente, já que não temos mais o que fazer. Nonato-Teresina.

  12/07/2018 - 11:03 -   |   Responder/Comentar  |   




  145695 - adelia mauricio silva   Divinópolis

Salvo ledo engano, os mantenedores devem ter computado como "sim" todas as abstenções, como no julgamento virtual do plenário da Corte.

  12/07/2018 - 10:52 -   |   Responder/Comentar  |   




  145694 - ANTONIO CARLOS CASCAES   São José

Estou comunicando uma pequena alteração no meu email eu informei no cadastro que era acascaes@yahoo.com.br mas o correto é sem o br no final ok assim acascaes@yahoo.com peço por favor que alterem obrigado

  12/07/2018 - 21:10 -   |   Responder/Comentar  |   




  145693 - Antonio Carlos Medeiros Leitão   Rio de Janeiro-RJ

A verdade que o Sim foi o grande vitorioso e por longa vantagem,portanto não houve fraude.Vida que segue..

  11/07/2018 - 20:15 -   |   Responder/Comentar  |   




  145692 - Alis Diba   São Pedro do turvo/sp

Raimundo nonato , você está completamente enganado a nosso respeito. O que não queremos aceitar e ser mais uma vez lesados pelo Santander como já fomos , e nossas associações não nos ampararam como deveriam

  11/07/2018 - 16:52 -   |   Responder/Comentar  |   




  145691 - Alis Diba   São Pedro do turvo/sp

Raimundo nonato, você está completamente errado a nosso respeito.sabemos perder, o que não queremos aceitar são os erros desta alteração.E já fomos muito pesados pelosantander e é quando as nossas associações nos orientaram corretamente?9

  11/07/2018 - 16:47 -   |   Responder/Comentar  |   




  145689 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Divulgado o resultado do plebiscito lá vem o chororô dos radicais perdedores, tal como de há muito previ. Nós temos muitos democratas só de "bico". Nenhum aceita a vontade maior dos contrários. Esperem deles muitos agouros sobre o futuro da Cabesp. É a turma do "ou é do meu jeito ou vai dar tudo errado". Nonato-Teresina.

  11/07/2018 - 15:59 -   |   Responder/Comentar  |   




  145688 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO



QUAL ESTA CERTO : NÃO HOUVE ABSTENÇÕES EM NENHUM DOS DOIS ?

Na eleição :*************************************************
Posição da apuração Quantidade de cédulas apuradas:
11.659 restante para apuração: 0 Percentual de apuração realizada: 100,00%

PLEBISCITO : *****************************************
Total de votos: 12.673
Votos favoráveis à Reforma Estatutária: 9.746 (77%)
Votos contrários à Reforma Estatutária: 2.927 (23%)

  11/07/2018 - 14:12 -   |   Responder/Comentar  |   




  145687 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

SAIU O RESULTADO:
SIM - 9.746 votos - 77%
NÃO - 2.927 votos - 23%

  11/07/2018 - 12:32 -   |   Responder/Comentar  |   




  145686 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO


Plebiscito Cabesp 2018 - APROVADA A REFORMA ESTATUTÁRIA DA CABESP
Atualizado em: 11/07/2018 **************************************
Prezado Associado,
Comunicamos a aprovação da Reforma Estatutária da Cabesp, mediante realização de Plebiscito, no período de 30 de junho a 10 de julho de 2018, conforme resultado final:
Total de votos: 12.673
Votos favoráveis à Reforma Estatutária: 9.746 (77%)
Votos contrários à Reforma Estatutária: 2.927 (23%)

A Proposta aprovada pelos associados será encaminhada nesta data ao Banco Santander(Brasil) S.A, em cumprimento ao artigo 38, § 2º do Estatuto, para referendo.

Informamos que todo o processo de votação foi auditado pela Galegale & Associados.

Agradecemos a todos pela participação!

  11/07/2018 - 12:30 -   |   Responder/Comentar  |   




  145685 - José Roberto Barin   Campinas-SP

Colegas, esse comentário do Rubens, de Mirassol, abaixo, é MUITO SÉRIO!!! Como o próprio banco divulga, e alerta incansavelmente, no intuito de se evitar fraudes, a SENHA É PESSOAL E INTRANSFERÍVEL??? Como pode a Afa ban receber a senha dele e votar por ele? Meu Deus! Mas que maracutaia !!! Esse plebiscito é passível de anulação urgente!!!

145679 - Rubens José de Freitas Mirassol-SP
Tudo está indicando que esse plebiscito é uma armadilha. PRIMEIRO porque a minha senha e de outros que consultei não foram enviadas para a pessoa que iria votar, mas sim para as AFABANS, que estão TRABALHANDO para o "SIM" juntamente com AFABESP e AFUBESP.
SEGUNDO, um aposentado foi votar e informaram que já havia votado, quando não tinha. Pedi que entrasse em contato com a AFABAN e informaram que já haviam votado por ele.
TERCEIRO, tentei votar por telefone e recusaram o número do meu CPF, dizendo que era inválido. Disquei mais duas vezes, inclusive pedi que minha esposa conferisse número por número e recebi a mesma resposta nas duas. Pela internet eu consegui votar.
Pergunto, para que tanta dificuldade? Porque não enviaram a senha para mim?

  11/07/2018 - 12:23 -   |   Responder/Comentar  |   




  145684 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

Acho que a grande maioria se deixou levar pela chantagem emocional.

  11/07/2018 - 12:08 -   |   Responder/Comentar  |   




  145683 - adelia mauricio silva   Divinópolis

OXALÁ a paródia "O Gato e o Rato" não tenha lugar no temor do aposentado banespiano, que leva consigo o gosto amargo que sofre da injustiça. "Vão-se os anéis, ficam os dedos", dizem alguns. Entretanto, pior seria, caso o "conto da ratoeira" se instalasse entre nós. Portanto, deixo aqui, de pronto, meu desejo:-Tenhamos solidariedade para um final menos amargo.

  11/07/2018 - 11:01 -   |   Responder/Comentar  |   




  145682 - Marcos Aurélio Pinto   Vinhedo/SP

É bom deixar registrada a responsabilidade individual de cada um que votar no NÃO pelo encerramento das atividades da CABESP por volta de 2040, quando entao ficarão cerca de 17.000 pessoas desassistidas, salvo se cada um pagar no valor presente uma mensalidade de R$ 3.500,00 a outro plano de saúde.
Essa responsabilidade eu não vou levar comigo, até porque a CABESP foi concebida dentro do princípio da solidariedade e do mutualismo, onde todos pagam um percentual único sobre o rendimento com direito a idêntica assistência. Valendo-me desse princípio foi que votei no SIM, pensando não em mim que tenho 72 anos e em 2040 dificilmente estarei presente, mas pensando nas 17 mil vidas que, tomará, estejam nesse mundo usufruindo o prazer de viver.
Pugno pelo SIM, como ato de solidariedade, altruísmo e coleguismo com os companheiros que sobreviverão a 2040.
Pense nisso e durmam tranquilos.
Marcos Aurélio Pinto


7 de jul de 2018, à(s) 10:52, Carlos alberto rodrigues dos Santos escreveu:
Prezado Marcos Aurélio sempre o tive em alta conta mais essa divulgação sua se isentando de responsabilidades e transferindo-a para os que aderiram ao NÃO me soa como coação. Quer queira ou não vc sempre será responsável por ter sido um dos "doze apóstolos " das reuniões decisas sobre a Cabesp. Carlos alberto rodrigues dos Santos

Colegas Banespianos.
Votação encerrada a pouco e agora vamos aguardar o resultado. Seja qual for o resultado do plebiscito competem as Associações continuar acompanhando o ativo e passivo da CABESP para que medidas sejam implementadas na manutenção do necessário equilíbrio entre receitas e despesas.
Se ficar constatado a necessidade de ser realizado um estudo atuarial em paralelo, caso pairem dúvidas ao levantamento do oficial, as associações com certeza, unidas que estão nessa luta, irão pugnar e realizar o referido estudo paralelo.
Unidos estamos em torno de um só propósito “perenidade da Cabesp” e assim permaneceremos!
Marcos Aurélio Pinto
11 de jul de 2018 06:06 Caro Marcos Aurélio e demais colegas, Como este mundo é feito de hipocrisias, desilusões, promessas! Como se vivessemos sempre o surreal, sempre no futuro. Desde criança ouço dizer que o Brasil é o país do futuro. Infelizmente, hoje constato que quando o futuro chegar, estaremos todos no além, e a venda dessa ilusão só interessa a quem vive o Brasil no presente, no dia a dia, com muito poder de mando e aquisitivo, fazendo sempre o que pretender realizar! É o que vejo na promessa de que, doravante (sic), se for necessário um estudo atuarial em paralelo, as associações irão realizar o referido estudo paralelo, como se já não lhes sobrasse tempo e dinheiro para isso! Depois que a "Inês é morta", depois que a "vaca for pro brejo", irão atrás do estudo atuarial em paralelo! Durma-se com um barulho desses. Nem Salvador Dalli seria mais surrealista. Um forte abraço a todos. Péricles.

  11/07/2018 - 10:31 -   |   Responder/Comentar  |   




  145681 - Eliel da Silva Dornelas   Cabo Frio - RJ

É, parecia que eu já tinha visto este filme. Em 01.07.18 em meu comentário 145564 eu disse:

"Agora, sim, há um momento mais realístico, e, espera-se o NÃO, NÃO, NÃO, seja vitorioso, caso não haja manipulação de votos."

Agora, em 11.07.18 o comentário 145679 do colega Rubem mostra a face dos golpes.

Golpes estes que já foram cometidos quando do recebimento do convite para participarem das rodadas de negociações. Das duas, uma foi o real procedimento adotado: segundo os renomados no mundo da Psicologia dizem que Percepção é: é conhecer através dos sentidos, objetos e situações. Então esses que se julgaram experientes, percebem bem os envolvimentos em que se meteram " ou " nem sensações - isto é : o mecanismo neurofisiológico que possibilita a condução do estímulo aos centros nervosos. Então não deve ter havido percepção, pois não há percepção sem sensação, podendo haver só sensação sem percepção.

A outra, penso que é uma falta de consideração total quanto as vidas de seus clientes vulneráveis. A isto, com certeza um dia Deus irá cobrar.

Espero que seja a primeira, pois todos possuem o direito de errar, mesmo que inconscientes.

Porém, quando o colega relata no comentário 145679 sobre manipulação de senhas e de votos, fica difícil para se viver dentro dessa ambiência. Só Jesus colegas. Abraços.

  11/07/2018 - 10:16 -   |   Responder/Comentar  |   




  145680 - Antônio Pelegrino   Cafelândia -SP

Estranho essa forma anti democrática de nos induzir a votar sim. Pelo que sei sempre pediram a maioria que votassem a favor de quem sempre nos traiu e uma minoria foi contemplada sem que essa maioria soubesse. Votei não, mas não pelo aumento da coparticipação, mas por outras mudanças que advirão outras até que partimos ao além. Não desanimem, vencer o desânimo é uma decisão pessoal. Surgem as tristezas durante a vida: traumas e marcas, situações que não aceitamos e que ferem profundamente nosso ânimo. Continuem caminhando de cabeças erguidas e corações fechados para não sentirem as dores das injustiças. O acontecimento feliz da Tailândia parece coisa da mídia, mas não é. É em exemplo de finalidade da globalização. Levar tecnologias melhor IDH aos países que sofrem com a pobreza e não se instalarem e procurar desrespeitar as leis promovendo esvaziar as riquezas e deixar a miséria como estão fazendo muitas multinacionais presentes em nossa país.

  11/07/2018 - 23:38 -   |   Responder/Comentar  |   




  145679 - Rubens José de Freitas   Mirassol-SP

Tudo está indicando que esse plebiscito é uma armadilha. PRIMEIRO porque a minha senha e de outros que consultei não foram enviadas para a pessoa que iria votar, mas sim para as AFABANS, que estão TRABALHANDO para o "SIM" juntamente com AFABESP e AFUBESP.
SEGUNDO, um aposentado foi votar e informaram que já havia votado, quando não tinha. Pedi que entrasse em contato com a AFABAN e informaram que já haviam votado por ele.
TERCEIRO, tentei votar por telefone e recusaram o número do meu CPF, dizendo que era inválido. Disquei mais duas vezes, inclusive pedi que minha esposa conferisse número por número e recebi a mesma resposta nas duas. Pela internet eu consegui votar.
Pergunto, para que tanta dificuldade? Porque não enviaram a senha para mim?

  11/07/2018 - 22:33 -   |   Responder/Comentar  |   




  145678 - ORLY GUERA   Vila Velha - ES

145649 - Carlos Ivan

Carlos Ivan, no BRASIL, a LEI não vale para o BANCO ESPANHOL SANTANDER. ELE FAZ A LEI.
Desde 28-novembro-2001, quando o ex-presidente do TST, ALMIR PAZZIANOTTO, aquele advogado sindical dos METALÚRGICOS-SP, desmascarado pelo falecido governador de S.Paulo, FRANCO MONTORO, quando disse que ele fazia jogo duplo, assinou a ATA do REAJUSTE ZERO, e o santander passou a MANIPULAR a lei até hoje, e ponto final.

Essa história de que a JUSTIÇA É MOROSA, é mentira. A justiça no Brasil é comprada. A AFABESP sabe disso e o advogado PIZA disse para a afá ESCANDALIZAR nosso DRAMA. Mas, não sabemos o porquê de a afá não seguir o conselho do dr. Piza. Basta um desabafo na primeira página de jornal de domingo de SP. Até quando a afá vai curtir a MOROSIDADE da justiça?

Obs.: ando meio devagar; não tenho acompanhado as notícias.
----

  11/07/2018 - 21:47 -   |   Responder/Comentar  |   




  145677 - Carlos alberto rodrigues dos santos   Belo horizonte-mg

Tiago parabéns e obrigado pela informação.

  10/07/2018 - 17:11 -   |   Responder/Comentar  |   




  145676 - Tiago Muzzi   Belo Horizonte/MG

Prezado Sr. Carlos Alberto e demais colegas da AFABAN/BH,

É com grande satisfação, que venho noticiar mais uma vitória da equipe Muzzi, dessa vez no âmbito do Estado do Amazonas, uma vez que na presente data (10/07/2018) fora proferida uma sentença procedente para um ex-funcionário do Banespa, em Manaus/AM.

Atento que essa ação fora distribuída em 12/03/2018, para um aposentado, pleiteando as PLR’s dos exercícios imprescritos, ou seja, 2013 a 2017, nos mesmos moldes que o Banco pagou o pessoal da ativa, ou seja, utilizando a regra mais benéfica, que consiste em pegar o valor que o aposentado recebe à título de complementação de aposentadoria mais o valor do INSS, o resultado dessa soma, multiplicar por 2,2 e partir do resultado que encontrar dessa equação, somar a parcela adicional prevista no CCT de cada ano (2013, 2014, 2015, 2016 e 2017).

A audiência desse processo fora realizada em 14/05/2018, onde o aposentado, reclamante nessa ação, compareceu acompanhado por mim.

E, na presente data (10/07/2018) a juíza proferiu a sentença, condenando o Banco a pagar ao reclamante, com juros e correção monetária, PLR referente aos exercícios de2013 a 2017, no importe de 2,2 salários-base (valor pago pelo INSS somado ao da complementação), montante esse que deve ser acrescido dos valores referente às parcelas adicionais de cada ano.

No entanto, cumpre destacar que o Banco ainda está dentro do prazo para recorrer dessa decisão, mas estamos monitorando o processo de perto.

Por fim, importante dizer o quanto foi rápida a tramitação desse processo, levando em consideração a data da distribuição e a data da sentença.

E, mais caso o Banco não recorra, logo iniciará a fase de liquidação (cálculos).

No mais, qualquer outra novidade, mantemos vocês informados!

Muzzi e Advogados Associados
(31) 3281-5010

  10/07/2018 - 16:47 -   |   Responder/Comentar  |   




  145675 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caro colega e erudito causídico Nonato - Teresina/PI -, com todo o respeito, o voto por plebiscito Não é assembleiar, NÃO é uma extensão daquela e NÃO é mais expressivo. Primeiro, porque uma Assembléia é um grupo de pessoas que, possuindo interêsses em comum, se reúne para deliberar, analisar, discutir e decidir sobre determinados assuntos. Essa Assembléia teve sua oportunidade de se realizar em 30.06, mas inexistiu, não foi instalada, por falta de quorum. Em segundo lugar, o plebiscito é uma convocação de governos antes da criação de uma norma (ato legislativo ou administrativo) e são os cidadãos, por intermédio do voto sim ou não, que vão aprovar ou não a questão que lhes for submetida, portanto não é uma extensão de uma assembléia. Em terceiro lugar, não é mais expressivo, pois, enquanto numa Assembléia para alterações estatutárias exige-se, no mínimo, para aprovação, os votos favoráveis da maioria dos associados adimplentes (10.131), num plebiscito aprova-se uma questão por maioria simples dos votantes, bastando para isso um simples 1 a zero ou um 2 a 1. Além disso, a possibilidade do plebiscito como forma de alteração estatutária consta do Estatuto da Cabesp (quando não deveria), mas NÃO do Código Civil. O atual art 38, par. 1º (que já deveria estar extinto), nunca foi contestado porque nos casos em que ocorreu nunca prejudicou nossas vidas tão excessivamente e indelevelmente, como pode ocorrer a partir de amanhã. Portanto, insigne jurista, creio que continuam em pé todas as minhas teses que me autorizam a votar e recomendar o NÃO, enquanto é tempo!

  10/07/2018 - 14:31 -   |   Responder/Comentar  |   




  145674 - adelia mauricio silva   Divinópolis

PESSOAL, é simplesmente um NOSTRADAMUS moderno, capitalista, de desejos meramente inconfessáveis. A bola de cristal denominada "estudos atuariais", a preverem ao final dos "próximos" CINQUENTA ANOS" o fim dos tempos da CABESP. O incrível é a maioria forjada por Associações e Sindicatos dar o seu aval(voto). Aviso: Não adianta chorar o leite derramado.

  10/07/2018 - 12:51 -   |   Responder/Comentar  |   




  145673 - José J. Amato   Mococa-SP

Pessoal, que Desastre: a Afaban me ligou e pediu prá votar sim. Não sou contra os aumentos, sou contra a mudança no Estatuto. Gostaria de saber o porque desta mudança? Acredito ser uma grande armação contra nós. Por isso votei NÂO e peço ao colega que ainda vai votar que
VOTE NÃO, VOTE NÃO, VOTE NÃO, VOTE NÃO, VOTE NÃO, VOTE NÃO...

  10/07/2018 - 11:52 -   |   Responder/Comentar  |   




  145672 - José J. Amato   Mococa-SP

Pessoal, que Desastre: a Afaban me ligou e pediu prá votar sim. Não sou contra os aumentos, sou contra a mudança no Estatuto. Gostaria de saber o porque desta mudança? Acredito ser uma grande armação contra nós. Por isso votei NÂO e peço aos colegas que ainda não votaram que
VOTEM NÃO, VOTEM NÃO, VOTEM NÃO, VOTEM NÃO, VOTEM NÃO, VOTEM NÃO...

  10/07/2018 - 11:47 -   |   Responder/Comentar  |   




  145671 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO

respondendo ao colega 145668 - JOAO PEREIRA NETTO PEREIRAno - NOVA GRANADA

PODE VOTAR PELO TELEFONE liquem na CABESP 0800 722 2636 e pede a senha para cada um dos colegas que ainda não receberam e depois sigam as instruções abaixo:

IMPORTANTE:
Para votar você pode acessar o portal www.cabesp.com.br ou ligar no 0800 772 20 20 (gratuito) exclusivo para votação.
Basta seguir as instruções abaixo:
- Será solicitado seu CPF. Digite os 11 algarismos do seu CPF, incluindo os zeros à esquerda.
- Será solicitada sua senha. Digite ??????????? (a sua senha);
- Será solicitado que você faça sua escolha:
- Para indicar que você concorda com a alteração do estatuto, digite 1;
- Para indicar que você não concorda com a alteração, digite 3;
- Ouça a confirmação do seu voto e digite 5 ou 6 para corrigir.

  10/07/2018 - 10:44 -   |   Responder/Comentar  |   




  145670 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Com. 656 - Caro Péricles. Embora respeitando seu ponto de vista, ouso dele discordar. A um, porque o voto por plebiscito não deixa de ser assemblear, muito pelo contrário, já que uma extensão daquela e até mais expressivo; e, a dois, porque legalmente autorizado pela legislação, tanto assim que na Cabesp vige desde que fui fundada sem qualquer contestação. Abraços, Nonato-Teresina.

  10/07/2018 - 10:37 -   |   Responder/Comentar  |   




  145669 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Com. 661 - Prezado Cesar. Vc mesmo afirma que não sabe se está votando correto. Certamente esta é a situação de inúmeros outros colegas, pois afinal de contas o voto (qualquer que seja ele) é uma atitude de risco já que ninguém pode avaliar as suas consequências e desdobramentos futuros. Ocorre que a própria vida, por si só, já é um risco e temos que enfrentar os desafios que ela nos trás. Assim, temos que encarar essa escolha. Eu, pessoalmente, fiz uma análise das alterações propostas e, repetindo, não vi nenhuma assombração. Mas há os que analisam em cima do "se", e aí, como não poderia deixar de ser, surgem defeitos pra todo lado nas possíveis mudanças. Uma coisa porém está encasquetando a cabeça de muitos, como eu:- por qual motivo as nossas entidades representativas se uniram pelo SIM? Não me lembro de outra situação igual. Seria de bom alvitre que o pessoal do NÃO se manifestasse sobre esse ponto, antes do resultado, já que depois não faz sentido. Nonato-Teresina.

  10/07/2018 - 09:25 -   |   Responder/Comentar  |   




  145668 - JOAO PEREIRA NETTO PEREIRAno   NOVA GRANADA

Jose Milton, aqui em Nova Granada esta acontecendo que somos ll pessoas aposentada incluindo pensionistas, so a minha senha foi comunicado , na qual eu ja votei NAO, e outros que nao tem internet como fica, sem votar ?.

  10/07/2018 - 09:23 -   |   Responder/Comentar  |   




  145667 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

continuando -, sem que haja neste Estatuto, expressa disposição, como diz o art. 67º. E então? pensem nisso, e votem NÃO. Ainda dá tempo, amanhã poderá ser muito tarde. Com o NÃO, tudo fica como está, e haverá chance de uma nova "conversa". Muita saúde, boa sorte a todos nós e à Cabesp, e que Deus nos ajude!

  10/07/2018 - 05:32 -   |   Responder/Comentar  |   




  145666 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caros colegas, hoje, até as 23:59 hs, vc poderá votar. Eu já votei NÃO. Vote vc também NÃO. Ou vc quer entregar a Cabesp ao Satander? A Cabesp não era, mas agora pode ser uma Associação constituída na forma da LEGISLAÇÃO EM VIGOR, a partir de amanhã. Ora, a Cabesp tem 50 anos de existência. Amanhã poderão dizer: isto ou aquilo não vale, pois o que vale é a legislação em vigor. A Cabesp não tinha, mas agora poderá ter um PATROCINADOR PRINCIPAL. É o que reza o art. 1º. O quadro social da Cabesp, a partir de 16.09.2017, não será mais constituído por funcionários admitidos pela Cabesp, depois daquela data, mas poderão também associar-se os funcionários da ativa, advindos de empresas incorporadas ou integradas ao conglomerado Sandanter, ou seja, doravante, todo empregado de Banco ou qualquer outra empresa que o Satander comprar, conforme o art. 4º, inciso II e par. 4º. É caso de exclusão do associado do quadro social da Cabesp, o atraso, superior a sessenta dias, no pagamento de suas contribuições ou qualquer outra contraprestação financeira (coparticipação ou franquia), contado a partir da data do vencimento em aberto. É o que diz o art. 9º, inciso II. O art. 17º, que altera a alíquota da contribuição de 2,5% até 6%, está muito mal redigido, gerando muita confusão e incertezas. Uma nova redação, mais "enxuta" e precisa, poderá ser aceita. Embora já conste no Estatuto, o art. 37º, par. 1º, deveria ser extinto. Também, a partir de amanhã, o novo estatuto entrará em vigor, revogando-se as disposições em contrário, NÃO SUBSISTINDO QUALQUER DIREITO ANTERIORMENTE PREVISTO,

  10/07/2018 - 05:25 -   |   Responder/Comentar  |   




  145665 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

Informo com pesar que comunico o falecimento do colega Nelson Fogolin. Trabalhou em Matriz (riscos), Dracena, Lins, Penápolis,Orlândia, Piracicaba e Santo Anastácio. Estava internado, com Diabetes e Pneumonia, no hospital 9 de julho, em Sao Paulo. Morou por um tempo aquiem Campo Grande, depois da aposentadoria, SERÁ SEPULTADO AMANHÃ ÀS 16:00 HS.EM PRESIDENTE EPITÁCIO.

  09/07/2018 - 20:34 -   |   Responder/Comentar  |   




  145664 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO

AMANHÃ É O ÚLTIMO DIA DO PLEBISCITO PORTANTO VAMOS VOTAR NÃO

COLEGAS BANESPIANOS ALERTA GERAL VAMOS VOTAR NÃO! não
As nossas mensalidades estão normatizadas no estatuto desde 27 de junho de 1968,OU SEJA 50 ANOS sobre os valores percebidos pelos funcionários do BANCO, que nunca há atrasos, pois, são debitados em conta corrente no dia que sai o nosso pagamento.Portanto, quando sai os aumentos salariais automaticamente os 2,5% são debitados e assim sendo, se houver aumento para os funcionários, haverá aumento também nas mensalidades automaticamente. Também o banco cumprindo as nossas Leis e pagando os atrazados, a CABESP TERÁ O RECEBIMENTO AUTOMÁTICO DOS 2,5% , DO QUE VAMOS RECEBER E ASSIM A CAIXA RECEBERÁ UM BOM REFORÇO, basta o banco pagar o que nos deve e deixar de ficar recorrendo e prejudicando a todos banespianos.Agora, se aceitarmos essa mudança na norma e ainda mais que o poder economico consegue tudo, que quer na Justiça, ai poderá dizer que abrimos mãos de nossos direitos com a nova opção. Não é mesmo? Vocês lembram do que os juízes dizem : - " que quem optou relegou os direitos do regulameNto de pessoal anterior, e, quem não optou NÃO ABRIU MÃO DOS DIREITOS DO REGULAMENTO ANTERIOR E PORTANTO NÃO TEM DE RECEBER OS VALORES DAQUELES que optaram E estão recebendo quase o dobro do que, os que não optaram. Ai tivemos que recorrer à PROCURADORIA GERAL DO TRABALHO ATRAVÉS DO QUE FOI REALIZADO PELO PROCURADOR GERAL DR. OTÁVIO BRITO LOPES , JUNTO A PREVIC E AI FOMOS COLOCADOS NO PLANO V, E ATÉ HOJE ESTAMOS BRIGANDO NA JUSTIÇA PARA CONSEGUIRMOS RECEBER O QUE NOS É DEVIDO E JÁ VAI PARA 16 ANOS E AGORA O PROCESSO ESTA PARADO NO TRF 3 DE SP AGUARDANDO A CONVOCAÇÃO DE MAIS DOIS DESEMBARGADORES, PARA RESOLVEREM O CASO, QUE JÁ DEVERIA ESTAR RESOLVIDO DESDE QUE O BANCO FOI ENTREGUE AO SANTANDER . Lei ora L ei !!!!! VANTAGENS AOS PODEROSOS E NÓS COMO FICAMOS, VAMOS NOS UNIR ??? OU ESPERAR O QUE ??? Desde a regulamentação da Lei 9656/98, em vigência des­de 2 de janeiro de 1999, que as operadoras de planos de saúde estão proibidas de aumentar o valor das faturas de clientes com mais de 60 anos e com dez anos de contrato, alegando mudança de faixa etária. A legislação se tornou ainda mais rígida após a criação do Estatuto do Idoso, que passou a vigorar em 1º de janeiro de 2004.
SE A CONSTITUIÇÃO DIZ QUE SOMOS TODOS IGUAIS PERANTE A LEI, PORQUE ISSO TAMBÉM NÃO PODE SERVIR PARA TODOS NÓS QUE PAGAMOS HA 50 ANOS O QUE ESTA NAS NORMAS ESTATUTÁRIAS, QUE SÃO AUMENTADAS SEMPRE QUE HÁ AUMENTOS SALARIAIS PARA NÓS E ASSIM SENDO NÃO CRIAMOS DIFICULDADES PARA A CABESP, SEMPRE QUE HÁ AUMENTOS E SE O BANCO CUMPRIR COM SUAS OBRIGAÇÕES ASSUMIDAS E NOS PAGAR OS ATRASADOS, HAVERÁ MUITO RECURSO ENTRANDO PARA A CABESP
temos que votar NÃO!!!! NÃO !!!!!!!!!!!

  09/07/2018 - 16:44 -   |   Responder/Comentar  |   




  145663 - adelia mauricio silva   Divinópolis

Contagem regressiva. No dia 26/06/18, 19:13, com.145484, restavam 72 hs para o começo do prazo(os 10 dias do plebiscito). Acaba amanhã. Não foi brincadeira quando "chamei os juristas". É o único recurso para barrar essa jogada do bco. Sder, via Cabesp. Entretanto, é só blá blá blá!...Ninguém ousou. Se acovardaram?!

  09/07/2018 - 13:42 -   |   Responder/Comentar  |   




  145662 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

VOTEI NAO E RECOMENDO A TODOS, VOTEM NAO!!!!!

  09/07/2018 - 13:29 -   |   Responder/Comentar  |   




  145661 - Luiz Cesar da Fonseca   Vila Velha - ES


Caro Raimundo. Comentário 145650, onde você escreve que:

(Não tem jeito. Vivemos eternamente reclamando da desunião de nossas entidades quando o assunto é a defesa de nossos interesses, inclusive com acusações sérias em certos casos. Pois bem. Já agora, no caso Cabesp, estão todas unidas numa mesma direção mas alguns continuam criticando e recomendando posição contrária. Dá pra entender e/ou agradar? Nonato-Teresina).

Pergunto-lhe:
Que direção é essa?
Vai nos levar para onde?
Quem continua criticando e recomendando posição contrária?
Se tiver posição contrária deve ter também a posição certa! Correto?
Quem garante que o SIM ou o NÃO é a posição correta, você garante?
Está tudo confuso, muitos tentam explicar, mas confundem ainda mais. Você, que como de costume, sempre dá opiniões nos assuntos aqui abordados, poderia esclarecer com mais clareza, o que poderá acontecer se o SIM ou o NÃO sair vencedor no Plebiscito?

A propósito, eu votei no NÃO, mas não garanto que seja a posição correto. É apenas, a minha convicção.

Li certa vez uma frase que guardei na memória e acho que ela se encaixa perfeitamente nesse plebiscito.

"Os jornalistas dizem uma coisa que sabem NÃO ser verdadeira, na esperança de que se a DISSEREM durante BASTANTE tempo ela acabará SENDO". Arnold Bennett. Escritor Inglês.

Observação: Onde lê Jornalistas, leia-se SANTANDER ou outras entidades.

E é exatamente o que está acontecendo.

Votando no SIM ou no NÃO, vamos todos pagar para ver.

SAUDAÇÕES BANESPIANAS.

  09/07/2018 - 13:21 -   |   Responder/Comentar  |   




  145660 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

Enquanto existirem dúvidas, o lógico seria a opção Não, até que todos tivessem o mesmo entendimento. Antes de se votar no "escuro" seria muito bom se acendêssemos a Luz. Abraços.

  09/07/2018 - 13:11 -   |   Responder/Comentar  |   




  145659 - PAULO SERGIO TASSO   Franca-sp

Só não entendo, alguém poderia me explicar,
o que está acontecendo, neste site (NÃO)., nas
AFABANS, etc., (SIM) ,não somos a mesma familia,
??????

  09/07/2018 - 11:57 -   |   Responder/Comentar  |   




  145658 - PAULO SERGIO TASSO   Franca-sp

Só não entendo, alguém poderia me explicar,
o que está acontecendo, neste site (NÃO)., nas
AFABANS, etc., (SIM) ,não somos a mesma familia,
??????

  09/07/2018 - 11:57 -   |   Responder/Comentar  |   




  145657 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

corrigindo - .....pois estaria ferindo o CC em sua soberania ....

  09/07/2018 - 10:19 -   |   Responder/Comentar  |   




  145656 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caro colega e insigne jurista Nonato - Terezina/PI -, quem diz como o Estatuto de uma Associação dever ser alterado é, antes de mais nada, o Código Civil (CC), e depois, ele próprio, pois o CC é MAIOR (soberano, pode mais) que um estatuto. Embora o CC reze que, um Estatuto de uma Associação conterá "as condições para a alteração das disposições estatutárias e para a dissolução", essas condições não podem contrariar o CC, quando afirma que compete privativamente à Assembléia Geral alterar o estatuto, mas NÃO diz que compete privativamente a um Plebiscito alterar o estatuto. Seria o caso, de se entrar com uma ação de inconstitucionalidade, pois estaria ferindo o CC e sua sua soberania. É o que penso.

  09/07/2018 - 10:14 -   |   Responder/Comentar  |   




  145655 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Quem diz como o estatuto de uma associação poderá ser alterado é ele próprio e não o CC. Senão vejamos:- "Art. 54 do CC - Sob pena de nulidade, o estatuto da associação conterá:-............. VI - as condições para a alteração das disposições estatutárias e para a dissolução". Nonato-Teresina.

  09/07/2018 - 08:40 -   |   Responder/Comentar  |   




  145654 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

ONDE ESTÁ O PLEBISCITO? - Caros colegas, o Código Civil Brasileiro, das Associações, diz: "Compete privativamente à Assembĺéia Geral: I -Destituir os administradores; II - Alterar o Estatuto". Onde fica o plebiscito, nessas circunstâncias? Plebiscito, na Roma antiga, era um decreto aprovado em comício popular, originalmente obrigatório só para os plebeus. Atualmente, é uma consulta sobre questão específica, feita diretamente ao povo, geralmente por meio de votação do tipo sim ou não. E agora, José, é possível alterar o estatuto através de plebiscito, ainda que constando no estatuto? O Código Civil não é maior (soberano) que o Estatuto? Com a palavra os advogados e entendidos no assunto!

  09/07/2018 - 06:43 -   |   Responder/Comentar  |   




  145653 - mariano perez martins   sao jose do rio preto sp

O PODER E SOBERANO----NOS SIMPLES MORTAIS APOSENTADOS COM 65, 70 OU MAIS, VALENDO NESSE CASO A LEI DO IDOSO, SOMOS BRINDADOS COM INFINDAVEIS RECURSOS E MAIS RECURSOS. ENQUANTO QUE UM PRESIDIARIO EX-PRESIDENTE, CONSEGUE QUE DESEMBARGADORES, E JUIZES, ATRAVES DE SEUS ADVOGADOS JULGUEM IMEDIATAMENTE SUAS LIMINARES E RECURSOS.

  09/07/2018 - 21:08 -   |   Responder/Comentar  |   




  145652 - JOAO JAIR BIBIANO   ARAÇATUBA (SP)

Penso que havendo ingresso de novos beneficiários da Cabesp que não seja estendido a eles o direito a voto.

  08/07/2018 - 18:46 -   |   Responder/Comentar  |   




  145651 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Cara Lourdes L. Rachid Oliveira e demais colegas - com 145644 -, o art 4º do novo estatuto proposto, já foi objeto de minhas considerações. Diz em seu caput: O quadro social da Cabesp é composto por: I - (em outras palavras) banespianos admitidos até 20.11.2000. II - "funcionários da Cabesp, admitidos até 15.09.2017". Par. 4º - "Poderão, também, associar-se os funcionários da ativa advindos de empresas incorporadas ou integradas ao Conglomerado Santander ...". O novo texto tem duas novidades: 1. A partir de 16.09.2017, novos funcionários da Cabesp não poderão associar-se. 2. Com a simples troca de nomenclatura de Banespa para Santander e Conglomerado Banespa para Conglomerado Santander, poderão, também, "inchar o quadro" funcionários da ativa advindos de Bancos ou outras empresas compradas (incorporadas ou integradas) pelo Satander. Então, a Cabesp (direta) que era composta por banespianos e funcionários da Cabesp, somente, agora poderá ter em seus quadros os banespianos, os funcionários da Cabesp, admitidos até 15.09.2017 e também os funcionários da ativa advindos de bancos ou empresas compradas pelo Santander, ad infinitum. Parece que o quadro vai "inchar" bastante, pois, doravante, enquanto as portas estão fechadas para banespianos e funcionários da Cabesp, as janelas estão escancaradas a novos satanderianos. Seremos minoria, e aí estaremos todos fux.....dos. Por essa e outras razões voto e recomendo NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO - vide também os arts. 1º; art 9º, inciso II; art 17º (que deve ser aceito, mas com nova redação); art 37º, par. 1º (deveria ser excluído, pois o Codigo Civil Brasileiro não prevé alteração estatutária através de PLEBISCITO) e art 67º - Não se esqueçam, votem NÃO. Nova proposta deve ser apresentada, não isso tudo que aí esta!

  08/07/2018 - 13:17 -   |   Responder/Comentar  |   




  145650 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Não tem jeito. Vivemos eternamente reclamando da desunião de nossas entidades quando o assunto é a defesa de nossos interesses, inclusive com acusações sérias em certos casos. Pois bem. Já agora, no caso Cabesp, estão todas unidas numa mesma direção mas alguns continuam criticando e recomendando posição contrária. Dá pra entender e/ou agradar? Nonato-Teresina.

  08/07/2018 - 10:34 -   |   Responder/Comentar  |   




  145649 - Carlos Ivan   Olinda-PE.

Caros José Milton, Péricles, Orly, Nonato, como eu não entendo de leis e costumo escorregar nas decisões de juizes, submento à apreciação de vocês, algumas dicas encontradas no novo CPC, vigorando desde março de 2016. Ali, consta alguns detalhes importantes, como por exemplo. "Celeridade nos processos. Julgamentos passam a ser feitos em ordem cronológica. Diminuição da quantidade de recursos possíveis, reduzindo o tempo de julgamento das ações. Há multa quando for constatado que os recursos tem por finalidade atrasar o fim das ações. Multas pesadas para o devedor que entrar com recursos para atrasar o andamento processual. Ações iguais que tratam do mesmo problema de direito podem ser julgadas de uma vez. Juiz pode dar liminar quando o caso é repetido ou o réu provoca atrasos nos processos. E aí, alguém pode dar o seu parecer sobre estes detalhes constantes no novo CPC? A Afabesp segue esta cartilha?

  08/07/2018 - 10:25 -   |   Responder/Comentar  |   




  145648 - Luiz Eduardo de Andrade   Tietê/SP

Lamento comunicar o falecimento do colega aposentado ADOLPHO GONÇALVES ABRANTES, 82 ANOS, ocorrido ontem nesta cidade. O corpo será encaminhado à cidade de Campos do Jordão, onde será enterrado. Saúde e Paz a todos.

  08/07/2018 - 08:27 -   |   Responder/Comentar  |   




  145647 - RUI 0RLANDO PEREIRA   São José dos Campos-SP

Com. 145637 - Obrigado,José Milton, pelo esclarecimento. Dá realmente para entender que se trata de um despacho do Juiz ao perito para, muito provavelmente, preparar o cálculo de execução provisória da sentença, enquanto aguardamos a tão esperada decisão do STF. Não sei se meu raciocínio está correto. Corrija-me, se não.

  08/07/2018 - 23:22 -   |   Responder/Comentar  |   




  145646 - Alcebiades bernardo Filho   Botucatu - sp

Hoje dia 07/07/18 por volta de 16 horas, recebi um telefonema de uma pessoa que se identificou com "Vinícios" da Cabesp, perguntando se eu já tinha votado no plebiscito. Só faltou ele falar p/ eu votar "sim", Porque será tanto interesse no voto sim ????

  07/07/2018 - 18:48 -   |   Responder/Comentar  |   




  145645 - Eliel da Silva Dornelas   Cabo Frio - RJ

Concordo plenamente com você Lourdes (Com.145644).
A ideia principal no parágrafo proposto é a composição dos funcionários do Banco Santander (Brasil) S.A. e suas empresas do conglomerado.
Obs. 1) O sentido da frase está completo, poderia ser colocado um ponto. Não se fez e se usou uma vírgula, devido ao acréscimo ao parágrafo que se quis colocar.
Obs. 2) A vírgula e usada no acréscimo, na inversão dos termos da oração ou em enumerações de elementos de mesma classe.

Pergunto a você Lourdes. No inciso II - $ 2º - ... é concedido o direito a qualquer funcionário pertencente ao conglomerado Santander, desde que se sujeita ao período de carência de um ano e tenha realizado os pagamentos desde à sua inscrição ?

No tocante às suas observações, concordo na totalidade.

  07/07/2018 - 16:16 -   |   Responder/Comentar  |   




  145644 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveira   Campinas-SP

Um dos artigos de maior impacto na Cabesp, será o Art. 4.

Teci alguns comentários nos nossos grupos e teve uma pessoa que me mandou ler o Art. 4 porque eu não estava entendendo e que não havia nenhuma mudança.

Eu fiz isso novamente, agradeço o conselho, por que agora posso compartilhar com todos vocês.

Compõe - se o Art. 4 do seu caput e mais 6 parágrafos, dos quais reproduzirei apenas alguns para não nos estendermos demais :

Art. 4 - O quadro social da Cabesp é composto por :

I - Funcionários do Banco Santander ( Brasil ), S.A e suas empresas do conglomerado (virgula), originários do Banco do Estado de São Paulo, S.A e demais empresas do conglomerado Banespa, admitidos até 20 / 11 / 2000.

Embora exista uma vírgula separando os dois grupos, o texto foi construído de tal forma a dar idéia de continuidade como se fosse um único grupo - Se essa idéia fosse verdadeira, nós que aposentamos antes da venda do Banespa estaríamos fora, pois nunca fomos funcionários do Santander

Mas, considerando que há uma vírgula, subentende - se o texto assim:

I - Funcionários do Banco Santander ( Brasil ), S.A e suas empresas do conglomerado E OS FUNCIONÁRIOS originários do Banco do Estado de São Paulo, S.A e demais empresas do conglomerado Banespa admitidos até 20 / 11 / 2000.

II - Funcionários da Cabesp admitidos até 15 /09/2017.

EM SENDO UM UNICO GRUPO FORMADO PELOS FUNCIONARIOS ORIGINÁRIOS DO BANESPA, TODOS ESSES PARAGRAFOS QUE SE SEGUEM PODERIAM TER SIDO EXCLUÍDOS POR DESUSO.

Parágrafo 1° - Os beneficiários da assistência prestada pela Cabesp terão seus direitos assegurados a partir da data do pagamento da primeira contribuição.

Parágrafo 2 ° - É facultado ao funcionário do Banco Santander ( Brasil ), S.A, e demais empresas do conglomerado Santander e da própria Cabesp, NA ATIVA, que não exercer o direito previsto no caput deste artigo, inscrever -se a qualquer tempo , sujeitando-se ao período de carência de 1 ( hum ) ano, a contar da data do pagamento da primeira contribuição.

Parágrafo 4 ° - Poderão, também, associar -se os funcionários da ativa advindos de empresas incorporadas ou integradas ao conglomerado Santander, desde que igualmente, requeiram sua inscrição no quadro social da Cabesp, no prazo de 30 (trinta) dias , contados da efetiva absorção das empresas.

Parágrafo 5° - Temporariamente, a Cabesp estenderá seus benefícios ao Presidente, demais diretores e membros integrantes do Conselho de Administração do Banco Santander ( Brasil ), S.A e dirigentes das demais empresas do Conglomerado Santander.

Qual o número real de associados e de beneficiários que serão admitidos no Plano Direta?

Qual o impacto financeiro que isso vai gerar?

Foi feito algum estudo Atuarial?

Considerando que os funcionários do Santander ganham bem menos e que a porcentagem de contribuição é igual para todos, é mais provável que esse impacto seja negativo.

-- São mais jovens e quase não vão usar o convênio. SERÁ?

Na vida estressante de hoje com tantas doenças se manifestando: depressão, alergias, dores musculares, gastrites, novos tipos de gripes , etc.

O Plano Família nos dá uma amostra disso: os participantes são nossas filhos, genros, noras, netos e alguns raros casos de pais, pois na maioria já são falecidos.E ESTÁ PRATICAMENTE INVIÁVEL PELO AUTO CUSTO.

No Esclareça as Suas Dúvidas

1 - O que prevê a reforma estatutária que será votada na AGE em 30/06/2018?

"O principal objetivo é a alteração do valor da contribuição (...)

DEMAIS ALTERACOES NA REDAÇÃO REFLETEM, EM GERAL, A ATUALIZACAO E ADAPTACAO DE NOMENCLATURA , EXCLUSAO DO QUE ESTA EM DESUSO E CONSEQUENTE RENUMERACAO DOS ARTIGOS " (ME ENGANA QUE EU GOSTO)

Por tudo isso eu só posso dizer : O SANTANDER FAZ MUITO MAL A NOSSA SAUDE.

  07/07/2018 - 14:41 -   |   Responder/Comentar  |   




  145643 - mariano perez martins   sao jose do rio preto sp

Prezado amigo Eliel bom dia---Nao sei se voce quis se expressar sobre futebol, ou sobre a Biblia.----Nao e bom misturar as coisas---cada coisa no seu lugar.

  07/07/2018 - 12:19 -   |   Responder/Comentar  |   




  145642 - Eliel da Silva Dornelas   Cabo Frio - RJ

CORREÇÃO: Meu texto anterior " Perdemos " onde se lê no final :

Poucos, a minoria - LEIA-SE : MUITOS, a maioria.

Sofredor, também ERRA.

  07/07/2018 - 10:42 -   |   Responder/Comentar  |   




  145641 - Eliel da Silva Dornelas   Cabo Frio - RJ

PERDEMOS
É colegas, pensávamos que não aconteceria. Pensávamos que jogaríamos com a França, chegamos até pensar, que o caneco mais uma vez seria nosso. Parecia que teríamos alguns momentos de muitas alegrias.
Interessante, havia toda uma Estrutura favorável, desde a CBF, o Técnico, seus auxiliares técnicos, médicos e fisioterapeutas – tudo muito bem estabelecido – até os protagonistas diretos faziam o melhor possível, mas perdemos. Vamos esperar mais quatro anos. Vamos torcer que apareçam outros protagonistas semelhantes ou melhores dos que os atuais.
Novamente, interessante, estamos jogando um outro jogo, este muito mais demorado, várias são as Estruturas: Associações diversas, Sindicato, Cabesp, Banesprev, Consultoria, Banco – só que os protagonistas aqui somos nós contra as feras, contra Instituições poderosas e com fogo nas bocas para devorar, destruir, exterminar. São tão malévolos que aliciam os que deveriam estar ao nosso lado: Associações menores, mais perto de nós, outros protagonistas, completamente indefesos, com alguns lutadores armados com boa consciência, muita fé, obediências aos bons Princípios Sociais, Econômicos, Administrativos, Jurídicos etc..., tentando fazer o mesmo que Davi contra o gigante Golias.
No campo de futebol, acabou, a seleção volta aos seus lugares, mas nós não iremos sair dos nossos lares, eles os poderosos e seus aliados estão festejando uma peleja maligna e se armam com peles de ovelhas, porém todos nós sabemos tratar-se de lobos.
Uma coisa, me alegra, me consola, me sustenta: como a maioria poderosa não aceitou a verdade, não procurou entender os reais propósitos, festejavam uma tragédia, o que aconteceu. Jesus morreu na Cruz, mas não ficou lá, ressuscitou e vive hoje e eternamente. Poucos, a minoria irão se confrontar com Ele, um dia, no Juízo Final, e neste dia não terão ninguém que possa auxiliá-lo, será você, eu e o Mestre. Graças a Deus, possuo o meu nome escrito no Livro da Vida, possuo o Passaporte Celestial, e você já fez esta reflexão, ainda há tempo de se arrepender de todas as suas perversidades, todas as suas maldades, todas as suas perseguições, todos os seus pecados. Ainda há tempo, encontre-se com a verdade e ela vos libertará. Que o nosso Deus seja louvado. Amém.

  07/07/2018 - 09:08 -   |   Responder/Comentar  |   




  145640 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Bom dia colegas, votem NAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAPONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAO, sem medo de ser feliz!!!!!!!!

  07/07/2018 - 05:31 -   |   Responder/Comentar  |   




  145639 - José Nazareth Ragazzini   sorocaba

O santander através da diretoria da Cabesp alega, segundo estudos atuariais, um deficit de 2.0 bilhões. Ou seja é necessário que aportemos esses 2.0 bilhões para que o patrimônio não seja extinto em 2040 segundo esses mesmos estudos. Para esse aporte, sempre baseados no mesmos estudos, seria necessário elevar a contribuição dos atuais 2,5 para 6% já a partir de 2020. Também nos informa que, uma vez aportados esses 2.1 bilhões o patrimônio não se extinguirá antes de 2059. O que não nos informam é o valor desse aporte em reais. Já que não nos dizem quanto será esse valor. De posse desses dados podemos deduzir que a alíquota de 6% vigorará até 2059, ou seja por mais 39 anos. Podemos também dizer que nesses 39 anos com uma alíquota de 6% serão arrecadados mais de 3.0 bilhões de aporte extra ( 1.5 bilhão aportado por nós e outros 1.5 aportados bondosamente pelo santander). Cálculo esse superficial é bom que se diga, mas nem por isso distante do real. Ora bolas, destarte serão aportados 1.0 bilhão acima do necessário. O interessante é que esse 1.0 desnecessário será totalmente revertido ao santander, O interessante é que com isso o santander estará se ressarcindo em 2/3 de sua contribuição. Isso num cenário bem desfavorável aos seus interesses.

  07/07/2018 - 00:27 -   |   Responder/Comentar  |   




  145638 - ADAUTO JOSÉ DE ALMEIDA   RANCHARIA (SP)

O PLEBISCITO DA CABESP ESTÁ EM ANDAMENTO E A DÚVIDA ENTRE OS VOTANTES É REALMENTE MUITO GRANDE. NAS INFORMAÇÕES E/OU CONTATOS QUE SÃO CONSE-GUIDOS, HÁ SEMPRE UMA GRANDE DÚVIDA: "ESTAMOS CONCORDANDO COM UM REA- JUSTE, QUE PARECE SER NECESSÁRIO, OU TEM MAIS COISA INCLUÍDA NESSE PA-
COTE?". TEM MUITA GENTE AGUARDANDO UMA POSIÇÃO/ORIENTAÇÃO DE NOSSOS REPRESENTANTES (ASSOCIAÇÕES REPRESENTATIVAS). A COISA É SÉRIA E DEVEMOS ESTAR ATENTOS.

  07/07/2018 - 23:32 -   |   Responder/Comentar  |   




  145637 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO

RESPONDENDO AO COLEGA DO COMENTÁRIO 145635 - RUI 0RLANDO PEREIRA - São José dos Campos-SP Digo, que é uma boa notícia, pois como pode observar o processo esta com o perito terceiro provavelmente para realizar os cálculos e ai sendo assim é porque o JUIZ já deve ter dado algum despacho para que isso fosse realizado. Agora o que precisamos saber quem é que entrou com o pedido de execução, pois não tenho acesso ao processo, somente tive acesso à informação. Quem patrocina o processo é a AFABESP, e vocês podem ver que esta lá na informação advogado DR. Renato Rua de Almeida.
Como falei também pode ter sido algum herdeiro de colega falecido,
Situação : Carga em 05/07/2018
Data(s) Trâmite(s)
05/07/2018 Entrega em carga/vista de Carta de Sentença Provisória *****************************************************
******** CEJUSC-Perito/Terceiro**************************
Se a carta de sentença provisória for mandando pagar quem sabe ajudará todos nós também.

  07/07/2018 - 22:51 -   |   Responder/Comentar  |   




  145636 - RUI 0RLANDO PEREIRA   São José dos Campos-SP

Ainda ref. ao comentário 145634, informo que liguei hoje cedo para a AFABESP, mas o jurídico não soube me informar maiores detalhes a respeito, dizendo que tão logo o tenham colocarão no site (como sempre).

  06/07/2018 - 20:03 -   |   Responder/Comentar  |   




  145635 - RUI 0RLANDO PEREIRA   São José dos Campos-SP

Ref.com.145634
José Milton. Porque você diz "uma ótima notícia", e qual o interesse para nós, participantes do Processo das Gratificações, nessa nova execução?

  06/07/2018 - 19:56 -   |   Responder/Comentar  |   




  145634 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO

respondendo ao colega do comentário 145633 e aos demais

É A MESMA QUE ESTA NO STF ARE 675945, E QUE JÁ HAVIA SIDO FEITA A EXECUÇÃO PROVISÓRIA EM 2012 , POR UM COLEGA NOSSO, MAS A NOSSA ENTIDADE FEZ ELE DESISITIR E RETIRAR A MESMA E AGORA DAS DUAS UMA . ALGUÉM VOLTOU A ENTRAR COM ESSA EXECUÇÃO,ou algum herdeiro de colega falecido, OU ENTÃO A PRÓPRIA ENTIDADE RESOLVEU ENTRAR, POR ISSO, QUE DISSE QUE QUALQUER DÚVIDA ELES PODERÃO EXPLICAR.

  06/07/2018 - 19:17 -   |   Responder/Comentar  |   




  145633 - CHINGO SABANAI   VALINHOS-SP

Boa tarde Jose Milton há que se refere essa ação na qual vc. comentou

  06/07/2018 - 18:04 -   |   Responder/Comentar  |   




  145632 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Bom dia, colegas, votem NAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAONAO, sem medo de ser feliz. Abs,

  06/07/2018 - 12:52 -   |   Responder/Comentar  |   




  145631 - Antonio Carlos Cascaes   São Jose SC

Estou enviando um novo endereço de E-mail:acascaes947@yahoo.com.br o qual gostaria de estar recebendo as msgs de voces. Por Favor ignore o outro endereço anterior ou delete.

abraços Antonio Carlos Cascaes
acascaes947@yahoo.com.br

  06/07/2018 - 09:33 -   |   Responder/Comentar  |   




  145630 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Recomendo a leitura dos esclarecimentos prestados pela AFU em e-mail de ontem, independente de como o colega vá votar ou já o tenha feito no plebiscito Cabesp. De preferência imprimindo cópia para arquivo e futura conferência. Nonato-Teresina.

  06/07/2018 - 08:51 -   |   Responder/Comentar  |   




  145629 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO

ÓTIMA NOTÍCIA MAIORES DETALHES COM A DIRETORIA DA AFABESP

Processo : São Paulo - Capital

Vara: 036 - 00014523820125020036

Distribuído em 20/06/2012

Carta de Sentença Provisória ******************

Autor : ASSOC FUNC APOS BCO DO ESTADO DE S PAULO AFABESP + 1

Advogado : RENATO RUA DE ALMEIDA

Réu : BANCO SANTANDER S/A

Advogado : ALEXANDRE DE ALMEIDA CARDOSO

Situação : Carga em 05/07/2018


Data(s) Trâmite(s)

05/07/2018 Entrega em carga/vista de Carta de Sentença Provisória *****************************************************

******** CEJUSC-Perito/Terceiro**************************

e (0000 )., .-.

04/07/2018 Protocolo de Petição de Outros - Diversos

Nome: e-mail do CEJUSC SEDE solicita autos

  06/07/2018 - 08:04 -   |   Responder/Comentar  |   




  145628 - Luiz Cesar da Fonseca   Vila Velha - ES

Adélia, em seu comentário 145626 você escreve que:

(Onde e como verificar se o resultado não foi “arranjado”).

Documentei através de fotos pelo celular, todo o passo a passo da minha votação, foram quatro fotos.

Agora, se vai servir para alguma coisa, eu não sei. Mas que está documentado, isso tá.

Saudações BANESPIANAS.


  06/07/2018 - 22:09 -   |   Responder/Comentar  |   




  145627 - adelia mauricio silva   Divinópolis

Mais uma, Pirolo. Por cogitar em Marquezelli, cujo assessor parlamentar foi preso hoje pela PF, na operação Registro Espúrio, onde os Sindicatos pagam registros ilegais, sacramentados pelo Ministério do Trabalho, com funcionários públicos envolvidos, nomeados pelos políticos. São cerca de 16 mil sindicatos no país! Razão da pressão até no STF pela volta do imposto sindical; com recente negativa no plenário da Corte. E aquela pressão para nomear a filha Cristiane na pasta do Minist. do Trabalho, com julgamento do judiciário, impedindo? Que trama? Brazil, ziu, ziu, ziu...Marquezelli: Ciranda, cirandinha, vamos todos cirandar...

  05/07/2018 - 19:41 -   |   Responder/Comentar  |   




  145626 - adelia mauricio silva   Divinópolis

Parabéns, Pirolo. Sempre a dizer o certo e a tempo. É inadmissível obrigar a classe banespiana de aposentados(a maioria é de idodos), a resolver em "voto eletrônico" outro jogo do bco. Sder onde os "ferrados" seremos nós. Nos apresenta uma "bola de cristal" e nos diz: Votem! O absurdo é que o próprio Min. Marco Aurélio afirmou em entrevista que as eleições foram fraudadas, observando que, lá, em 2014, existiu a máquina fiscalizadora do governo. E aqui? Onde e como verificar se o Resultado não foi "arranjado"? Uma verdadeira EXTERMINAÇÃO de nosso presente, baseado em futuro.

  05/07/2018 - 11:31 -   |   Responder/Comentar  |   




  145625 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Com. 622 - Meu caro Pirolo. Vc como sempre brilhante em suas observações. Na verdade o que quis dizer eu é que não se resolve concretamente um problema trazendo pra dentro dele os "ses" que o cercam. Se roubam meu carro eu tenho que tentar recuperá-lo e não ficar pensando que "se" tivesse alarme teria tudo sido evitado. No caso Cabesp o problema é a alteração do estatutos e não os "ses" que poderiam ter encontrado outro caminho. O nosso condicional é parente próximo do conhecido ditado popular "não adianta chorar o leite derramado". Um abraço, Nonato-Teresina.

  05/07/2018 - 11:22 -   |   Responder/Comentar  |   




  145624 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

Pois é, como não somos advogados, misturamos e o fazemos bem! Pq o patrocinador é um só, patrocina Cabesp e Banesprev. Nós, aparecemos, nesta história como o outro, o marido traido que recebemos daqui para pagarmos ali... com $$ que é nosso e que está em poder do patrocinador. É uma roda! Para nosso alívio, o patrocinador não pode abrir mão deste patrocínio ou terá que pagar, depositar um $$ que atenda até o último banespiano e isto não interessa, por ser dinheiro demais. O Banco não pode ser DONO da Cabesp, ela será sempre nossa pq ele não a comprou. O SIM vai retirar direitos nossos, mas não a propriedade. Se eu estiver errada corrijam-me!

  05/07/2018 - 11:21 -   |   Responder/Comentar  |   




  145623 - Eliel da Silva Dornelas   Cabo Frio - RJ

oBS.: é só uma postagem de um texto.

Os planos de Deus não podem ser frustrados

O Senhor fez todas as coisas para determinados fins e até o perversos, para o dia da calamidade ( Pv. 16:4)

Deus criou o universo mediante um plano perfeito, eterno e vitorioso. Deus não improvisa. Nada o apanha de surpresa. Ninguém consegue esconder-se de sua presença, pois ele é onisciente. Ninguém pode escapar do seu controle de vigilância, pois ele é onipresente. Ninguém consegue desafiar o seu poder e prevalecer, pois ele é onipotente. O universo não deu origem a si mesmo. A geração espontânea é uma teoria falaciosa. O universo não é produto de uma explosão cósmica. A desordem não pode gerar a ordem, nem o caos pode dar origem ao cosmos. O universo não é fruto de uma evolução de milhões e milhões de anos. Deus criou o universo pela palavra do seu poder. E não apenas fez todas as coisas, mas as fez com um propósito definido. Até mesmo os perversos foram feitos para o dia da calamidade. A rebelião dos perversos não deixa Deus em crise e confuso. Embora eles sejam totalmente responsáveis por sua rebelião, essa mesma rebelião cumpre o propósito de Deus. O Apóstolo Paulo disse no dia de Pentecostes acerca de Jesus: sendo este entregue pelo determinado desígnio e presciência de Deus, vós o matastes, crucificando-o por mãos de iníquos (Atos 2:23). A soberania de Deus não anula a responsabilidade do homem.
Fonte: Gotas de Sabedoria para a alma – Hernandes Dias Lopes

  05/07/2018 - 10:36 -   |   Responder/Comentar  |   




  145622 - Gilberto Pirolo   Ourinhos

È meu caro Nonato! Analisando o "SE".
Conjunção condicional.Ex: Se ele usasse o cinto, talvez não tivesse
morrido.Se eu tivesse tomado o remédio, não estaria com dor.Se o
deputado Marquezelli tivesse cumprido o que prometeu, teria saído
a CPI do Banespa.Se os poderes da república não tivessem contami-
nados por bandidos,o país seria outro.
SE O SANTANDER NÃO TIVESSE TIRADO NOSSO DIREITO Á GRATIFICAÇÃO
E CONGELADO NOSSOS SALÁRIOS A CABESP NÃO SERIA DEFICITÁRIA.
E então? Se a Cabesp não tiver dinheiro não seremos atendidos
adequadamente e se não formos bem atendidos por bons hospitais e
bons médicos o cemitério nos atenderá.
Abraços Pirolo.

  05/07/2018 - 09:52 -   |   Responder/Comentar  |   




  145621 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Muitos colegas gostam de misturar o assunto em discussão com outros que nada têm a ver. E aí vêm os famosos "ses". "Se isso fosse assim, assado, aconteceria isso ou aquilo". O tema Cabesp bem mostra essa realidade. O assunto é a modificação do estatuto, mas paralelamente já foram levantadas inúmeras questões sem nenhuma ligação e que só ajudam a complicar. E bota confusão desnecessária nisso!!! Nonato-Teresina.

  05/07/2018 - 09:18 -   |   Responder/Comentar  |   




  145620 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Bom dia colegas, votem NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO!

  05/07/2018 - 07:22 -   |   Responder/Comentar  |   




  145619 - ORLY GUERA   Vila Velha - ES

145594 - Luiz Cesar da Fonseca

É isso mesmo, Luiz Cesar!

Cada banespiano tem o direito de votar como lhe aprouver.

Agora, o Marcos Aurélio dizer que, quem votar "NÃO", será responsável pela futura tragédia na Cabesp, SOA COMO PIADA.

Acredito piamente que o banco Espanhol SANTANDER NÃO ESTÁ RECOLHENDO SUA PARTE DA CONTRIBUIÇÃO À CABESP.

Fato parecido acontecia nos tempos de MALUF, QUÉRCIA, FLEURY e outros governadores, que usavam o dinheiro recolhido do imposto de renda nas folhas de pagamento, o dinheiro recolhido nas nossas contas para a Cabesp, e outros valores aprovisionados, para gastar à vontade, e não devolviam quando recebiam os impostos municipais.
----

  05/07/2018 - 23:10 -   |   Responder/Comentar  |   




  145618 - Claudimir de Souza Pinto   Piedade-SP

CORREÇÃO:

145617 - Claudimir de Souza Pinto
Acessem: http://afabansorocaba.com/propostaestatutoCabesp.pdf

  05/07/2018 - 22:40 -   |   Responder/Comentar  |   




  145617 - Claudimir de Souza Pinto   Piedade-SP

TOMAR CONHECIMENTO -
SOMOS LIVRES PARA ESCOLHER -
Quer saber com detalhe? acesse: http://afabansorocaba.com/propostaestatutoCabesp.pdfhttp

145588 - Raimundo Nonato da Silva Teresina-PI
Quem acessar o site da Cabesp encontra facilmente o comparativo entre o atual regulamento e o que se quer agora aprovar. De forma muito prática. Não tem qualquer dificuldade, até porque os artigos ficam lado a lado na mesma página.145588 - Raimundo Nonato da Silva Teresina-PI

  05/07/2018 - 22:24 -   |   Responder/Comentar  |   




  145616 - José J. Amato   Mococa-SP

ET: Acho que logo logo irão sugerir mudança de nome da CABESP para CABS OU CABST, por que será Caixa Beneficente dos Funcionários do Banco Santander (Brasil) S/A (quase Cabresto). Merecemos...

  05/07/2018 - 22:11 -   |   Responder/Comentar  |   




  145615 - adelia mauricio silva   Divinópolis

Pois é...Bco. Sder(via Cabesp)...Não sei qtºs. coelhos estão dentro daquela cartola(urna eletrônica). Será que mudando o nome do Patrocinador(Banespa para Sder), pode-se mudar o estatuto? A ANSA aceita tudo dos Empresários! Quem sabe mudará tb. os antigos para NOVOS CONTRATOS. E aí...é o fim! Vejam reportagem do G1.com sobre Saúde Privada, de hoje, 04/07/18. LEIAM: O limite a ser pago pode ser aumentado? Em qual situação? A coisa é mais séria do que se imagina. Votemos o NÃO! Ou vamos dar sopa pro azar? A ver.

  05/07/2018 - 21:49 -   |   Responder/Comentar  |   




  145614 - José J. Amato   Mococa-SP

O Gilberto Pirolo termina sua mensagem assim: Então é de vital importância decidir o que queremos. Uma coisa tenho certeza: O Santander, ao invés de colocar dinheiro n Cabesp quando faltar irá sem sombra de dúvida restringir o atendimento médico. Será que ele quis dizer que o Santander vai faltar com sua parte e aí em se faltando dinheiro, restringir o atendimento médico? Vejam agora o que Jose Milton escreveu: Também o Banco cumprindo as nossas Leis e pagando os atrazados, a CABESP TERÁ O RECEBIMENTO AUTOMÁTICO DOS 2,5% , DO QUE VAMOS RECEBER E ASSIM A CAIXA RECEBERÁ UM BOM REFORÇO, basta o banco pagar o que nos deve e deixar de ficar recorrendo e prejudicando a todos banespianos. Agora, se aceitarmos essa mudança na norma e ainda mais que o poder economico consegue tudo, que quer na Justiça, ai poderá dizer que abrimos mãos de nossos direitos com a nova opção. Não é mesmo?
Vocês lembram do que os juízes dizem : - " que quem optou relegou os direitos do regulamaneto de pessoal anterior, e, quem não optou NÃO ABRIU MÃO DOS DIREITOS DO REGULAMENTO ANTERIOR.
Depois disto quero perguntar: O fato da nova redação da Proposta da Reforma Estatutária substituir o nome do Banco do Estado de São Paulo S/A e Conglomerado por Banco Santander (Brasil) S/A e Conglomerados não é o mesmo que abrir mão dos nossos Direitos?
Afinal, se quem casa com a viúva tem que assumir os filhos, porque a mudança? Se já tá difícil assim... depois...
Ou estou pensando errado? Ou porque não aprovamos somente os aumentos sem mexer na estrutura. Penso que se a Cabesp continuar
vinculada ao nome Banco do Estado de São Paulo S/A o Santander tem
que assumir e depositar sua parte pra Cabesp. Caso contrário, acho
que não teremos a força da Lei a nosso favor. Abdicaremos de mais um Direito. Tô pensando certo ou tô pensando errado?
A palavra agora é com vocês...
Obrigado pela atenção.

  04/07/2018 - 20:49 -   |   Responder/Comentar  |   




  145613 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO


VEJAM EM NOTÍCIAS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E NA TV JUSTIÇA

ANS define regras para cobrança de coparticipação e franquia em planos de saúde A PARTIR DE 28 DE DEZEMBRO SÓ PARA NOVOS CONTRATOS.
Jornal da Justiça | 04/07/2018 -

  04/07/2018 - 20:42 -   |   Responder/Comentar  |   




  145612 - GILBERTO DA SILVA DAGA   SÃO PAULO-SP

COM.145603 - GILBERTO PIROLO,
NÃO PODERIA DEIXAR DE DIZER, QUE ATÉ O MOMENTO, FOI O
COMENTÁRIO MAIS COERENTE QUE LI NO APDO, SOBRE O ASSUNTO
CABESP.
PARABÉNS!

GILBERTO DAGA.


  04/07/2018 - 18:45 -   |   Responder/Comentar  |   




  145611 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

#NÃO

" As nossas mensalidades estão normatizadas no estatuto desde 27 de junho de 1968,OU SEJA 50 ANOS sobre os valores percebidos pelos funcionários do BANCO, que nunca há atrasos, pois, são debitados em conta corrente no dia que sai o nosso pagamento.Portanto, quando sai os aumentos salariais automaticamente os 2,5% são debitados e assim sendo, se houver aumento para os funcionários, haverá aumento também nas mensalidades automaticamente. Também o banco cumprindo as nossas Leis e pagando os atrazados, a CABESP TERÁ O RECEBIMENTO AUTOMÁTICO DOS 2,5% , DO QUE VAMOS RECEBER E ASSIM A CAIXA RECEBERÁ UM BOM REFORÇO, basta o banco pagar o que nos deve e deixar de ficar recorrendo e prejudicando a todos banespianos.
Agora, se aceitarmos essa mudança na norma e ainda mais que o poder economico consegue tudo, que quer na Justiça, ai poderá dizer que abrimos mãos de nossos direitos com a nova opção. Não é mesmo?
Vocês lembram do que os juízes dizem : - " que quem optou relegou os direitos do regulamaneto de pessoal anterior, e, quem não optou NÃO ABRIU MÃO DOS DIREITOS DO REGULAMENTO ANTERIOR E PORTANTO NÃO TEM DE RECEBER OS VALORES DAQUELES que optaram E estão recebendo quase o dobro do que, os que não optaram. Ai tivemos que recorrer a PROCURADORIA GERAL DO TRABALHO ATRAVÉS DO QUE FOI REALIZADO PELO PROCURAODR GERAL DR. OTÁVIO BRITO LOPES , JUNTO A PREVIC E AI FOMOS COLOCADOS NO PLANO V E ATÉ HOJE ESTAMOS BRIGANDO NA JUSTIÇA PARA CONSEGUIR RECEBER O QUE NOS É DEVIDO E JÁ VAI PARA 16 ANOS E AGORA O PROCESSO ESTA NO TRF 3 DE SP AGUARDANDO A CONVOCAÇÃO DE MAIS DOIS DESEMBARGADORES, PARA RESOLVEREM O CASO, QUE JÁ DEVERIA ESTAR RESOLVIDO DESDE QUE O BANCO FOI ENTREGUE AO SANTANDER . lei ora lei !!!!! VANTAGENS AOS PODEROSOS E NÓS COMO FICAMOS, VAMOS NOS UNIR ??? oU ESPERAR O QUE ???
ABRAÇOS"

JOSE MILTON

  04/07/2018 - 18:35 -   |   Responder/Comentar  |   




  145610 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Com. 605 - Caro Barin. As nossas entidades não só podem como devem orientar seus associados, como representantes que são dos nossos interesses, diferentemente de cada um individual, que só age em seu próprio nome. A propósito leio no informativo de uma delas o seguinte trecho relacionado à reforma do estatuto:- "Ela foi negociada com as associações de banespianos e sindicatos com objetivo de trazer tranquilidade financeira para a Cabesp". E aí, verdade ou engodo? O problema é a raiva do Santander. Os saudosistas ainda sonham com o Banespa, o queridinho, se esquecendo da herança maldita que ele nos deixou. É provável que poucos sequer tenham uma foto dos pais, mas lembranças do "glorioso" todo dia aparecem várias neste site. É muito amor. Aí em tudo que o Santander está no meio os saudosistas se revoltam, tal qual filhos contra madastra. Mas não adianta, pois não existe outra solução. Nonato-Teresina.

  04/07/2018 - 18:12 -   |   Responder/Comentar  |   




  145609 - Armando Candido Borges   Vinhedo sp

Carissimos Colegas
Péricles, Galvão, Orly, Eliel , Bosco, J.Milton, João Ramos Zoia e demais batalhadores

Estou em viagem e não pude comparecer à Assembleia ... Estou plenamente de acordo com vcs e agradeço muito seus estudos e comentários levando-nos a um acertado NÃO ...
O Santander que nos pague que reverteremos nossa contribuição com prazer , incluso os atrasados ... Queremos a solução de nossas ações e melhor efetividade de nossos advogados em Brasilia ...
Concordo com todos vocês e votei no NÃO NÃO NÃO ...

Um abraço
Armando Borges


  04/07/2018 - 18:05 -   |   Responder/Comentar  |   




  145608 - adelia mauricio silva   Divinópolis

Essa foi realmente boa, Péricles. Converteu o "pênalte"!

  04/07/2018 - 17:48 -   |   Responder/Comentar  |   




  145607 - José Roberto Barin   Campinas-SP

complementando 145605- SE ESSA INFLUÊNCIA ABAIXO PODE, ENTÃO.... NÃO TEM NADA DEMAIS OS COLEGAS OPINAREM PELO SEU VOTO.

***********************************************************
PREZADO ASSOCIADO – REF.: PLEBISCITO CABESP – VOTE SIM

Neste momento está se realizando um plebiscito na CABESP destinado a aprovar alterações estatutárias fundamentais para sua sobrevivência no longo prazo.

Essas alterações têm como finalidade sanar os constantes déficits operacionais verificados anos após anos nas finanças da Caixa e que podem comprometer sua saúde financeira.

TODAS NOSSAS ASSOCIAÇÕES ESTÃO RECOMENDANDO A APROVAÇÃO DESSAS ALTERAÇÕES, VOTANDO SIM NESSE PLEBISCITO.

Você poderá votar através do site da CABESP www.cabesp.com.br, acessando

para votar clique aqui ou pelo telefone 0800 772 2020, utilizando sua senha, enviada pela CABESP via SMS e pelo correio.

Caso você ainda não tenha recebido a senha vote pelo telefone, seguindo as instruções.

A CABESP instalou uma central de telefonia destinada a ligar para os associados com a finalidade de facilitar a votação e esclarecer eventuais dúvidas.

VOTE SIM PELA CABESP!

Se você ainda tem alguma dúvida, acesse o site da Afabesp: www.afabesp.org.br e leia nossas publicações datadas de 26 de junho e 03 de julho.

AFABESP – DIRETORIA


  04/07/2018 - 16:03 -   |   Responder/Comentar  |   




  145606 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveira   Campinas-SP

"De tanto se repetir uma MENTIRA, ela acaba se transformando em VERDADE "

Tem muita gente acreditando nisso: "o Plebiscito (da Cabesp) é aprovado/rejeitado, por maioria simples de votos"

Art.38 ( Estatuto Cabesp )- Para a aprovação de reforma estatutária ou de proposta de extinção da Caixa, são necessários os votos favoráveis da maioria dos associados quites com a Caixa
Parágrafo 1°- Não obtido o corum de que trata o caput desse artigo na Assembléia Geral, as deliberações que ensejar em alterações estatutárias, deverão ser votadas através de plebiscito.

TANTO A ASSEMBLÉIA GERAL, QUANDO O PLEBISCITO, AQUI, SUJEITO AO CAPUT DO ART. 38, OU SEJA : SÃO NECESSARIOS OS VOTOS FAVORÁVEIS DA MAIORIA DOS ASSOCIADOS

--NÃO, PLEBISCITO É REGULAMENTADO POR UMA LEI PROPRIA

Lei 9.709, de 11 de novembro de 1998

Art. 1°- A soberania popular e exercida por sufrágio universal e pelo voto DIRETO e SECRETO, com valor igual para todos, nos termos desta lei e das normas constitucionais pertinente. Mediante: I- PLEBISCITO


ONDE ESTA O NOSSO VOTO DIRETO E SECRETO?

PELO TELEFONE? COM PESSOAS NOS LIGANDO PARA VOTARMOS?

Art.2°- Plebiscito e uma CONSULTA formulada ao povo para que delibere sobre matéria de acentuada relevância de natureza Constitucional, legislativa e administrativa

Parágrafo 1°-O plebiscito é convocado com anterioridade ao ato legislativo (antes de se fazer a lei) ou administrativo, cabendo ao povo pelo voto aprovar ou denegar o que lhe tenha sido submetido.

ESTAO NOS CONSULTANDO SOBRE ALGO OU ESTAMOS VOTANDO EM UMA MATERIA JÁ PRONTA?

Art. 10° - O plebiscito CONVOCADO NOS TERMO DA PRESENTE LEI, será considerado aprovado ou rejeitado por maioria simples, de acordo com o RESULTADO HOMOLOGADO pelo Tribunal Superior Eleitoral.

O PLEBISCITO DA CABESP, FOI CONVOCADO NOS TERMO DA LEI 9.709/1998?

SERÁ HOMOLOGADO PELO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL?

CONSEGUIRAM ENCONTRAR ALGUM DOS REQUESITOS DA LEI, NO PLEBISCITO DA CABESP?

SIMPLESMENTE POR QUE ESSA LEI NÃO SE APLICA A ESSE PLEBISCITO QUE NADA MAIS É DO QUE UMA ASSEMBLEIA ABERTA

PARA SER APROVADO ESSE NOVO ESTATUTO DA CABESP, PRECISA SIM DOS VOTOS FAVORÁVEIS DE 50%+ 1 DOS ASSOCIADOS.

  04/07/2018 - 15:43 -   |   Responder/Comentar  |   




  145605 - José Roberto Barin   Campinas-SP

Colega Nonato, entendemos o seu recado abaixo, mas o que o Sr. nos diz sobre a INFLUÊNCIA que a Afabesp, as Afabans, a Afubesp, a Abesprev, todas elas sem distinção vem recomendando , por e-mail , etc o voto SIM?? Ou seja, um colega abrir o seu voto, mesmo que sim ou não, não deve, por outro lado quem tem um poder infinitamente maior de recomendar o SIM, pode???

*****************************************************************

145598 - Raimundo Nonato da Silva Teresina/PI
Olha, o principio fundamental do voto secreto é exatamente evitar que a decisão de um possa ter influencia na de outros. No caso Cabesp alguns colegas, além de abrir o seu voto, ainda fazem propaganda em defesa. Tá errado. E muito. Afinal se a decisão do influenciador falhar ele só responde pelo seu voto, mas o prejuízo é de quantos tenha influenciado. Por isso, o ideal, nem sempre seguido, é que cada um faça a sua escolha livremente, sem qualquer influência. Nonato-Teresina.

  04/07/2018 - 13:51 -   |   Responder/Comentar  |   




  145604 - Norberto Martins de Oliveira   São Carlos SP

145594 - Luiz Cesar da Fonseca, quero parabenizá-lo pelo seu comentário, falou tudo e sem rodeios. Abraço!

  04/07/2018 - 12:48 -   |   Responder/Comentar  |   




  145603 - Gilberto Pirolo   Ourinhos

Cabesp. Sim ou não.
Não vou aqui sugerir ou aconselhar sobre a opinião de cada um
sobre votar sim ou não.Como já disseram todos tem o sua livre
escolha.Estamos carecas de saber que não somos mais banespianos
perante a Cabesp cujo caixa era mantido pelas nossas contribui~
ções,vendas de seguros,aplicações finananceiras e reforços do banespa quando necessários.
O Santander tomou para si a renda dos seguros,aplicações,etc.e
não está a fim de reforçar o caixa de ninguém.
Além de congelar salários,tirar as gratificações o que certamente
diminuiu a arrecadação da Cabesp.
Sabemos que as contribuições dos participantes diminuiu pelo
falecimento de muitos colegas.
No entretanto os que vivem estão como idade avançada e estão
mais sujeitos a problemas de saúde necessitando ainda mais
de assistência médica cuja assistência está cada vez mais
cara provocada pela idade, com longos internamentos hospitalares.
Sei de colegas que custam as vezes 20.000,00 dia com tratamentos
de cancer por exemplo e mulher de colega que custou 500.000,00 com
problema de coração.Isso feito nos melhores hospitais de São Paulo
e estão aí vivos graças a Deus.
Sabemos quanto custa um plano de saúde.
Tenho amigos que pagam por casal 3.000,00 a 5.000,00
por mês em planos de saúde e não têm a assistência que
temos.Então é de vital importância decidir o que queremos.
Uma coisa tenho certeza: O Santander, ao invés de colocar
dinheiro n Cabesp quando faltar irá sem sombra de dúvida
restringir o atendimento médico.
Abraços Pirolo.



  04/07/2018 - 12:22 -   |   Responder/Comentar  |   




  145602 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caro colega e insofismável causídico, Nonato - Terezina/PI - sem querer influenciar em seu voto, recomendo que vote NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO!

  04/07/2018 - 11:46 -   |   Responder/Comentar  |   




  145601 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO

RESPONDENDO ao colega comentário 145599 - Mariano Perez Martins - Sao Jose do Rio Preto SP

No caso essa decisão é para o pessoal de NATAL, que entraram com a ação e o TST deu favorável,mas mandou a vara de origem verificar e ver o que pode ser feito.

No caso as AFABANS que se interessarem poderão tomar conhecimento e procurarem um advogado especializado e tentarem ajudar os associados por região fazerem a mesma coisa é só verificarem o anadamento do processo e o seu resultado final para faciliatar a consulta aos possíveis advogados o número do processo no TST é 11956220155210041, lembrando que encontram em recesso por causa das férias, mas podem verificar os andamentos e verificarem os direitos dos possíveis interessados e ai estudarem se compensa ou não entrar agora na JUSTIÇA, pois há prazos a serem apreciados e estudados se ainda compensam entrar.

  04/07/2018 - 10:59 -   |   Responder/Comentar  |   




  145600 - adelia mauricio silva   Divinópolis

Concordo com a Influenza; sem influência dos poderosos. "Tem que manter isso, viu?"

  04/07/2018 - 10:21 -   |   Responder/Comentar  |   




  145599 - mariano perez martins   sao jose do rio preto sp

BOM DIA COLEGAS= SR.MILTON, SENDO LEIGO EM PROCESSOS, A QUE SE REFERE ESSE QUE POSTOU SOBRE PLR- ESTAMOS ENQUADRADOS NELE--GRATO.

  04/07/2018 - 09:50 -   |   Responder/Comentar  |   




  145598 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Olha, o principio fundamental do voto secreto é exatamente evitar que a decisão de um possa ter influencia na de outros. No caso Cabesp alguns colegas, além de abrir o seu voto, ainda fazem propaganda em defesa. Tá errado. E muito. Afinal se a decisão do influenciador falhar ele só responde pelo seu voto, mas o prejuízo é de quantos tenha influenciado. Por isso, o ideal, nem sempre seguido, é que cada um faça a sua escolha livremente, sem qualquer influência. Nonato-Teresina.

  04/07/2018 - 09:17 -   |   Responder/Comentar  |   




  145597 - Carlos Alberto Nonato   Indaiatuba-SP

145596-PÉRICLES DE ANDRADE - Péricles, já votei NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO.

  04/07/2018 - 08:54 -   |   Responder/Comentar  |   




  145596 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caros colegas, bom dia, votem NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO.

  04/07/2018 - 08:39 -   |   Responder/Comentar  |   




  145595 - Antonio Carlos Medeiros Leitão   Rio de Janeiro

Bom dia: Gostei do comentário do Luiz César da Fonseca-14594,objetivo e simples,sem rodeios indo direto ao assunto...Para lembrar votei NÃO

  04/07/2018 - 08:17 -   |   Responder/Comentar  |   




  145594 - Luiz Cesar da Fonseca   Vila Velha - ES

Caros Colegas

Li todos os comentário publicados neste site a respeito da nossa CABESP, mais precisamente sobre o PLEBISCITO já em andamento desde o dia 30/06/2018, com previsão de encerramento no dia 10/07/2018.

São várias comentários e em alguns deles citam que:

• Tem gente que fica em cima de muro;
• Tem gentes indecisas;
• Outro constantemente dá PITACO e deixa entre linhas a sua
opinião.

Nosso futuro depende, em grande parte, de nossas escolhas e não cabe a mim e nem tão pouco nenhum de nós influenciarmos quem quer que seja mesmo porque, cada um de nós tem livre arbítrio de poder escolher suas ações e tomar decisões que mais lhe convier.

Martirizar! Para quê? A nossa decisão não determina de imediato, se o que fizemos vai dar certo ou não.


FIZ UMA REFLEXÃO E RESOLVI ME PERGUNTAR:

1 - Ao longo desses 18 anos, o que o Santander fez em nosso benefício?
2 - Ao longo desses 18 anos, quais foram os prejuízos, danos, estragos, perdas que o Santander nos causou?

CONCLUSÃO:

Votei hoje 03/07/2018, às 15h03min, na opção NÃO!
Aproveitei e registrei o meu voto pelo meu celular.

A propósito, não sou contra o Santander, muito pelo contrário. Na verdade sou a favor dos meus direitos que o Santander usurpou-me.

De qualquer forma, parabenizo aos colegas que tem a coragem de expor as suas opiniões e tem o meu respeito.

SAUDAÇÕES BANESPIANAS!

Luiz Cesar

  04/07/2018 - 23:38 -   |   Responder/Comentar  |   




  145593 - Laerte Antonio Dulce   Sao Jose do Rio Preto

REF: Comentário 145588 do prezado amigo Raimundo Nonato da Silva.
Preciso o seu comentário, visto que alguns dos nossos colegas aderiram ao espírito espanhol de " se há governo sou contra". Para eles " se for pelo Santander sou contra". Infelizmente não fizeram uma profunda análise dos fatos que o assunto requer. Se acham que o remédio agora é meio amargo, amanhã poderá ser ineficaz. SE esquecem quo o Santander é o nosso Patrocinador e dependemos dele de acordo com as implicâncias legais com a privatização.

  04/07/2018 - 21:20 -   |   Responder/Comentar  |   




  145592 - Ivan Rodrigues   Belo Horizonte

Carlinhos. ???????????????????????????????????????????/

  03/07/2018 - 20:54 -   |   Responder/Comentar  |   




  145591 - Ivan Rodrigues   Belo Horizonte

Orly, fazendo das suas as minhas palavras, o meu voto é NÃO. Conclamo a todo a votar NÂO até a melhor apreciação das mudanças que querem empurrar pela nossa garganta.

  03/07/2018 - 20:47 -   |   Responder/Comentar  |   




  145590 - Antonio Carlos Medeiros Leitão   Rio de Janeiro

Tem gente que fala ,fala e fala,mais continuam sem a certeza em que votar no Sim ou no Não,frases longas que não levam a nada,pois não se situam,ou melhor ficam encima do muro,seja objetivos com seus argumentos...Voto ou melhor já votei NÃO

  03/07/2018 - 20:10 -   |   Responder/Comentar  |   




  145589 - Decio Mazine   Santa Rita do Passa Quatro-SP

Novo e-mail

  03/07/2018 - 18:26 -   |   Responder/Comentar  |   




  145588 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Quem acessar o site da Cabesp encontra facilmente o comparativo0 entre o atual regulamento e o que se quer agora aprovar. De forma muito prática. Não tem qualquer dificuldade, até porque os artigos ficam lado a lado na mesma página. Querer um "verdinho" para isso me parece muito, ainda mais com a tecnologia hoje disponível. Pois bem. Já fiz (pro meu gasto e não pra convencer ninguém) um comparativo e não vi nenhuma assombração, afinal as normas de todas as empresas vão envelhecendo e precisam sim de atualizações e modificações. Parece que o problema de alguns colegas permanece sendo o "ódio" do Santander. Não adianta colegas, agora é muito, mas muito tarde. Bom ou ruim foi o que nos deixaram. E menos mal, pois teve coisa bem pior com outros bancos. Ficarmos analisando em cima de "se isso acontecer o banco faz assim ou assado" é um mero exercício de adivinhação, que sinceramente não tem o condão de justificar uma tomada de posição, seja qual for, pois afinal não estamos abrindo mão do poder que como associados temos na nossa velha e boa Cabesp. Nonato-Teresina.

  03/07/2018 - 15:02 -   |   Responder/Comentar  |   




  145587 - josé geraldo de araujo   bragança paulista-sp


02/07/2018, segunda-feira
Informamos o lançamento do(s) andamento(s) relacionado(s) ao seguinte processo:ARE 675945

Matéria: Legitimidade para propositura de Ação Civil Pública

Relator: MIN. ALEXANDRE DE MORAES
RECTE.(S): ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS APOSENTADOS DO BANCO DO ESTADO DE SÃO PAULO - AFABESP
ADV.(A/S): RENATO RUA DE ALMEIDA
RECTE.(S): BANCO SANTANDER BRASIL S/A
ADV.(A/S): VICTOR RUSSOMANO JÚNIOR
RECDO.(A/S): OS MESMOS
ADV.(A/S): GETÚLIO RIVERA VELASCO CANTANHEDE


Andamento(s):
________________________________________
Data do Andamento: 02/07/2018
Andamento: Interposto agravo regimental
Observações: Juntada Petição: 44392/2018
________________________________________
Data do Andamento: 02/07/2018
Andamento: Conclusos ao(à) Relator(a)
Observações: --

  03/07/2018 - 14:33 -   |   Responder/Comentar  |   




  145586 - NELSON JUSTINIANO FILHO   MIRASSOL -SP-

NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO

SEM MAIS COMENTÁRIOS

  03/07/2018 - 14:32 -   |   Responder/Comentar  |   




  145585 - marco antonio gonçalves dias   são paulo


QUE BOM QUE PODEMOS COMENTAR. VIVA A DEMOCRACIA!

  03/07/2018 - 11:53 -   |   Responder/Comentar  |   




  145584 - josé geraldo de araujo   bragança paulista-sp

Caros companheiros JOSÉ MILTON, ORLY, PÉRICLES e outros. Lembramos sempre do passado quando tínhamos alguma decisão pessoal importante para ser modificada. Você recebia os dois textos: TEXTO ATUAL e TEXTO A SER MODIFICADO.
Mesmo nas instruções do Banco, recebíamos o malote com as instruções modificativas para substituir nas PASTAS VERDES (INSTRUÇÕES). Voce tomava ciência das mudanças para por em prática no nosso dia a dia.
Agora, para esta decisão importantíssima da CABESP, recebemos um folheto como INFORME DA CABESP, SEM ASSINATURA DE NINGUÉM, dizendo o seguinte: “O QUE O BANCO QUERIA” e “O QUE CONSTA NA PROPOSTA NEGOCIADA” (QUAIS PROPOSTAS????), também os valores de TABELA 1 e TABELA 2. Cadê os textos para nosso estudo???? VOTAR dessa maneira e no “ESCURO”???
NÃO podemos concordar com isso de maneira nenhuma!
A DIRETORIA da CABESP, para ser clara e transparente, deveria mandar a cada participante, os TEXTOS ORIGINAIS e os TEXTOS MODIFICATIVOS, para análise de cada um de nós, para sabermos o que estamos votando, com o “de acordo” ou “não”. Também, com a possibilidade de recebimento de sugestões de quem tem experiência no assunto, caso de alguns colegas que aqui nesta página apresentaram.
Agora, simplesmente temos pela frente no Site CABESP, um quadro a ser votado pelo “SIM” ou pelo “NÃO”. NÃO PODEMOS VOTAR DESSA FORMA. ENTÃO O MEU VOTO É NÃO. Saudações a todos.

  03/07/2018 - 11:45 -   |   Responder/Comentar  |   




  145583 - wilson roberto marques da silva   LEME-SP

BOM DIA JOÃO PEREIRA, OBRIGADO PELA LEMBRANÇA, TUDO DE BOM PRA VOCE E OS SEUS TAMBEM. QUANTO Á PAULA SOUSA, QUE SAUDADES NÃO, QUE TURMA BOA.

  03/07/2018 - 10:32 -   |   Responder/Comentar  |   




  145582 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO

VITÓRIA BANESPIANA no T S T vejam
A Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu a competência da Justiça do Trabalho para julgar ação que trata da distribuição dos lucros a aposentados do Banco Santander (Brasil) S.A. oriundos do Banespa. Segundo a Turma, a relação foi estabelecida exclusivamente entre o banco e os empregados e não envolve entidades de previdência privada.************************
Na reclamação trabalhista, o grupo de aposentados afirmou que, após a privatização, o Santander alterou o estatuto social de forma unilateral e eliminou direitos que estariam incorporados ao extinto contrato de trabalho. Entre 2010 e 2015, segundo eles, o banco distribuiu a participação nos lucros e resultados (PLR) prevista em convenção coletiva apenas aos empregados ativos.
******************************************************************
O Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (RN) manteve a sentença em que se declarou a incompetência da Justiça do Trabalho para julgar a ação. Entre outras razões, o TRT apontou que o STF, no julgamento de dois recursos extraordinários em 2013, entendeu que os processos que tratam de complementação de aposentadoria são da competência da Justiça Comum.**********************************
No recurso de revista ao TST, o grupo sustentou que seu caso não se enquadra na mesma hipótese dos recursos julgados pelo STF. Segundo eles, a parcela que pretendem receber tem como fundamento o regulamento e o estatuto social do empregador, de responsabilidade deste, e não de entidade privada de previdência.
******************************************************************
A relatora, ministra Maria de Assis Calsing, observou que a decisão proferida pelo STF reconhece a autonomia do Direito Previdenciário e exige a apreciação dos estatutos, regulamentos e planos de benefícios das entidades de previdência privada. No caso, entretanto, trata-se de supressão do pagamento de parcela prevista no estatuto do ex-empregador. “A presente reclamação, portanto, discute matéria diversa daquela debatida pelo STF”, concluiu.*******************************************************

  03/07/2018 - 10:20 -   |   Responder/Comentar  |   




  145581 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caros colegas, meditem, antes de votar, nos arts. e pars. propostos:
- art. 1º
- art. 4º, inciso II e par. 4º
- art 9, inciso II
- art 17º, pode ser aceito,mas com outra e mais precisa redação
- art 37º, par. 1º
- art 67º
e votem NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO

  03/07/2018 - 09:04 -   |   Responder/Comentar  |   




  145580 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

É triste, mas lendo os comentários sobre Cabesp chega-se à conclusão de que sempre vivemos mergulhados num poço de desconfianças entre nós mesmos. Ninguém confia em ninguém. Muito menos nas entidades que nos representam. Parecemos todos uma corja de traidores. Uma pena. Nonato-Teresina.

  03/07/2018 - 08:35 -   |   Responder/Comentar  |   




  145579 - JOAO PEREIRA NETTO PEREIRAno   NOVA GRANADA

Wilson Parabens pelo Aniverssário, muita muita saúde ,que Deus proteja você e seus familiares, isto e que desejam todos os ex funcionarios da Pauja Sousa com certeza mesmos aqueles que não
participam do Apdobanespa , muitaPAZ.

  03/07/2018 - 07:30 -   |   Responder/Comentar  |   




  145578 - Orly Guerra   Vila Velha/ES

Meu voto é NÃO!.
Essa proposta partiu do Santander, via presidente da Cabesp. O banco quer ser dono absoluto da cabesp e colocou pegadinhas na proposta (quer incluir o pessoal do Santander na cabesp com direito a voto – quer dizer, votarão conforme o Santander mandar).
A AFABESP, AFUBESP e ABESPREV, participaram de reuniões “secretas” desde o ano passado e somente agora nos informaram dessa “PROPOSTA INDECENTE” - “MANDANDO” votar “SIM”; por que?
Até que aumentar nossas contribuições faz sentido. Mas o banco aumentará a dele também? E o banco tem contribuído exatamente como manda o estatuto: valor igual ao nosso? O patrimônio da CABESP é de mais de OITO BILHÕES DE REAIS; esse detalhe ninguém informa.
Vários colegas estudaram a proposta a fundo e discutiram pelo www.apdobanespa.com e yahoogrupos. Apontaram as pegadinhas e ERROS nas propostas. Mas a AFABESP nem discutir quer. É votar sim e pronto, a maioria dos colegas não sabe de nada!
Não dá para entender a posição da AFABESP. A AFUBESP sempre foi do lado do Santander, desde o “REAJUSTE ZERO”. A diretoria da ABESPREV do FUNDÃO, está do lado do banco. Por que?

  03/07/2018 - 00:01 -   |   Responder/Comentar  |   




  145577 - Rubens José de Freitas   Mikrassol-SP

145573 - Antonio Galvão Raiz Porto -
Laerte Antonio Dulce, mais uma vez peço desculpa por ter escrito errado o seu nome. Quanto ao sim ou não, lendo o comentário do APdoB do Galvão, ficou claro aquilo que desconfiava, estamos votando um pacote que vai nos prejudicar. O comentário do colega Péricles na Assembléia, o qual confio muito, pois é um estudioso, dá uma dinâmica diferente do que você me orientou. Desculpe-me, agora discordar de você, pois desconhecia as modificações constante do pacote, que prova ser um pacote para privatizar a CABESP, retirando-nos o ultimo benefício que nos resta. Se fosse uma mudança honesta teriam colocado em votação apenas o aumento da mensalidade. Portanto peço que reestude o processo e quem sabe, até nos dê seu apoio. Obrigado.

  03/07/2018 - 22:53 -   |   Responder/Comentar  |   




  145576 - Claudimir de Souza Pinto   Piedade-SP

145573 - Antonio Galvão Raiz Porto - Altinópolis - SP 02/07/2018
CABESP: a AGE mostrada no Youtube
... Assim sendo, mesmo depois de ouvir e ponderar sobre as justificativas em prol da sua aprovação, por uma questão de coerência, continuo mantendo a minha posição inicial de não acatar esta reforma da maneira com que ela foi realizada. Meu voto será ‘NÃO’ no plebiscito.
... Bom seria que o ‘NÃO’ pudesse ser o resultado final e, com uma nova assembleia, tivéssemos a grande chance para corrigir o que foi feito errado, e assim tudo fosse colocado nos seus devidos lugares. Mas infelizmente isso não vai acontecer.
________

Caro Antonio Galvão, tenho consciência de que muitos dos inscritos neste grupo não se pronunciam por desconhecerem os reais interesses das associações nessas mudanças (eu sou um deles) mas, poderão seguir suas orientações, assim como as (em ordem alfabética) de:
Adélia Mauricio Silva, Alvaro Pozzeti, Antônio Pelegrino, Carlos Alberto Rodrigues dos Santos, Eliel Da Silva Dornelas, João Bosco Galvão Castro, Jose Milton, Orly Guerra, Péricles de Andrade e Raimundo Nonato da Silva, e muitos outros com muita competência na área jurídica, que deixo de citar e a quem peço desculpas. Poderão através de contatos via Skype ou outro, (por exemplo) após entendimentos formular(em) um esquema para esclarecimento. Por essa razão peço, se possível, faça(m) um resumo de cada artigo, item por item, sobre o que querem (ou é necessário) alterar/cancelar e oriente(m) nossa defesa (se for ocaso).
O seu comentário - destacado acima - me faz entender, é que há algo de errado com essas alterações pretendidas.
Um abraço forte a todos os Banespianos.

  03/07/2018 - 22:50 -   |   Responder/Comentar  |   




  145575 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO

COLEGAS BANESPIANOS ALERTA GERAL VAMOS VOTAR NÃO! não
As nossas mensalidades estão normatizadas no estatuto desde 27 de junho de 1968,OU SEJA 50 ANOS sobre os valores percebidos pelos funcionários do BANCO, que nunca há atrasos, pois, são debitados em conta corrente no dia que sai o nosso pagamento.Portanto, quando sai os aumentos salariais automaticamente os 2,5% são debitados e assim sendo, se houver aumento para os funcionários, haverá aumento também nas mensalidades automaticamente. Também o banco cumprindo as nossas Leis e pagando os atrazados, a CABESP TERÁ O RECEBIMENTO AUTOMÁTICO DOS 2,5% , DO QUE VAMOS RECEBER E ASSIM A CAIXA RECEBERÁ UM BOM REFORÇO, basta o banco pagar o que nos deve e deixar de ficar recorrendo e prejudicando a todos banespianos.Agora, se aceitarmos essa mudança na norma e ainda mais que o poder economico consegue tudo, que quer na Justiça, ai poderá dizer que abrimos mãos de nossos direitos com a nova opção. Não é mesmo? Vocês lembram do que os juízes dizem : - " que quem optou relegou os direitos do regulameNto de pessoal anterior, e, quem não optou NÃO ABRIU MÃO DOS DIREITOS DO REGULAMENTO ANTERIOR E PORTANTO NÃO TEM DE RECEBER OS VALORES DAQUELES que optaram E estão recebendo quase o dobro do que, os que não optaram. Ai tivemos que recorrer à PROCURADORIA GERAL DO TRABALHO ATRAVÉS DO QUE FOI REALIZADO PELO PROCURADOR GERAL DR. OTÁVIO BRITO LOPES , JUNTO A PREVIC E AI FOMOS COLOCADOS NO PLANO V, E ATÉ HOJE ESTAMOS BRIGANDO NA JUSTIÇA PARA CONSEGUIRMOS RECEBER O QUE NOS É DEVIDO E JÁ VAI PARA 16 ANOS E AGORA O PROCESSO ESTA PARADO NO TRF 3 DE SP AGUARDANDO A CONVOCAÇÃO DE MAIS DOIS DESEMBARGADORES, PARA RESOLVEREM O CASO, QUE JÁ DEVERIA ESTAR RESOLVIDO DESDE QUE O BANCO FOI ENTREGUE AO SANTANDER . Lei ora L ei !!!!! VANTAGENS AOS PODEROSOS E NÓS COMO FICAMOS, VAMOS NOS UNIR ??? OU ESPERAR O QUE ??? Desde a regulamentação da Lei 9656/98, em vigência des­de 2 de janeiro de 1999, que as operadoras de planos de saúde estão proibidas de aumentar o valor das faturas de clientes com mais de 60 anos e com dez anos de contrato, alegando mudança de faixa etária. A legislação se tornou ainda mais rígida após a criação do Estatuto do Idoso, que passou a vigorar em 1º de janeiro de 2004.
SE A CONSTITUIÇÃO DIZ QUE SOMOS TODOS IGUAIS PERANTE A LEI, PORQUE ISSO TAMBÉM NÃO PODE SERVIR PARA TODOS NÓS QUE PAGAMOS HA 50 ANOS O QUE ESTA NAS NORMAS ESTATUTÁRIAS, QUE SÃO AUMENTADAS SEMPRE QUE HÁ AUMENTOS SALARIAIS PARA NÓS E ASSIM SENDO NÃO CRIAMOS DIFICULDADES PARA A CABESP, SEMPRE QUE HÁ AUMENTOS E SE O BANCO CUMPRIR COM SUAS OBRIGAÇÕES ASSUMIDAS E NOS PAGAR OS ATRASADOS, HAVERÁ MUITO RECURSO ENTRANDO PARA A CABESP
temos que votar NÃO!!!! NÃO !!!!!!!!!!!


  03/07/2018 - 22:40 -   |   Responder/Comentar  |   




  145574 - Maria de Lurdes Sousa   São Paulo - SP

O item abaixo consta da alteração a ser realizada no Estatuto da CABESP:
Artigo 1º Parágrafo Único
"A Caixa deverá estender a sua atuação em todo território nacional, podendo celebrar contrato, convênios de reciprocidade com empresas de assistência a saúde, conforme regulamento próprio."
Comentário:
- Como a Cabesp poderá celebrar contratos de convênios com qualquer empresa de assistência à saúde no território nacional, ela poderá terceirizar todo o atendimento em São Paulo, como já acontece em outros estados. Assim, os associados paulistas poderão passar a serem atendidos pela Amil, Sul América, Unimed, etc., e os diretores eleitos nada poderão fazer. O atendimento dos novos funcionários da Cabesp já foi terceirizado para o plano Sul América.
Vamos atentar para este item, é muito importante:
Se aprovarmos essa alteração estaremos permitindo que a Diretoria, se assim desejar, terceirize todos os serviços da CABESP.

  03/07/2018 - 21:38 -   |   Responder/Comentar  |   




  145573 - Antonio Galvão Raiz Porto   Altinópolis - SP

CABESP: a AGE mostrada no Youtube

Justiça seja feita, temos que reconhecer que, na ‘Era Prupest’, dificilmente teríamos o que o aconteceu no dia 30 de junho de 2018, agora na ‘Era Maria Lucia’: uma assembleia apresentada ao vivo pela internet. Pena que a audiência, de acordo com os números mostrados pelo Youtube (pouco mais de cem), tenha sido ao que parece bastante reduzida. Quanto à avaliação que podemos fazer sobre essa histórica AGE, gostaria de desenvolver uma análise, a qual obviamente reflete a minha opinião.
Começaria dizendo que tudo o que aconteceu no seu transcorrer já era previsto, ou seja, em resumo: não haveria o quórum necessário e a decisão iria para o plebiscito. E expectativa ficara em torno das manifestações que poderiam ser feitas pelos presentes, desde que evidentemente permitidas pela presidente Maria Lucia. Ainda bem que ela as permitiu.
Foram 18 colegas que ocuparam o microfone, metade deles, diga-se de passagem, representantes da Afubesp e do Sindicato este que, por sinal, foi o grande ‘orquestrador’ do ‘Acordo’ com o Santander. Faço esta referência para mencionar que me chamou a atenção o posicionamento de 3 deles – Oliver (!!!), Cido Sério (quem diria?!) e Ragazzine – que fizeram ‘ressalvas’ ao ‘SIM’.
Mas, seguindo com a minha análise e para ser bem objetivo, pudemos constatar que praticamente houve uma unanimidade nos discursos dos manifestantes pela aprovação da reforma do estatuto, unanimidade que não foi completa por conta do pronunciamento firme e contundente do colega Péricles. O seu pronunciamento só não foi mais firme e mais contundente porque o tempo que lhe foi concedido pela ‘fiel escudeira’ da presidente - que cronometrava rigorosamente a fala dos manifestantes - não lhe deixou concluir a exposição. E a sua argumentação – com a qual concordo plenamente – foi a de que está em votação não apenas a elevação dos coeficientes para o custeio, mas um ‘pacote’ que contém situações que poderão nos ser prejudiciais.
Pudemos também constatar que uma das ‘tônicas’ de todas as manifestações em prol do ‘SIM’ foi a referência àquela informação, que teria origem nos estudos atuariais, sinalizando que, “se nada for feito, a partir de 2040, a Cabesp deixará de atender às 17 mil almas dos banespianos que ainda restarão”. Particularmente, não consigo aceitar que estudos atuariais, por mais precisos que eles possam ser, tenham condições de fazer uma projeção acertada num período de tempo tão longo, 22 anos. Contudo, mesmo que o número de ‘sobreviventes’ seja bem menor, claro que isso tem um apelo fortíssimo, no sentido de que precisamos (sobretudo nós, de septuagenários para frente, que em 2040 dificilmente ainda estaremos por aqui) ser ‘altruístas’ e dar a nossa parcela de contribuição votando ‘SIM’.
No que me toca, embora reconhecendo que este enfoque tenha até certo ponto me sensibilizado, por outro lado ele por si só não consegue excluir todos os pontos negativos que marcaram esta proposta de alteração do estatuto da Cabesp. Assim sendo, mesmo depois de ouvir e ponderar sobre as justificativas em prol da sua aprovação, por uma questão de coerência, continuo mantendo a minha posição inicial de não acatar esta reforma da maneira com que ela foi realizada. Meu voto será ‘NÃO’ no plebiscito.
Bom seria que o ‘NÃO’ pudesse ser o resultado final e, com uma nova assembleia, tivéssemos a grande chance para corrigir o que foi feito errado, e assim tudo fosse colocado nos seus devidos lugares. Mas infelizmente isso não vai acontecer.
Finalizando reafirmo que o meu ‘NÃO’ baseia-se no entendimento de que, embora aceite a correção das nossas contribuições nos índices propostos, estamos votando um ‘pacote’, e esse ‘pacote’ contém pelo menos dois relevantes itens dos quais discordo categoricamente. São eles:
1- Como já me posicionei anteriormente, o parágrafo 4º do Art. 4º tinha que ser excluído tal qual aconteceu, por exemplo, com a figura do ‘representante’ (Arts. 57 e 58). Esse dispositivo simplesmente poderá permitir ao banco que, quando lhe aprouver, inclua na Cabesp os ‘santanderianos’, algo com que não concordo, uma coisa que na minha opinião não podemos aceitar.
2- O segundo item, não obstante menos relevante, mas que pesou também na minha decisão, refere-se à injustiça que se está fazendo com os nossos colegas inadimplentes ao diminuir de 90 para 60 dias (Art.9, II) o prazo em que se tornam passíveis de exclusão. Trata-se a meu ver de uma medida desnecessária, que apenas pune e complica ainda mais a situação daqueles que foram as maiores vítimas do fatídico Congelamento Salarial que tanto mal trouxe a todos nós.

Se estiver equivocado, só o tempo dirá.
Sinceramente, torço para que assim seja e, com o maior prazer, reconhecerei o meu erro.







  02/07/2018 - 14:47 -   |   Responder/Comentar  |   




  145572 - José Roberto Barin   Campinas-SP

Colegas, mudando um pouco o foco de nossas discussão, vale a pena assistir a entrevista com o renomado jurista Modesto Carvalhosa que chama abertamente o Gilmar Mendes de "marginal e corrupto" com pedido de impeachment pedido esse sendo engavetado insistentemente pelo outro corrupto presidente do Senado.
VEjam abaixo:

https://youtu.be/ujJmvEnr76M

  02/07/2018 - 14:40 -   |   Responder/Comentar  |   




  145571 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

CAROS COLEGAS, VOTEM NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO NAO.

  02/07/2018 - 13:16 -   |   Responder/Comentar  |   




  145570 - Benedito de Paula Borges   Bauru Sp

145467 Comentário do Sr Péricles.

É imprescindível a sua leitura e de fácil compreensão. Principalmente aos interessados. A conclusão é simplesmente lógica. Basta se aproximar de 70 anos de idade que ainda é de mais fácil entendimento.

  02/07/2018 - 09:31 -   |   Responder/Comentar  |   




  145569 - joao alfredo de andrade almada   guaratingueta sp

verdade, nos aposentados do banespa estamos sendo traidos como fomos no acordo safado de 1916 porque a afabesp faz o jogo do santander e a afubesp agora tem maioria dos socios funcionarios do santander e não está nem ai para os aposentados do banespa. eles querem incluir todo o mundo na cabesp a custas de nossas contribuições !eles sempre acharam que somos marajas e não reconhecem que construimos a grandeza do banespa doado pelos tucanos aos espanhois !

  02/07/2018 - 09:13 -   |   Responder/Comentar  |   




  145567 - carlos Alberto Rodrigues dos santos   belo Horizonte-MG

145563-João Bosco sobre o seu comentário "Tenho a impressão que as próprias Afabans, que mais de perto nos representam, tiveram participação ativa na redação do texto proposto", pelo que é de meu conhecimento eu posso te afirmar que as AFABANS não tiveram participação na redação, pelo menos a de Belo Horizonte-MG. Um abraço.
Carlos Alberto-Presidente da Afaban-BH

  02/07/2018 - 08:18 -   |   Responder/Comentar  |   




  145566 - adelia mauricio silva   Divinópolis

As propostas do bco. Sder, via Cabesp são como convite para entrar numa tumba de Faraó, ou numa caverna de Piratas. Ninguém sabe se sairá vivo. Ainda mais com o pote de mel oferecido pelas Associações e Sindicato. Parecem "Fadas Madrinhas"(amigos da onça). No entanto, nós aposentados já fomos traídos no caso do "reajuste zero". E quanto aos processos perdidos e outros que são como "rosca sem fim", jamais terminam, graças aos "competentes advogados", que em 2013 perderam prazo de recurso e a coisa deu H2O. Fica o aviso: Não basta ser "desconfiado", tem que abrir os olhos.

  02/07/2018 - 23:38 -   |   Responder/Comentar  |   




  145565 - Rubens José de Freitas   Mirassol-SP

Muitos colegas alegam que na proposta do Banco tem muitas mudanças, inclusive com a possibilidade do Banco incluir seus funcionários que nunca trabalharam no Banespa e outros itens que prejudicam a CABESP.
Não seria melhor publicar o projeto do Banco na sua integra, para que cada um possa ler e interpretar, podendo assim saber o que está fazendo?

  02/07/2018 - 21:30 -   |   Responder/Comentar  |   




  145564 - Eliel da Silva D Ornelas   Cabo Frio/RJ

O assunto Cabesp, não mereceu a devida atenção, como merecia, até o momento.
As negociações precisariam ser realizadas com uma outra Consultoria de valor reconhecido no mercado, para substantivar as decisões das Associações. É assim que acontece no mundo dos negócios. Exige-se muito mais quando os clientes são vulneráveis.
O momento ideal foi ao receber o convite da Pres. Da Cabesp – se pensar na contratação de uma Consultoria para assessorar as Associações. Nunca na AGE. Esta sim, foi um dos absurdos de péssima qualidade. Ainda bem, a possibilidade de plebiscito.
A causa foi o posicionamento prepotente das Associações se achando serem competentes para assuntos que demandam competências.
Os que não enviaram procurações e que não estiveram na AGE, ou moram distante, ou ficaram surpresos como aconteceu o processo. Ou, a situação mais provável: a vulnerabilidade, face suas idades. É tempo de se refletir, um pouco mais, prudência e caldo de galinha não faz mal a ninguém.
Agora, sim, há um momento mais realístico, e, espera-se o NÃO, NÃO, NÃO, seja vitorioso, caso não haja manipulação de votos. Espera-se um outro processo: com todas as cartas à mesa.
A minoria possui condições de escolher melhor. Geralmente são nos menores frascos que se contém os melhores perfumes.
Pela PRIMEIRA VEZ essas Associações agiram, completamente, erradas. Espera-se que em outras oportunidades reflitam um pouco mais.
Possuir experiências em banco, não reflete a complexidade da era em que vivemos. O mundo se modifica a cada seis meses. Tudo se faz novo num piscar de olhos. O banco se mantém no topo da linha, pois possui Assessores competentes pagos a preços de ouro.
Entrei no banco por concurso e aos 33 anos de INSS, 26 de banco, aposentei-me. Sempre precisei e gostei da Cabesp, mas há muito tempo que ela mudou para pior. É de conhecimento notório a todos..
Todos os sistemas, cientificamente, falando, tende ao caos, por isso a necessidade de entrar com entropias negativas para se tentar conseguir o equilíbrio homeostático de qualquer sistema.
Que o nosso Deus, criador dos céus e da terra, os abençoem. Amém

  01/07/2018 - 19:58 -   |   Responder/Comentar  |   




  145563 - João Bosco Galvão de Castro   Guaratinguetá/SP

Caro Péricles e demais colegas,
Acho que a falta de quorum na Assembléia e a opção para o Plebiscito vai fazer que haja maior participação dos principais interessados no assunto, e o voto na opção NÃO fará com que uma nova proposta venha a surgir com propostas de alterações mais claras e amplamente discutidas com todos e não somente com a cúpula de nossas entidades.
Tenho a impressão que as próprias Afabans, que mais de perto nos representam, tiveram participação ativa na redação do texto proposto.
É preferível que demore um pouco mais para que sejam feitas alterações que realmente interessem a todos e não apenas ao banco, e nas quais não sejam inseridas cláusulas e parágrafos que amanhã ou depois possam ter uma interpretação que venham nos prejudicar.
Todo o cuidado é pouco quando do outro lado da mesa está o Santander.
Minha sugestão ao Péricles e demais colegas é que usem os demais espaços banespianos que temos no Facebook e no site do APDOBANESPA para que a decisão que viermos tomar seja de forma consciente e segura. Um abraço
Bosco

  01/07/2018 - 19:55 -   |   Responder/Comentar  |   




  145562 - Surjus Renê Fernando   Franca/SP

Oi Hélvio José de Paula, (Perigoso) abração pelo aniversário.

  01/07/2018 - 18:23 -   |   Responder/Comentar  |   




  145561 - Roberto de Moraes   São Roque-sp

PLEBISCITO CABESP – SIM OU NÃO, EIS A QUESTÃO!

Uma grande decisão está para ser tomada com relação ao nosso plano de saúde, que poderá ser prejudicial para muita gente, senão à maioria, se o assunto não merecer a devida atenção, como o foi até o momento.

A assembleia de 30 de junho não atingiu o quórum exigido, que é de maioria absoluta (50%+1 dos votos dos associados), para a abertura e deliberação das propostas. Era o momento ideal para se debater, sugerir e, quem sabe, suavizar algumas cláusulas a nosso favor.

As causas para a não realização do evento vão desde o não envio das procurações pela Cabesp, à comodidade, à campanha contra somadas à falta de informação, que levou milhares de colegas à abstenção as quais, muitas vezes, foi de propósito para não se chegar ao quórum exigido. Um erro.

Agora estamos diante do plebiscito, que exige maioria simples, ou seja 50%+1 dos que se apresentarem para votar, independentemente do número dos votos apurados. Cada colega vai receber uma senha para votar pelo telefone disponibilizado pela Cabesp, ou pela internet. Detalhe: a senha não vai chegar pelo correio.

Neste momento chegamos numa situação pouco confortável em que uma minoria vai decidir, através do SIM ou NÃO, o destino da entidade, que talvez não seja necessariamente o desejo da maioria. Por isso a participação é importantíssima. Depois, não adianta chorar o leite derramado.

É obvio que a Cabesp é deficitária, não só pelo valor da contribuição que é pequena, se comparada a outros planos, mas principalmente pelo contingente de idosos que desequilibra a carteira. Alguma coisa precisa ser feita.

Pela primeira vez as entidades de representação, AFABESP/ABESPREV/AFUBESP, depois de muitas reuniões e intensos debates, chegaram a um acordo com o banco, e são unânimes na defesa do SIM ao ajuste costurado, para que o déficit seja coberto.

Eu enviei procuração junto com a de alguns colegas que consegui coletar, para que a assembleia se instalasse, com o intuito de votar SIM às propostas apresentadas e, claro, torcendo para que fossem melhoradas a nosso favor. Não deu!

Sobrou-nos o plebiscito. Mesmo assim, preocupado com a perenidade da Cabesp - e considerando que os 6% de contribuição da maioria dos associados, não cobrem o valor de uma consulta médica – achei melhor seguir a orientação das entidades que nos representam, que estiveram na mesa de negociação e conhecem em profundidade a questão que nos preocupa, do que ouvir a opinião, ou mero palpite, como queiram, de quem não participou dos embates. Dessa maneira votei pelo SIM.

Se alguém acha que a Cabesp está ruim... Imagine sem ela.

Roberto de Moraes – São Roque - sp.





  01/07/2018 - 18:02 -   |   Responder/Comentar  |   




  145560 - PARA O DEPARTAMENTO JURIDICO DO APDOBANESPA   SÃO PAULO

SOLICITO QUE INFORMEM PARA OS QUE NÃO ENTENDEM...

29/06/2018, sexta-feira
Prezado(a) assinante,
Informamos o lançamento do(s) andamento(s) relacionado(s) ao seguinte processo:
ARE 675945
Matéria: Legitimidade para propositura de Ação Civil Pública

Relator: MIN. ALEXANDRE DE MORAES
RECTE.(S): ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS APOSENTADOS DO BANCO DO ESTADO DE SÃO PAULO - AFABESP
ADV.(A/S): RENATO RUA DE ALMEIDA
RECTE.(S): BANCO SANTANDER BRASIL S/A
ADV.(A/S): VICTOR RUSSOMANO JÚNIOR
RECDO.(A/S): OS MESMOS
ADV.(A/S): GETÚLIO RIVERA VELASCO CANTANHEDE

Andamento(s):
Data do Andamento: 29/06/2018
Andamento: Petição
Observações: Agravo Regimental - Petição: 44392 Data: 29/06/2018 às 16:16:28
Este é um e-mail automático. Por favor não responda.
Para entrar em contato, utilize o serviço "Fale Conosco" situado na página de acesso ao STF-PUSH no site www.stf.jus.br.
Este é um serviço meramente informativo, não tendo, portanto, cunho oficial.

Supremo Tribunal Federal
Praça dos Três Poderes - Brasília-DF - CEP 70175-900 - Telefone: (61) 3217.3000

  01/07/2018 - 15:42 -   |   Responder/Comentar  |   




  145559 - José Roberto Barin   Campinas-SP

Prezado Péricles, Eliel e demais colegas. Infelizmente o sonoro NÃO não saiu, mas já votei pelo NÃO.

  01/07/2018 - 15:32 -   |   Responder/Comentar  |   




  145558 - Alvaro Pozzetti de Oliveira   Bauru/SP

CM. 145554 - Cascaes veja o meu comentário abaixo, enviei novo convite.
CM.145539 Alvaro Pozzetti de Oliveira Bauru/SP
A. Cascaes, Atendendo seu pedido, enviei um convite do Yahoo, para participar do Grupo APdoBanespa com esse seu novo e-mail. - No e-mail convite que receber do Yahoo Clique em "Inscreva-se neste grupo!" e seu novo e-mail será ativado ok?
Abraços

  01/07/2018 - 09:27 -   |   Responder/Comentar  |   




  145557 - mariano perez martins   sao jose do rio preto sp

BOM DOMINGO A TODOS---REALMENTE COLEGA NONATO---HA DUVIDAS REALMENTE ENTRE O SIM E O NAO----E O MESMO QUE ESCOLHER UM BOM CANDIDATO PARA PRESIDENTE---EM QUEM VOTAR ???????

  01/07/2018 - 08:43 -   |   Responder/Comentar  |   




  145556 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Pronto. Agora é por plebiscito. Espera-se que a "campanha eleitoral" não volte, pois afinal de contas se o colega aposentado, razoavelmente instruído, experiente, com idade acima dos 70, ainda não souber escolher entre sim ou não o que considera melhor pra si, aí amigo, é melhor voltar pra roça. Nonato-Teresina.

  01/07/2018 - 08:32 -   |   Responder/Comentar  |   




  145555 - João Carlos dos Santos   Birigui/SP

Acabo de receber via Messenger a Senha para votar no plebiscito CABESP.
O voto deverá ser até 23:59 hs de 10/07/2018

  01/07/2018 - 21:46 -   |   Responder/Comentar  |   




  145554 - ANTONIO CARLOS CASCAES   São José

Pozzeti gostaria que me confirmasse se esse email esta registrado aí com vcs

  30/06/2018 - 19:21 -   |   Responder/Comentar  |   




  145553 - Dorival Jeronimo Coquemala   Tupã - sp -

Caro Péricles (comentário 145500). Ótimas ponderações que você colocou.O que precisa então é uma abertura de diálogo e considerar como já demonstrou dias atrás as alterações que propóe.
Ótima a sua participação.

  30/06/2018 - 10:06 -   |   Responder/Comentar  |   




  145552 - mariano perez martins   sao jose do rio preto sp

UM OTIMO FIM DE SEMANA A TODOS-----AMIGOS, O QUE ME ACONSELHAM---VOTAR SIM OU VOTAR NAO ---EIS A QUESTAO.

  30/06/2018 - 09:32 -   |   Responder/Comentar  |   




  145551 - Rubens José de Freitas   Mirassol-SP

Desculpe Laerte. Hoje lendo aqui no APdoB eu percebi, ia até fazer um adendo corrigindo. A idade vai chegando e esses problemas acontecendo.

  30/06/2018 - 22:40 -   |   Responder/Comentar  |   




  145550 - Antônio Pelegrino   Cafelândia -SP

C-145549 - Rubens de Souza - A verdade é que eu não entendo bolufas de Direito, mas pesquisei e encontrei esse caminho, agora fica por conta do Dr. Nonato e Dr. José Mílton. Abraço e Bom fim de semana.

Agravo regimental é o recurso de agravo previsto nos regimentos internos dos tribunais, cabível da decisão monocrática do tribunal, com o fim de levar o recurso ou pedido ao colegiado, na forma do art. 545, do Código de Processo Civil:
Art. 545.
Alegada a insuficiência do depósito, é lícito ao autor completá-lo, em 10 (dez) dias, salvo se corresponder a prestação cujo inadimplemento acarrete a rescisão do contrato.
§ 1º No caso do caput, poderá o réu levantar, desde logo, a quantia ou a coisa depositada, com a consequente liberação parcial do autor, prosseguindo o processo quanto à parcela controvertida.
§ 2º A sentença que concluir pela insuficiência do depósito determinará, sempre que possível, o montante devido e valerá como título executivo, facultado ao credor promover-lhe o cumprimento nos mesmos autos, após liquidação, se necessária.

  30/06/2018 - 21:59 -   |   Responder/Comentar  |   




  145549 - Rubens de Souza   bauru/sp

Processo das gratificações

Outro agravo. Agora regimental. Quem souber me explique.
obrigado.

  29/06/2018 - 18:46 -   |   Responder/Comentar  |   




  145548 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

testando

  29/06/2018 - 18:37 -   |   Responder/Comentar  |   




  145547 - sebastião chaim junior chaim junior   Ribeirão Preto

Vote """N A O"""
Pela Ousadia e Sensatez...

  29/06/2018 - 18:13 -   |   Responder/Comentar  |   




  145546 - sebastião chaim junior chaim junior   Ribeirão Preto

vote "N A O"
Pela ousadia e sensatez...

  29/06/2018 - 18:10 -   |   Responder/Comentar  |   




  145545 - Claudimir de Souza Pinto   Piedade-SP

145543 - Maria do Rosario Araujo da Silva Amaral - Extrema-

Passo a passo (Espero poder ajudá-la)

Acesse|: https://servicossociais.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01
Coloque o nº do pis (NIS) siga as instruções. - > Coloque sua senha

Vá completando os pedidos que surgirão.
Vão pedir para selecionar imagens
Completando vai aparecer > selecione um serviço...> EXTRATO COMPLETO <
Aparece seu extrato completo. Boa sorte. Não desista!

  29/06/2018 - 17:46 -   |   Responder/Comentar  |   




  145544 - Eliel da Silva Dornelas   Cabo Frio - RJ

ESTA É UMA RESPOSTA QUE FORNECI NO GRUPO : APOSENTADOSYAHOO -

Só porque o processo se estendeu por um ano, fora longo, amplo e aberto ? Muito pelo contrário: ele foi sigiloso, sem obedecer aos Princípios Científicos das Ciências da Administração e Economia, e o da falta da transparência da área Jurídica.

Questões fundamentais:” informações e preocupações que tínhamos “. Não é dessa maneira que o mundo dos negócios funciona. Pelo contrário, se você está envolvido, plenamente, sobre as questões, aí sim, se faz necessário a presença de especialistas para assessorar, justamente, para se evitar decisões tendenciosas. “Cada rodada, as associações voltavam a refletir e decidiam”. Novamente outro erro, eles mesmos avaliavam eles mesmos. Outra prática indevida. A Doutrina Econômica e da Administração recomenda análises alternativas, por profissionais abalizados, com competências exclusivas cientificamente e tecnicamente comprovadas em assuntos de negócios, observando detalhes, nem sempre perceptíveis pelos ho mens de linha. “Houve estruturações e decisões e os próprios, dizem que foram CERTAMENTE avaliadas.” Só poderiam dizer que eram certas ou erradas, só após o crivo dos especialistas, não eles mesmos, envolvidos nas questões. Estas pessoas precisam e precisavam ouvir especialistas e não pensarem serem os donos das verdades. Isto caracteriza : prepotência e daí surgem os absurdos.

Chegam a dizer “ que cada associação convencida sobre o melhor caminho que após revisões delas mesmas, concordavam com a publicação.” É lamentável: já dizia Sócrates: TUDO O QUE SEI É QUE SEI QUE NADA SEI. Porque os reis, desde 2600 anos atrás, usavam a Consultoria de SUN TSU ( A arte da guerra ). Porque os reis da Bíblia consultavam os profetas. Todas as Doutrinas Científicas possuem seus Princípios e eles não devem ser desconhecidos. Todos, nas rodadas, possuíam maioridade, logo não podem alegar desconhecimento da Lei.

Não tecerei mais comentários, pois chega a ser vergonhoso. Ainda mais quando se trata de clientes vulneráveis por Lei..

Nós não somos os donos das verdades: as Ciências, as Técnicas estão disponíveis para serem usadas por quem possui competência para exercê-las, nunca o achismo. Todas as grandes Organizações além das suas Auditorias Internas, se utilizam de Auditorias Externas. A Lei das S/A determina assim. Porque então Organizações menores se acharem tão competentes. É tempo de reflexão. Que Deus os Abençoem. Amém.

  29/06/2018 - 15:44 -   |   Responder/Comentar  |   




  145543 - Maria do Rosario Araujo da Silva Amaral   Extrema-MG

Mudando de assunto:
Alguém poderia dizer se isso procede?

"Como consultar o valor
Para o PIS (trabalhadores de empresas privadas): É possível fazer a consulta usando o seu número de CPF pelo site da Caixa Econômica Federal ou pelo telefone 0800-726-0207. O banco também oferece o aplicativo Caixa Trabalhador como opção.

Para o Pasep (servidores públicos): É possível fazer a consulta pelo site do Banco do Brasil, informando o número de inscrição do Pasep ou o CPF e a data de nascimento."
Agradeço a atenção

  29/06/2018 - 14:49 -   |   Responder/Comentar  |   




  145542 - Laerte Antonio Dulce   Sao Jose do Rio Preto

Corrigindo o Rubinho de São José do Rio Preto -SP.
Ele errou no meu sobrenome, afirmando ser Laerte Belete, ao invés de Laerte Antonio Dulce (AFABAN de São José do Rio Preto e Região.

  29/06/2018 - 13:30 -   |   Responder/Comentar  |   




  145541 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Paulista SP

Bom-dia.

Se for.possível, vamos adiar o dia 30.
Porque, por que.essa pressa/pressão,
Significa uma ansiedade para acertar uma situação já definida
Que foi exercitado sem o consentimento
Dos reais interessados, nós.

  29/06/2018 - 12:11 -   |   Responder/Comentar  |   




  145540 - Antonio Carlos Cascaes   São Jose SC

Estou comunicando a mudança de meu E-mail para envio de msg do apdobanespa: email atual acascaes@yahoo.com.br nr meu celular 48 996110749 com WhattsUpp
email antigo o qual não tenho mais acesso: accascaes@yahoo.com.br

  29/06/2018 - 11:36 -   |   Responder/Comentar  |   




  145539 - Alvaro Pozzetti de Oliveira   Bauru/SP

A. Cascaes, Atendendo seu pedido, enviei um convite do Yahoo, para participar do Grupo APdoBanespa com esse seu novo e-mail. - No e-mail convite que receber do Yahoo Clique em "Inscreva-se neste grupo!" e seu novo e-mail será ativado ok?
Abraços

  29/06/2018 - 10:48 -   |   Responder/Comentar  |   




  145538 - Adilson Almeida Rollo   Ribeirão Preto/SP

CABESP-ALTERAÇÃO ESTATUTÁRIA-VEJA OUTRO PONTO DE VISTA DESTE ASSUNTO

RECEBIDO DO AMIGO JORGE NAGASAKO A QUEM AGRADECEMOS - REPASSANDO

REPASSANDO- recebido do amigo C.M.a., a quem agradecemos a gentileza, externando sua opinião sobre este assunto da CABESP.Posso garantir que o autor destas considerações conhece muito do assunto, e está imbuído da melhor das intenções ao fazer este alerta.

Leiam e pensem sobre isso.

Jorge
Ver mais

  29/06/2018 - 10:40 -   |   Responder/Comentar  |   




  145537 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

Por que será que estamos com tanta pressa para mudar os estatutos que estão aí a pelo menos 50 anos?? Se esperarmos mais um ou dois anos, o que pode acontecer? A previsão da catástrofe é para 2042. Isto tudo é muito estranho.

  29/06/2018 - 10:31 -   |   Responder/Comentar  |   




  145536 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Os aposentados (de qualquer categoria) unidos já não têm força nenhuma, imagina cada um puxando pra um lado. Tem colegas parecendo menino teimoso batendo o pé:- não, não, não......sim, sim sim. Arriégua!!! Nonato-Teresina.

  29/06/2018 - 09:53 -   |   Responder/Comentar  |   




  145535 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

- com. 145530 - Rubens José de Freitas, caro colega, nem todas as associações participaram das negociações, faltaram as Afabans, foram esquecidas, não foram convidadas, embora sejam as entidades que maior número de associados representam. Como foram elas, a Afabesp, a Afubesp, o Abesprev, o Sindicato e a Cabesp que elaboraram essas esdrúxulas alterações, que chegam a "entregar" a nossa Cabesp ao Satander, quando diz no art 1º, proposto, que a Cabesp é uma Associação constituída na FORMA DA LEGISLAÇAO EM VIGOR, ignorando todo o seu passado de 50 anos, e instituída pelo Banco do Estado de São Paulo S/A, empresa incorporada pelo Banco Santander (Brasil), PATROCINADORA PRINCIPAL, vão sempre aconselhar o sim, para tudo isso que aí está, pois votaremos num "pacote fechado", um "prato feito", um "goela abaixo". Se alguém pensa que votando sim, estará votando apenas no reajuste de 2,5% a 6%, o que é justo, louvável, viável e até suportável, está muito ENGANADO, pois estará aprovando TODAS as alterações, muitas abomináveis, como o art 1º, ou o art 4º, par 4º, que permite o ingresso no quadro de associados da Cabesp de funcionários de bancos e empresas que doravante possam sem comprados/incorporados ao Satander e outros arts e pars. Então, volto a insistir, se HOUVER o quorum e a Assembĺéia for INSTALADA, o que é pouco provável, teremos a oportunidade de deliberar, discutir todos esses ítens, modificá-los e dizer SIM, inclusive para o reajuste de 2,5% a 6%. Agora, se isso não acontecer, a partir do mesmo dia, 30.06 até 10.07 seremos obrigados a votar via PLEBISCITO, eletronicamente ou por tel em TODO O PACOTE FECHADO, pelo sim ou pelo NÃO, que eu votarei e recomendo. No PLEBISCITO, VOTE NAO, NAO, NAO, NAO, NAO, NAO, NAO, .......

  29/06/2018 - 08:51 -   |   Responder/Comentar  |   




  145534 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

- com 145526 - Paulo R. Correa Neto - Isso mesmo, vc está certíssimo, estou contigo e não abro, NÃO, NÃO, NÃO ..... no plebiscito.

  29/06/2018 - 08:23 -   |   Responder/Comentar  |   




  145533 - carlos Alberto Rodrigues dos santos   belo Horizonte-MG

145532-Adélia, não desiste não. Seus comentários (alguns até jocosos dá maneira que você os divulga) são importantes para nós.
145531-Rubens, sobre o assunto Cabesp eu tinha decidido não escrever mais. Entretanto afirmo-lhe que concordo com a sua colocação e apoio a posição do Laerte. Como Presidente da Afaban-BH, antes de tomar uma posição, pude ouvir A Afabesp e a Afubesp que me afirmaram que as propostas foram analisadas pelos Jurídicos e Financeiros de ambas. A Abesprev eu acompanhei as publicações do seu Presidente, Marcos Aurélio. Rubens, eu entendo que para comandar nossas instituições nossos colegas tem de serem providos de ética, abnegação, dedicação e acima de tudo, responsabilidade. Assim, após analisar todos os dados SUGERI, veja bem, SUGERI aos meus associados a opção pelo SIM, apesar das opiniões divergentes.
Carlos Alberto Rodrigues dos Santos-Presidente da Afaban-BH

  29/06/2018 - 08:19 -   |   Responder/Comentar  |   




  145532 - adelia mauricio silva   Divinópolis

Não me importa o quanto vou pagar num futuro distante(se vou morrer antes!). O que realmente importa é que agora me custa menos! Não aceito mudanças a machadadas. Esse é o pensamento. Por quê a gasolina subiu? Por quê tem que pagar para estudar? Por quê tem plano de saúde? Por quê tem reajuste, cor/mon? Por quê tem plano de seguro, se o governo o extingue unilateralmente, após 30 anos recebendo de dezenas de milhares de segurados? Por quê os milhões de desempregados? Por quê a roubalheira? E, finalmente, por quê os criminosos estão soltos? Eu desisto. ELE nos abandonou...

  29/06/2018 - 23:51 -   |   Responder/Comentar  |   




  145531 - Rubens José de Freitas   Mirassol-SP

Quem quiser uma explicação bem abalizada da situação atual da CABESP e qual seria o melhor, entre o sim e o não entrem em contato com o sr. Laerte Beleti da AFABAN de São José do Rio Preto, que participou da reunião e estudou a situação a miude. Pode ser pelo APdoB, FACEBOOK ou mesmo a AFABAN. Precisamos nos unir em favor da melhor atitude. Não podemos arriscar, dependemos da CABESP. Muita gente está dando opiniões sem estarem aptos para isso.

  29/06/2018 - 23:35 -   |   Responder/Comentar  |   




  145530 - Rubens José de Freitas   Mirassol

Nossas Associações (todas) já fizeram um estudo, além de participarem da reunião em São Paulo e chegaram à conclusão que deveremos votar "SIM", pois o que aumentar para nós aumentará para o Satãder também e se deixarmos estourar as reservas o Satã não participará mais e ficará tudo por nossa conta. Vamos conservar a CABESP.

  29/06/2018 - 22:50 -   |   Responder/Comentar  |   




  145529 - Rubens José de Freitas   Mirassol

Já está definido. Fica impossível levar tanta gente até São Paulo para votarem, portanto essa primeira assembléia não haverá. Será convocada uma segunda com votos pela internet.

  29/06/2018 - 22:40 -   |   Responder/Comentar  |   




  145528 - Claudinei Aleixo   Mirassol

145277 . UFA até que enfim o Nonato disse tudo em duas linhas. Oras pois, porque fazer uma viagem tão desgastante até Sampa?? só para criar mais atritos??? então vamos segui seu conselho e parece. QUE NÃO HAJA ASSEMBLEIA ai fica tudo adiado.

  29/06/2018 - 22:21 -   |   Responder/Comentar  |   




  145527 - Raimundo Nonnato da Silva   Teresina-PI

Com tantas opiniões divergentes, alguém pode me informar o que vamos fazer na assembleia da Cabesp? Somos contra ou a favor do quê com tantas opiniões diferentes? Qualquer resultado só trará de concreto uma conhecida consequência: arestas e divisões. Nada mais. Nonato-Teresina.

  28/06/2018 - 20:14 -   |   Responder/Comentar  |   




  145526 - Paulo Roberto Correa Neto   Bebedouro/Sp

NÂO...NÂO.!!! Porque iremos doar a Cabesp do BANESPA, para a nova denominação Cabesp do Santander quando eles poderão enfiar na nossa goela abaixo os funcionários de todo o conglomerado dele.NÃO,NÃO,NÃO,
Não vamos nós mesmos se F.......

  28/06/2018 - 19:23 -   |   Responder/Comentar  |   




  145525 - ANTONIO CARLOS CASCAES   São José

Já enviei 2 email pra vcs pro Pozzeti informando a mudança de meu email e até agora não recebi nada de bcs mem uma resposta ou msgs do apdobanesp. ??????

  28/06/2018 - 19:20 -   |   Responder/Comentar  |   




  145524 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

- com 145504 - José Geraldo Araújo - A ANS está outorizando um reajuste de 10% nos Planos de Saúde. A proposta da Cabesp de elevar de 2,5% a 6% representa um reajuste de 140%, pois a variação será de 3,5% (6% - 2,5% = 3,5%) e 2,5 x 140/100 = 3,5.
- com 145512 - Norberto Martins de Oliveira - A Cabesp, a Afabesp, a
Afubesp, a Abesprev e o Sindicato falam a mesma língua: "o reajuste será no máximo de 6%, está tudo certo em todos os artigos e parágrafos e votem no "pacote" pelo sim". Acontece que não é bem assim. A redação do reajuste não está clara, não diz precisamente isso e muitos artigos e parágrafos são temerários, pois a Cabesp passará a ser do Satander, além de outras mazelas. Como venho afirmando, se houver a Assembléia, votaremos pelo reajuste de até 6% SIM, mas com um texto mais "enxuto", mais preciso, e muitos arts e pars. devem ser discutidos e modificados. Se houver o plebiscito, votamos pelo NÃO, forçando novas rodadas de negociações.
- com 145514 - Mariano Perez Martins - "como votarei amanhã"? Vc só votará no sábado, dia 30, se for à Assembleia, e ela obtiver quorum e for instalada. Se não, a partir do dia 30 até 10.07 vc poderá votar eletronicamente através do site da Cabesp ou pelo telefone da Cabesp.

  28/06/2018 - 16:00 -   |   Responder/Comentar  |   




  145522 - COPIA DE E-MAIL RECEBIDO DA AFUBESP   Piedade-SP

COPIA DE E-MAIL RECEBIDO DA AFUBESP
Vote SIM na reforma estatutária da Cabesp; AGE terá transmissão ao vivo pela internet=Postado em 28 de junho de 2018
Para promover tranquilidade financeira e preservar o atendimento aos beneficiários da Cabesp é preciso dizer SIM à proposta de reforma estatutária, que será votada na Assembleia Extraordinária, marcada para este sábado, dia 30 de junho no Salão Social do Esporte Clube Banespa, às 9 horas.
Por se tratar de mudança no Estatuto, é preciso os votos de 50% mais um dos associados aptos. Caso não haja o quórum necessário (o que é o provável), ela será encaminhada como plebiscito.
A proposta em questão foi negociada com as associações de banespianos e sindicatos, que se uniram em para construir a melhor solução para todos.
A ideia inicial da diretoria da Cabesp era simplesmente aumentar a coparticipação, o que não necessitaria de consulta à assembleia, pois é ato de gestão. Ou seja, se a proposta elaborada em conjunto com as entidades – que prevê aumento escalonado de 2018 a 2020 para os dois lados (patrocinadora e associados) for recusada, a direção da Cabesp vai implantar essas alterações e a conta ficará apenas com os usuários, já que o Santander não contribui com a coparticipação.
“Algumas pessoas entendem que a partir de 2021 a diretoria da Cabesp poderia aumentar do jeito que quiser. ERRADO, pois na proposta consta que a partir de 2021 o custeio pode ser alterado com base em estudo atuarial, dentro de um intervalo entre 2,5% a 6,0%. Ou seja podemos ter uma variação a partir de 2021, mas não mais que 6%.
Para aumentar mais que isso será necessário nova negociação e nova assembleia”, explica o presidente da Afubesp, Camilo Fernandes. “Por isso defendemos o SIM na assembleia e no plebiscito, que virá em seguida”.
Transmissão ao vivo
Quem não puder comparecer à Assembleia da Cabesp poderá assistir ao vivo no Portal Cabesp ou pelo Youtube emwww.afubesp.org.br/noticias
A transmissão será iniciada as 9h, deste sábado, dia 30.
PRINCIPAL PONTO DO ACORDO PARA SOLUCIONAR DÉFICIT DA CABESP
Como é hoje
CONTRIBUIÇÃO
TOTAL 5%
ASSOCIADOS 2,5%
SANTANDER 2,5%
-----------------------------------
Proposta
8% em 2018 sendo 4% DOS ASSOCIADOS E 4% DO BANCO
10% em 2019 SENDO 5% dos associados e 5% do Banco
e 12% em 2020 sendo 6% DO ASSOIADO E 6% DO BANCO
Após 12 meses da implementação desse acordo, caso seja aprovado em assembleia, haverá um novo estudo atuarial, quando serão avaliados os impactos dessa contribuição e discutida a coparticipação.

  28/06/2018 - 15:23 -   |   Responder/Comentar  |   




  145521 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveira   Campinas-SP

Nos não precisamos de ESCLARECIMENTOS, temos DIREITO a COMPROVACAO da nessecidade dessa mudança. O Estatuto nos garante isso. Qual o problema em se apresentar esse documento? Sei que ele existe pois é uma exigência da ANS, agora precisamos conhecer o seu conteúdo. CHEGA DE SERMOS TUTELADOS PELAS ASSOCIACOES.

  28/06/2018 - 13:30 -   |   Responder/Comentar  |   




  145520 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveira   Campinas-SP

Nos não precisamos de ESCLARECIMENTOS, temos DIREITO a COMPROVACAO da nessecidade dessa mudança. O Estatuto nos garante isso. Qual o problema em se apresentar esse documento? Sei que ele existe pois é uma exigência da ANS, agora precisamos conhecer o seu conteúdo. CHEGA DE SERMOS TUTELADOS PELAS ASSOCIACOES.

  28/06/2018 - 13:30 -   |   Responder/Comentar  |   




  145519 - José Roberto Barin   Campinas-SP

Com. 504- José Geraldo, me desculpe discordar, pois vc está misturando a matemática, ou seja, o que está se propondo é um reajuste em nossa contribuição de 2,5 % para 6% (DO NOSSO SALÁRIO)

O que vc relata abaixo é um reajuste de 10% na MENSALIDADE, assunto bem distinto.

É só fazer a gera de 3 e veja quanto represente de 2,5% para 6%.

****************************************************************
145504 - josé geraldo de araujo bragança paulista-sp
PÉRICLES / ZOIA – As noticias de ontem nos tele-jornais dizem respeito ao AUMENTO DOS PLANOS DE SAÚDE AUTORIZADOS PELO GOVERNO em torno de 10%. A proposta da CABESP chegaria a 6%. Isso quer dizer que se buscarmos a justiça para rever este reajuste pretendido, LEVAREMOS FERRO.
No dia 30, pelo que entendi, votaríamos SIM (PARA AUMENTO DA CONTRIBUIÇÃO) e NÃO (PARA OS DEMAIS ITENS PRETENDIDOS NA REFORMA DO ESTATUTO). Certo? É este o pensamento geral?
Gostaria de saber das opiniões dos demais colegas! Vamos à luta!

  28/06/2018 - 13:25 -   |   Responder/Comentar  |   




  145518 - Natanael Thomaselli   Florianopolis-SC

Colegas como já disse antes, mais uma vez o Santander vai nos prejudicar,isso tudo foi muito bem arquitetado.Que Deus nos proteja.

  28/06/2018 - 13:13 -   |   Responder/Comentar  |   




  145517 - JOAO JAIR BIBIANO   ARAÇATUBA (SP)

Comentário 145501-Paulo Roberto parece ser esta a melhor saida

  28/06/2018 - 12:27 -   |   Responder/Comentar  |   




  145516 - JOAO JAIR BIBIANO   ARAÇATUBA (SP)

Comentário 145501-Paulo Roberto parece ser esta a melhor saida

  28/06/2018 - 12:26 -   |   Responder/Comentar  |   




  145515 - BITTENCOURT GAYA BITTENCOURT   São Paulo

QUANTO A ASSEMBLÉIA O PESSOAL DO NÃO SÓ ESTARÁ PREJUDICANDO
A CONTINUIDADE E O BOM ATENDIMENTO QUE NOS É PROPORCIONADO PELA CABESP. ACREDITO QUE FAZ DE CONTA QUE NÃO ENTENDEM INCLUSIVE OS ESCLARECIMENTOS FORNECIDOS PELA AFABESP, ABESPREV, AFUBESP, ETC., E FICAM SÓ TUMULTUANDO E NÃO TOMAM NENHUMA ATITUDE.

  28/06/2018 - 11:33 -   |   Responder/Comentar  |   




  145514 - mariano perez martins   sao jose do rio preto sp

BOM DIA AMIGOS---COMO FAREI PARA VOTAR AMANHA----POR TELEFONE---POR CARTA----ESTOU MAIS PERDIDO QUE CEGO EM TIROTEIO.

  28/06/2018 - 11:31 -   |   Responder/Comentar  |   




  145513 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveira   Campinas-SP

ESSA ASSEMBLEIA JÁ ESTA I R R E G U L A R

Pois a Avaliação Atuarial que motivou a reforma no Estatuto não nos foi disponibilizada conforme determina o Estatuto, ou seja A PARTIR DA DATA DA CONVOCACAO.

Não precisamos de mais ESCLARECIMENTOS, temos o DIREITO de acesso ao conteúdo dessa Avaliação Atuarial

NÃO VAMOS VOTAR NO ESCURO!

ESSA ASSEMBLEIA TEM QUE SER CANCELADA!

  28/06/2018 - 11:30 -   |   Responder/Comentar  |   




  145512 - Norberto Martins de Oliveira   São Carlos SP

Texto extraído do site da Afubesp.
afubesp.org.br/vote-sim-na-reforma-estatutaria-da-cabesp/
“Algumas pessoas entendem que a partir de 2021 a diretoria da Cabesp poderia aumentar do jeito que quiser. ERRADO, pois na proposta consta que a partir de 2021 o custeio pode ser alterado com base em estudo atuarial, dentro de um intervalo entre 2,5% a 6,0%. Ou seja podemos ter uma variação a partir de 2021, mas não mais que 6%.

Para aumentar mais que isso será necessário nova negociação e nova assembleia”, explica o presidente da Afubesp, Camilo Fernandes. “Por isso defendemos o SIM na assembleia e no plebiscito, que virá em seguida”.
____________________________________________________________________

Meu entendimento: A partir do ano de 2021, haverá "Estudo Atuarial" dentro de um intervalo entre 2,5% a 6% novamente; ou seja podemos ter uma variação, mas não mais que 6%. E ainda tem mais: "Para aumentar mais que 6% será necessário nova negociação e nova Assembleia.
É isso? Por favor, me corrijam se estiver errado!

  28/06/2018 - 10:44 -   |   Responder/Comentar  |   




  145511 - Eliel da Silva Dornelas   Cabo Frio - RJ

SIM. Péricles, suas citações e outras que poderão surgir, fazem parte das alternativas possíveis e inimagináveis, as quais eu anteriormente falara. Abraços em cada coração banespiano.

  28/06/2018 - 10:37 -   |   Responder/Comentar  |   




  145510 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveira   Campinas-SP

Estatuto Cabesp
ART. 39 - Desde a DATA EM QUE FOR CONVOCADA a Assembléia Geral Ordinária e DURANTE TODO O PERIODO DE SUA REALIZACAO ficarão franqueados ao exame de QUALQUER ASSOCIADO a contabilidade do Caixa, o relatório da Diretoria, o parecer do conselho Fiscal, o balanço e respectivos documentos.

Parágrafo único - TRATANDO-SE DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, FICAM FRANQUEADOS OS PAPEIS OU DOCUMENTOS CONCERNENTES À ORDEM DO DIA.

Quem já conseguiu ter acesso à AVALIAÇÃO ATUARIAL?

Esse documento tem que existir, pois por lei os Planos de Saúde e as Seguradoras são obrigados a faze-lo para dar garantias de que o Patrimônio e suficiente para responder pelas Despesas.

MAS PROVAVELMENTE O RESULTADO NÃO SEJA COMO FOI ANUNCIADO.

Isso explicaria o porque desse documento continuar secreto, uma vez que, como podemos ler acima, É DETERMINACAO DO ESTATUTO QUE SEJA FRANQUEADO A QUALQUER ASSOCIADO DESDE A DATA EM FOR CONVOCADA A ASSEMBLÉIA.

ALIÁS, A NÃO DISPONIBILIZACAO DESSE DOCUMENTO É MOTIVO SUFICIENTE PARA CANCELAR ESSA ASSEMBLEIA.

  28/06/2018 - 09:09 -   |   Responder/Comentar  |   




  145509 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Com. 507 - Meu caro Eliel. Importantíssimo o roteiro e possíveis ocorrências que o colega forneceu do desenrolar da assembléia. Cabe agora aos que usarão da palavra a missão de rebater com competência e firmeza os argumentos e estratégias contrários aos nossos interesses. Parabéns e obrigado pela valiosa colaboração.

Com. 499 - Prezado colega Laerte. Puro realismo e sensatez nas suas observações. Assino embaixo. Abraços, Nonato-Teresina.

  28/06/2018 - 08:54 -   |   Responder/Comentar  |   




  145508 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caro Eliel e demais colegas, creio que vc está equivocado. A Cabesp NÃO usará de todos meios pra que a Assembleia OCORRA. A Cabesp, a Afabesp, a Afubesp, a Abesprev e o Sindicato SABEM que a Assembléia NÃO terá quorum (cerca de 11 mil entre presentes e procurações), portanto a Assembléia NÃO existirá, NÃO será instalada. O que pode acontecer é que, como lá estarão milhares de banespianos, a sra. pres. aproveite a oportunidade de um bate-papo, uma conversa informal, um tira dúvidas, um perguntas e respostas, mas SEM poder algum de decisão. Essa decisão ocorrerá a partir do mesmo dia, até 10.07, através do plebiscito, que deve ser rechaçado por um sonoro e altissonante NÃO. No entanto, se por acaso ou por um milagre a Assembléia der quorum e for instalada, não haverá "leitura de perguntas", pois NÃO haverá perguntas, mas deliberação, discussão, exame, considerações, debates, reflexões e votações para aprovação ou não dos ítens discutidos. Um forte abraço.

  28/06/2018 - 08:43 -   |   Responder/Comentar  |   




  145507 - Eliel da Silva DOrnelas   Cabo Frio - RJ

Colegas, a Cabesp, por meio da presidente e da banesprev, irá usar de todos os meios possíveis e inimagináveis para que a ASSEMBLEIA ocorra:
a) Dará a palavra aos opositores, mas fará interrupções para não deixar que fique claro a propositura contrária à mesa;
b) Dificultará as colocações das pessoas com interrupções vindas e prejudiciais da mesa;
c) Terão seguranças que agirão contrário às exposições de pessoas com propostas contrárias à mesa;
d) Utilizará de as pessoas com Cargos nas Associações para tentar denegrir as propostas de colegas que estiverem esclarecendo e defendendo os porquês, como devem ser os votos dos associados;
e) Praticarão todos os atos possíveis e inimagináveis para que a ASSEMBLEIA aconteça conforme as ESTRATÉGIAS já pré-determinadas;
f) Sabem com antecedência que votos contrários advirão, mas todos eles serão deveras combatidos, para se alcançar os propósitos estabelecidos;
g) Para mim, a primeira contestação deve ser a do Péricles, em seguida a do Galvão e assim outras pessoas com propostas semelhantes a esses dois colegas;
h) Aos colegas supra citados, que saibam que sofrerão todo o tipo de perturbação contrária, mas devem defender suas ideias com a maior clareza possível e dentro do tempo estabelecido;
i) Sendo possível, pedir alguém da mesa QUE ESTEJA A NOSSO FAVOR para ler a pergunta, pois se for uma única pessoa a ler, e, esta estiver a favor da ASSEMBLEIA, esta mesma pessoa pode ler deturpando a pergunta apresentada, todos devem estar atentos a qualquer medida que possa dificultar às nossas defesas;
j) Sabe-se que será muito difícil, mas se deve tentar fazer as oposições necessárias;
k) Em havendo seguranças para prejudicar as propostas contrárias à mesa, TODO CUIDADO É POUCO, pois estes estarão orientados até a bater nos opositores. Estamos tratando com inimigos que já manipularam os que deveriam nos ser favoráveis.
MEUS COLEGAS, DESCULPAM-ME NOS MEUS EXCESSOS, PORÉM AS PREVISÕES EXPOSTAS SÓ POSSUEM O ESCOPO DE NOS AJUDAR. AGRADECERIA SE OUTROS COLEGAS POSTASSEM TAMBÉM SUAS PERCEPÇÕES QUE PODEM AJUDAR AOS QUE IRÃO NOS DEFENDER.
ABRAÇOS Eliel

  28/06/2018 - 08:22 -   |   Responder/Comentar  |   




  145506 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caro José Geraldo de Araújo e demais colegas, vc está certo, em linhas gerais. Se houver quorum e a Assembléia for instalada, votaremos SIM pelo aumento de até 6% escalonados, mas iremos deliberar, discutir a respeito de alguns artigos e parágrafos. Se não ocorrer a Assembléia, vamos ao plebiscito, no qual, a meu ver, devemos votar pelo NÃO, na esperança de novas rodadas de negociações. Acho que os 6% está bom e é razoável.

  28/06/2018 - 08:07 -   |   Responder/Comentar  |   




  145505 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

PLANO DE SAÚDE PODERÁ COBRAR ATÉ 40% POR ATENDIMENTO - Norma da ANS, que deve ser publicado hoje no Diário Oficial da União prevê que as operadoras de planos de saúde poderão cobrar dos clientes até 40% do valor dos procedimentos realizados. A nova regra vale para franquias e coparticipações e determina que os pagamentos extras não podem exceder, no ano, o valor desembolsado com as mensalidades no mesmo período. (O Estadão, 28.06.2018)

  28/06/2018 - 07:56 -   |   Responder/Comentar  |   




  145504 - josé geraldo de araujo   bragança paulista-sp

PÉRICLES / ZOIA – As noticias de ontem nos tele-jornais dizem respeito ao AUMENTO DOS PLANOS DE SAÚDE AUTORIZADOS PELO GOVERNO em torno de 10%. A proposta da CABESP chegaria a 6%. Isso quer dizer que se buscarmos a justiça para rever este reajuste pretendido, LEVAREMOS FERRO.
No dia 30, pelo que entendi, votaríamos SIM (PARA AUMENTO DA CONTRIBUIÇÃO) e NÃO (PARA OS DEMAIS ITENS PRETENDIDOS NA REFORMA DO ESTATUTO). Certo? É este o pensamento geral?
Gostaria de saber das opiniões dos demais colegas! Vamos à luta!

  28/06/2018 - 07:53 -   |   Responder/Comentar  |   




  145503 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

O PLEBISCITO E O VOTO POR TELEFONE - Caros colegas, o Código Civil, em seu art 59 diz que, numa Associação, compete privativamente à Assembléia Geral: I- destituir os administradores; II - alterar o Estatuto: par. único - para as deliberações a que se referem os incisos I e II deste art. é exigido deliberação da Assembléia especialmente convocada para esse fim, cujo quorum será o estabelecido no Estatuto, bem como os critérios de eleição dos administradores. Percebe-se, então, que o Estatuto só pode ser alterado através de deliberação da Assembléia Geral. Agora, a Cabesp quer submeter a reforma a um plebiscito, ainda mais com a possibilidade de se votar por telefone. Creio que isto pode gerar uma ação questionando em juízo a validade da reforma estatutária. O que acham disso? Com a palavra os colegas advogados e entendidos no assunto.

  28/06/2018 - 07:19 -   |   Responder/Comentar  |   




  145502 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

Colegas, postei uma enquete, no grupo JB Junta Banespiana, do FACEBOOK:

COMPARTILHEM.
Colegas, temos que fazer uma manifestação, pela internet, onde possamos depois demonstrarmos em juízo tal manifestação dizendo que somos contra as pretenções do banco, que esta determinando à CABESP alterar com prejuízos para nós .

Frisar que como o percentual das mensalidades esta determinada em normas estatutárias; que há 50 anos vem sendo respeitado, não deve e nem pode ser alterado sem consentimento da assemblíea e também em várias decisões na justiça e em leis já existentes.
Vc concorda com esta manifestação?

  28/06/2018 - 21:14 -   |   Responder/Comentar  |   




  145501 - Paulo Roberto Correa Neto   Bebedouro/Sp

NÂO vamos dar a nossa Cabesp para o Satãnder; aumentando a contribuição de 2,5% para 6% ou 8% proválvemente cobriremos o déficit que deverá ser verificado por auditoria outra que a Mercer, e ficariamos livres do Satã.

  27/06/2018 - 18:32 -   |   Responder/Comentar  |   




  145500 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caros Dorival, Laerte e demais colegas, por enquanto, aqui no site, NÃO disse e NÃO vi ninguém afirmar que NÃO quer ou NÃO aceita o reajuste da contribuição até os 6%, escalonados. Isso é ponto pacífico. Mas o que queremos é melhorar alguns artigos e parágrafos das alterações propostas. A começar por esse próprio reajuste, no seu texto, que está confuso e impreciso. Já apresentei nova redação, que, creio, melhor atende esse objetivo. Mas existe muita coisa para ser melhorada. Já recomendei também na diretriz proposta que, se houver a Assembléia, vamos deliberar, discutir e fazer algumas alterações em alguns artigos e parágrafos, mas NÃO mexer no reajuste, que deve ficar nos 6% e dizer SIM. Se NÃO acontecer a Assembléia, vamos para o plebiscito, mas como NÃO teremos condições de mexer em nada, recomendo o NÃO, a fim de criar condições de novas rodadas de negociações, elaborando novas propostas, mas sempre mantendo o reajuste de até 6%. Então, NÃO vejo como dizer SIM a esse PACOTE FECHADO, sem nele interferir. Se tivermos condições de interferir, vamos interferir. NÃO podemos aceitar passivamente tudo o que a Diretoria da Cabesp, a Afa, a Afu, a Abesprev e o Sindicato querem. Vamos mudar, para melhor e dizer SIM, ou ir a plebiscito e dizer NÃO. É o que penso.

  27/06/2018 - 17:16 -   |   Responder/Comentar  |   




  145499 - Laerte Antonio Dulce   Sao Jose do Rio Preto

Pelo amor de DEUS, meus queridos amigos banespianos. Abram as suas mentes e o coração, pensem um pouco. Já estamos consumindo parte do nosso patrimônio para custear as despesas operacionais. Analisem que a nossa contribuição mais a do Banco cobre apenas 25% dessas despesas sendo que o restante é coberto pelas receitas financeiras e que foram reduzidas drasticamente pelas baixas da taxa SELIC. Se continuar como está, daqui a alguns anos não teremos mais com pagar os custos médicos-hospitalares e será o fim da nossa CABESP. Vamos ter que optar por um plano de saúde particular, cujos valores serão praticamente impagáveis, com serviços muito inferiores, com carência e restrições a doenças pré existentes. Isso se formos aceitos, visto as nossas idades bem avançadas. Pensem bem, pagamos mensalidades praticamente irrisórias e temos uma excelente assistência. Alguns alegam que muitos terão dificuldades de pagar esse aumento, que aliás não é nada tão expressivo. Agora, PENSEM, se estão em dificuldades para pagar valores pouco expressivos, como pagarão elevados valores nos planos particulares? A não ser que passemos a ser atendidos pelo SUS. ANALISEM, PENSEM E DECIDAM. Nossa opção mais acertada é votar SIM. Essa é a minha opinião, mas cada um deve analisar e decidir, por si e não ir por opiniões de pessoas que poucos conhecem a CABESP. e a sua verdadeira situação. CABESP É COISA SÉRIA, E MERECE MUITA ATENÇÃO. pois é a nossa saúde e nossos familiares que está em jogo.

  27/06/2018 - 14:04 -   |   Responder/Comentar  |   




  145498 - Dorival Jeronimo Coquemala   Tupã - sp -

Estou de acordo com o seu comentário (145491) Raimundo Nonato.
Recebi uma carta da Diretora Presidente da Cabesp Maria Lúcia Ettore do Valle e creio que todos também receberam esclarecendo a necessidade de tomar as medidas no momento.
Ouvi na Rádio Bandeirantes no programa da tarde (em torno de 18h00) que os Planos de Saúde do Brasil reajustam os valores pagos pelo assistido em até 3 vezes quando este completa 59 anos, devido ao Estatuto do Idoso não permitir reajustes para quem tiver mais de 60 anos, ou seja estão burlando a Lei e isso sim é crime que deveria ser punido pelas autoridades competentes. É preciso tomar cuidado ao comentar medidas radicais como a Cabesp vai acabar. Pelo que entendi na carta é exatamente o contrário pois assim continuando o patrimônio da Cabespa se extinguirá em 2040. É necessário q

  27/06/2018 - 13:00 -   |   Responder/Comentar  |   




  145497 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveira   Campinas-SP

Se o Santander sem ter recebido autoridade de quem de direito deveria, ou seja, da Assembléia, já providenciou um Estatuto que vai lhe dar toda a autoridade de fato e de direito.

Aliás, na pág. 37 do Relatório Anual 2017, já está sitado o Art. 64 como se já estivesse aprovado.

O que poderemos esperar que faça quando esse Estatuto estiver em vigor?

Quem sabe o seu objetivo não seja extinguir a Cabesp ( conforme Art. 37 r Art. 64) assim que tiver número de associados, funcionários do Santander , suficientes para aprovar?

  27/06/2018 - 10:13 -   |   Responder/Comentar  |   




  145496 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caro Eliel e demais colegas - com 145493 - vc fala em uma ÚNICA DIRETRIZ a ser tomada por aqueles que irão à Assembléia, com ou sem procurações. A minha diretriz é essa, já por diversas vezes aqui apresentada e em outros canais: SE A ASSEMBLÉIA FOR INSTALADA, VAMOS DELIBERAR, DISCUTIR, ARGUMENTAR, ANALISAR, EXAMINAR, PONDERAR, REFLETIR, DEBATER AS PROPOSTAS QUE ESTÃO COLOCADAS, E ALTERAR ALGUMAS QUE NÃO INTERESSAM À SAÚDE E PERENIDADE DA CABESP, AO NOSSO BEM ESTAR E, A ESSAS DIZER SIM. SE NÃO HOUVER A ASSEMBLÉIA, ACONTECERÁ O PLEBISCITO, A PARTIR DO MESMO DIA ATÉ 10.07. AÍ SÓ NOS RESTA DIZER NÃO, NA TENTATIVA DE UMA NOVA RODADA DE NEGOCIAÇÃO, AGORA NUMA MESA MAIOR, COM A PRESENÇA DAS AFABANS, QUE FORAM ESQUECIDAS, APESAR DE SEREM AS ENTIDADES QUE MAIOR NÚMERO DE ASSOCIADOS REPRESENTAM. Simples, não, basta isso. Abs,

  27/06/2018 - 09:52 -   |   Responder/Comentar  |   




  145495 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveira   Campinas-SP

Esse período que antecede a Assembléia Geral Extraordinária tem sido de muitas descobertas.
Vou sitar um trecho bastante esclarecedor da nossa colega MARIA DE LOURDES SOUSA que diz:

"NO PROCESSO DE PRIVATIZAÇÃO DO BANESPA , A CABESP NÃO FOI INCLUIDA, OU SEJA, O SANTANDER NÃO COMPROU A CABESP. MAS CONFORME O EDITAL DE VENDA DO BANESPA, FICOU DEFINIDO QUE O SANTANDER DEVERIA CONTRIBUIR COM A CABESP POR 60 MESES E APÓS ESSE PRAZO PODERIA PARAR COM AS CONTRIBUICOES. ESSE PRAZO TERMINOU EM 2005. POREM PARA PERMITIR A CONTINUIDADE DA CONTRIBUICAO DO SANTANDER ATÉ O MOMENTO, FORAM REALIZADOS ADITIVOS AO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PARA RENOVAR ESSE COMPROMISSO "

Ou seja, o Santander a partir de 2005, se autoproclamou nosso patrocinador mediante aditivos ao Acordo Coletivo de Trabalho:

O SINDICATO DANDO PODER AO SANTANDER PARA ADMINISTRAR A CABESP.

QUAL A AUTORIDADE DO SINDICATO SOBRE A CABESP PARA TRANSFERIR PODERES ?

Porque tanto empenho do Santander em nos patrocinar? Benevolência? Generosidade?

OU POR QUE ENQUANTO ELE CONTRIBUI COM MEROS R $63 MILHÕES (BALANÇO 2017) GANHA BILHÕES COM AS APLICACOES?

  27/06/2018 - 09:36 -   |   Responder/Comentar  |   




  145494 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Cara Maria de Lourdes Sousa e demais colegas com 145411 - o artigo 4º proposto para alteração (do 5º) diz que são associados da Cabesp: todos os banespiano(a)s admitidos até 20.11.2000 (dia do leilão) e todos os funcionários da Cabesp admitidos até 15.09.2017. Vc gostaria que todos os funcionários do Banco Santander também fizessem parte do quadro de associados, alegando aumento da receita. Acontece que a Cabesp é nossa, existe há 50 anos, e essa idéia é muito temerária, pois não somente aumentaria as receitas, mas as despesas também, além de tornarem-se maioria e poderem ocupar todos os quadros de direção. Agora, vc tem razão quanto aos funcionários da Cabesp admitidos até 15.09.2017 ficarem de fora, por que isso? Não acho justo, que os todos os funcionários da Cabesp possam ser sócios, como sempre foi! Além disso, existe um fato que vc e muita gente ainda não percebeu nesse novo art 4º, par. 4º: "poderão, também, associar-se os funcionários da ativa, advindos de empresas incorporadas ou integradas ao Conglomerado Santander, ...", ou seja, qualquer funcionário de qualquer banco ou empresa que o Santander comprar, poderá ser associado, também, estando aberta mais uma porta de entrada, inchando o quadro, com todos os seus riscos.

  27/06/2018 - 09:30 -   |   Responder/Comentar  |   




  145493 - Eliel da Silva Dornelas   Cabo Frio - RJ

Queridos colegas, tudo o que fora armado pela Cabesp, não passa além de um Jogo Estratégico:
a) ela sabia que conseguindo a adesão das Associações e do Sindicato, o prato estaria completo;
b) sabia que seria muito difícil a união e a participação de forma ordenada, orquestrada por parte dos associados;
c) sabia sobre as dificuldades dos associados em fazer se representar e defender com eficácia ( poder de resistência e não aceitação das mudanças propostas);
d) sabia que o quadro de associados com idades acima de 70 anos, seriam pontos positivos na condução das mudanças propostas;
e) sabia que conseguiria implementar as mudanças com voz de comando e que de nossa parte, não teríamos bases sólidas em nossas defesas.
Sabia da lista acima e de muitas outras alternativas. O banco é poderoso, possui em seus quadros pessoas com alto nível em negociações. Fazem isto todos os dias no mundo inteiro. Sabia que ao contar com o auxílio da Mercer teria ao seu lado um grande aliado, como o teve.
A isto se chama JOGO ESTRATÉGICO. Sempre foi assim, desde os tempos de SUN TSU em seus auxílios aos Reis nas suas Guerras, há mais de 2600 anos. De lá para cá é só uma questão de substituição de Consultores.
O que se tornou lamentável foi o uso de uma só Consultoria, e do lado mais forte. Isto nunca poderia ter acontecido, mas conheço um pouco sobre pessoas. Nosso País possui uma cultura individualista. Como estamos em tempo de COPA DO MUNDO DE FUTEBOL, acredito que a maioria tenha assistido a entrevista do MESSI e do SAMPAOLI pela TV. Observaram que durante os Gools da Argentina e na entrevista ninguém, em uníssono, em conjunto, ninguém falou com o TECNICO. Ele ficou só e os Jogadores, todos contra. Eles, os Argentinos possuem uma cultura coletivista. Então colegas, a Cabesp sabia disso, conhece sobre a nossa Antropologia e muitas coisas mais.
AGORA, COLEGAS, O QUE PRECISA SER FEITO É SEGUIR ÀS ORIENTAÇÕES FONECIDAS PELO P É R I C L E S E OU O G A L V Ã O que conseguiram adquirir a condição de Líderes nesse processo. AGRADECERIA AOS DOIS COLEGAS QUE SE UNISSEM E DEIXASSEM UMA ÚNICA DIRETRIZ PARA OS QUE IRÃO À ASSEMBLEIA. OS QUE SE FIZERAM SE REPRESENTAR POR PROCURAÇÕES TAMBÉM DEVEM AGIR CONFORME DETERMINAÇÃO ESTABELECIDA POR ELES DOIS E CONVERTIDA EM UMA ÚNICA.
Que o nosso Deus e Pai Celestial esteja com todos na ASSEMBLEIA. Amém

  27/06/2018 - 09:26 -   |   Responder/Comentar  |   




  145492 - JOSE LUIZ GAYA BITTENCOURT   SÃO PAULO SP

REF 145491 - COLEGA NONATO, APESAR DE DISCORDAR MUITAS VEZES COM SUAS EXPLANAÇÕES QUANTO AO COMENTÁRIO DESCRITO CONCORDO PLENAMENTE COM SUA SUGESTÃO.

  27/06/2018 - 09:20 -   |   Responder/Comentar  |   




  145491 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Olha, a injeção de pessimismo que muitos empurram goela abaixo dos nossos aposentados é uma ação desumana. Notícias só as negativas que quase sempre só existem na visão do divulgador. No caso Cabesp, para esse grupo, parece que a entidade está prestes a desaparecer e isso deixa muitos em pânico. Sugiro, com todo respeito, mais equilíbrio nessa gente. Vamos divulgar a realidade, sem suposições e/ou sugestões absurdas, que só intranquilidade produzem. Nonato-Teresna.

  27/06/2018 - 09:11 -   |   Responder/Comentar  |   




  145490 - almerindo de oliveira   Campo Grande-MS

Caríssima Zóia, entendo que no caso da Cabesp o Patrocinador tem responsabilidade no Contrato de Trabalho enquanto benefício social contratual com as normas vigentes no Estatuto Social, tanto da Cabesp como do Banespa.Entendo que não há vinculo que possa tornar qualquer das nossas associações como patrocinador, como também tais associações teriam que aumentar suas mensalidades para fazer frente aos repasses necessários a manutenção da Cabesp. Seria interessante fazer uma verificação auditando os repasses feito pelo patrocinador da Cabesp, isto porque salvo engano, tais repasses não aparecem nos balanços em que verifique.Seria bom que fosse tratado na AGE sobre este assunto, esclarecendo sobre que nomenclatura aparecem no balanço tais repasses e qual a sua frequência, isto porque devem ser em igual valor da somatória das mensalidades dos associados.

  27/06/2018 - 00:49 -   |   Responder/Comentar  |   




  145489 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

Galvão, vamos analisar há 13 anos atrás finalizava o patrocínio do Santander. Por meio de um Acordo Coletivo de Trabalho - que é feito por Sindicato - só que o sindicato não representa aposentados... Aconteceu isto, ninguem ficou sabendo de nada e quem tinha que saber calou-se, só agora temos esta senhora Maria de Lourdes que nos coloca isto. Mas foi, por meio deste acordo que o Santander continuou patrocinando.

Hipóteses:
- se o banco não aceitasse continuar o patrocínio em 2005.
- se as Associações tivessem impugnado o Acordo

Bem, a CABESP é nossa, até... se o sim vencer. Se vencer, não será brasileira... enfim não confio neste banco.

Então, se a CABESP não estava no pacote da privatização o banco esta recorrendo à Assembleia para tornar-se o dono dela.

Acho que a única coisa que podemos defender é que as associações assumam o patrocínio. Como seria? Não sei. A vdd é que este patrocínio tinha data para terminar e só continuou com o Acordo Coletivo de TRABALHO, feito pelo Sindicato, quando a maioria dos beneficiários da CABESP, não era sindicalizado.

  27/06/2018 - 00:13 -   |   Responder/Comentar  |   




  145488 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

Galvão, leia este texto:
Maria De Lurdes Sousa
48 min
Pontos Preocupantes nas alterações do Estatuto da CABESP

Artigo 1º Ficará definido que o Santander é o patrocinador principal da Cabesp.
Texto Proposto
Art. 1. A CABESP – Caixa Beneficente dos Funcionários do Banco do Estado de São Paulo é uma Associação, constituída na forma da legislação em vigor, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, tendo como sede e foro a Comarca da Capital do Estado de São Paulo. Instituída pelo Banco do Estado de São Paulo S.A., empresa incorporada pelo Banco Santander (Brasil) S.A, patrocinadora principal. O prazo de duração da CABESP é indeterminado.
Comentário:
- No processo de privatização do Banespa, a Cabesp não foi incluída, ou seja, o Santander não comprou a Cabesp. Mas, conforme o edital da venda do Banespa, ficou definido que o Santander deveria contribuir com a Cabesp por 60 meses e após este prazo poderia parar com as contribuições. Esse prazo venceu em 2005, porém para permitir a continuidade da contribuição do Santander até momento, foram realizados aditivos ao Acordo Coletivo de Trabalho para renovar esse compromisso.
Considerando a troca em todo o Estatuto da Cabesp, do nome “Banco do Estado de São Paulo” para “Banco Santander Brasil S.A.”, passaremos definitivamente a administração da Cabesp para o Santander, bem como, todo o seu patrimônio de quase 8 Bilhões, constituído em sua maioria, nos tempos do Banespa.
Uma possibilidade a ser considerada é que caso o Santander deixasse de contribuir para Cabesp, ela seria entregue aos seus associados que poderiam tomar posse e administrá-la.
-Apesar de termos dois diretores eleitos na diretoria da Cabesp, na prática, é a Cabesp quem acaba tomando as decisões, porque no caso de empate, o presidente, indicado pelo banco, vota duas vezes, conforme previsto no art. 46º do Estatuto.
Artigo 1º Parágrafo Único
Texto Proposto
A Caixa deverá estender a sua atuação em todo território nacional, podendo celebrar contrato, convênios de reciprocidade com empresas de assistência a saúde, conforme regulamento próprio.
Comentário:
- Como a Cabesp poderá celebrar contratos de convênios com qualquer empresa de assistência à saúde no território nacional, ela poderá terceirizar todo o atendimento em São Paulo, como já acontece em outros estados. Assim, os associados paulistas poderão passar a serem atendidos pela Amil, SulAmérica, Unimed, etc., e os diretores eleitos nada poderão fazer. O atendimento dos novos funcionários da Cabesp já foi terceirizado para o plano SulAmérica.
O que o Santander pretende fazer com a Cabesp?; Já que a partir da reforma haverá somente a saída gradual de associados.
Artigo 5º
Texto Proposto – Passa a ser Artigo 4º
I - O quadro social da Caixa é composto pelos funcionários do Banco Santander Brasil e suas empresas do Conglomerado, originários do Banco do Estado de São Paulo S.A e demais empresas do Conglomerado Banespa, admitidos até 20/11/2000.
II – Funcionários da Cabesp Admitidos até 15/09/2017
Comentário:
O que impede o Santander de permitir que todos os seus funcionários possam participar do quadro social da Cabesp? A inclusão de novos associados contribuiria para aumentar a receita da Cabesp.
Os funcionários da Cabesp admitidos após 15/09/2017 estão sendo colocados no plano Sulamérica, não podendo usar a própria Cabesp, e a partir desta alteração estarão definitivamente excluídos. Como a Cabesp tomou esta atitude sem antes alterar o artigo 5º do Estatuto?

Art. 10 –Exclusão do Quadro Social da Cabesp
Texto Atual
Item II – Atraso, por três meses consecutivos, no pagamento de suas contribuições
Texto Proposto – Passa a ser Artigo 9º
O Atraso, superior a 60 dias, no pagamento de suas contribuições ou qualquer outra contraprestação financeira, contado a partir da data do vencimento em aberto.
Comentário:
- A partir desta alteração qualquer valor devido a Cabesp, por mais de 60 dias, será usado como motivo para exclusão da Cabesp. E se o associado não concordar e quiser discutir o valor? E se o associado estiver em dificuldades financeiras? Vai ser excluído da Cabesp depois de
ajudar a constituir um patrimônio de quase 8 bilhões?

Art. 18º Da contribuição de custeio devida pelos associados – Passa a ser Artigo 17

  27/06/2018 - 23:39 -   |   Responder/Comentar  |   




  145487 - Antonio Galvão Raiz Porto   Altinópolis - SP

145463 – Zoia Rodrigues de Lima – Campo Grande - MS

Com relação a sua proposta de que as três associações, Afabesp, Afubesp e Abresprev, assumam o patrocínio da Cabesp, me desculpe, mas considero-a totalmente inviável. Aliás, não entendi bem o que você quis dizer.
Como seria isso? As três chegariam para o Santander e lhe diriam “Não queremos mais o seu patrocínio; daqui pra frente nós vamos fazer a sua parte no custeio da Cabesp”. Seria assim?
Não há como fazer isso.
Mas, se houver alguma outra maneira de tornar esse ‘patrocínio’ possível, gostaria muito de conhecê-la.

  27/06/2018 - 22:44 -   |   Responder/Comentar  |   




  145486 - NELSON JUSTINIANO FILHO   mirassol-sp-

retiticando com.145485

A PROPOSTA ALTERAÇÃO SAIU PUBLICADA ANTES DA DATA DO ENCONTRO EM VINHEDO

  26/06/2018 - 20:20 -   |   Responder/Comentar  |   




  145485 - nelson justiniano filho   mirassol -sp-


COMENTARIO 145467- PERICLES ANDRADE

PERICLES VOCE ESTA COM TODA RAZÃO
QUANDO FECHARAM ACORDO 7º ENCONTRO EM VINHEDO, TODOS SABIAM DE TODOS OS ARTIGOS QUE SERIAM ALTERADOS, SÓ TRATARAM DO ART.17.
CONFIRMADO NO COMENTARIO 145469-
A PROPOSTA ALTERAÇÃO SAIU PUBLICADA EM DATA DO ENCONTRO EM VINHEDO

  26/06/2018 - 20:16 -   |   Responder/Comentar  |   




  145484 - adelia mauricio silva   Divinópolis

Restam-nos 72 horas para impetrar ação contra as irregularidades.(com pedido de liminar!). Esse é um dos famosos "patos", que eu chamo de "Avestruz". Juristas! Onde estão vocês?

  26/06/2018 - 19:13 -   |   Responder/Comentar  |   




  145483 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

Colegas, volto a sugerir... agora questionando:

existe algum impedimento para que nossas associações passem a patrocinar a CABESP?

Conforme o Edital de Privatização, o Banco deveria patrocinar, até 2005. Ai, houve uma negociação e ele continuou, mais 13 anos. Se conhecemos nosso algoz, caso as associações resolvam patrocinar a CABESP, estes 13 anos não ficariam de graça.

Mas somos 20000! A Afabesp e Afubesp têm muito $$$. Profissionais de ambas conhecem muito a CABESP.

Tiraríamos esta praga, da parte mais vulnerável de nossas vida: nossa saúde.

A CABESP CONTINUARIA BRASILEIRA, NOSSA...

Embora as associações estejam nos empurrando para os braços de nosso maior inimigo, esta seria a única forma... Lutar para que elas patrocinem a CABESP.

  26/06/2018 - 19:08 -   |   Responder/Comentar  |   




  145482 - José Jamson Amato   Mococa-SP

Preciso de subsidio de 50% da CABESP para um novo par de aparelhos auditivos,mas a CABESP só subsidia 30%. O que devo fazer para conseguir, no mínimo, 50% (cinquenta por cento)? Estou ficando cada vez mais surdo e preciso desses aparelhos, mas não tenho condições de pagar pelo dois. É preciso que a CABESP assuma, pelo menos, 50%, que representa o valor de um aparelho. Como conseguir isso?
Obrigado pela atenção.

  26/06/2018 - 19:04 -   |   Responder/Comentar  |   




  145481 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

A AFABAN DE PARAGUAÇU PTA E REGIÃO CONSEGUIU 30 PROCURAÇÕES DE PARAGUAÇU, 30 DE RANCHARIA E 12 DE QUATÁ. AINDA NÃO SABEMOS A QUANTIDADE DE PROCURAÇÕES DE ASSIS, PALMITAL E CÂNDIDO MOTA. O Antonio Faustino estará levando todas as procurações, de ônibus, hoje à noite, para a Cabesp, que serão protocoladas amanhã, último dia de prazo. AVANTE COLEGAS, CORAGEM E FÉ EM DEUS!

  26/06/2018 - 18:55 -   |   Responder/Comentar  |   




  145480 - adelia mauricio silva   Divinópolis

Péricles, tudo isso é engodo dos piores! Depois da visita da poderosa "realeza" do Sder, não se poderia esperar outra coisa. Nossa única saída é apelar à justiça para impedir esse "angu-de-caroço", para nós, intragável. E ter muita fé, torcendo por um milagre!

  26/06/2018 - 18:53 -   |   Responder/Comentar  |   




  145479 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

A CABESP É NOSSA, DESDE 27.06.1968 - 50 ANOS DE CABESP - VIVA A CABESP, VIDA PERENE Â NOSSA CABESP -
- Por que as nossas receitas caíram?
- Venderam as ações que a Cabesp detinha.
- Venderam os bens de raiz que nossa Cabesp alugava, nosso sustentáculo.
- Nossa Cabesp comemora 50 anos de vida gloriosa.
- Nasceu com nossa contribuição de 2% e se prolongou por 20 anos e de 2,5% por 30 anos.
- Vem cuidando da saúde da família banespiana a contento e ainda teve competência para investir em ações, na área imobiliária e em títulos federais.
- Afinal, o que querem com a nossa Cabesp?
- Entregar ao nosso incorporador, TAMBÉM?
- Muita calma nessa hora, companheiros e companheiras banespiano(a)s!!!
- Será que essa conta é dívida nossa?
- Será que precisamos ressuscitar o nosso companheiro Setembre para pedir clemência, salvar-nos dessa emaranhada situação????!!!!!
- CORAGEM MEUS AMIGOS.

A Diretoria Executiva da Afaban de Paraguaçu Pta e região

  26/06/2018 - 18:40 -   |   Responder/Comentar  |   




  145478 - JOSE LUIZ GAYA BITTENCOURT   SÃO PAULO SP

ASSEMBLÉIA CABESP -
ESTOU COM A AFABESP - OS CUSTOS ATUALMENTE SÃO MUITO MAIS ALTOS QUE 15/20 ANOS ATRÁS. A EXPLANAÇÃO DA AFABESP ESTÁ BEM CLARA E SEGURA PRA NÓS, ISTO POR QUE ACREDITO QUE A AFABESP É A MELHOR ENTIDADE QUE NOS REPRESENTA. A MAIORIA DESTE SITE ESTÃO PARECENDO ADEPTOS DO PARTIDO QUE TRAIU O BRASIL.

  26/06/2018 - 18:26 -   |   Responder/Comentar  |   




  145477 - JOSE LUIZ GAYA BITTENCOURT   SÃO PAULO SP

ASSEMBLÉIA CABESP -
ESTOU COM A AFABESP - OS CUSTOS ATUALMENTE SÃO MUITO MAIS ALTOS QUE 15/20 ANOS ATRÁS. A EXPLANAÇÃO DA AFABESP ESTÁ BEM CLARA E SEGURA PRA NÓS, ISTO POR QUE ACREDITO QUE A AFABESP É A MELHOR ENTIDADE QUE NOS REPRESENTA. A MAIORIA DESTE SITE ESTÃO PARECENDO ADEPTOS DO PARTIDO QUE TRAIU O BRASIL.

  26/06/2018 - 18:26 -   |   Responder/Comentar  |   




  145476 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

SOCORRO!!!A NOSSA CABESP ESTÁ MORRENDO - Contratamos um ônibus e precisamos levar 25 procuradores, no mínimo. São 25 procuradores que, levando 10 procurações cada, geram 275 votos. Se as 45 Afabans do resto do país lançarem o mesmo desafio, seriam 12.650 votos, o necessário para validar a Assembléia.
- Taí o desafio, precisamos colocar 25 procuradores no ônibus.
- O ônibus já está contratado e pago. Sairá às 21:00 hs do dia 29 de junho, com previsão de retorno às 13:00 hs do dia 30 de junho.
- Local de partida: Rodoviária de Paraguaçu Pta.
- Associados de Quatá e Rancharia: pagaremos uma Van para trazê-los a Paraquaçu.
- Associados de Assis: dirijam-se à Rodoviária de Assis. Previsão de saída: 21:30 hs.
- Associados de Palmital e Cândido Mota: pagaremos uma Van para trazê-los até a Rodoviária de Assis.
- Observações: café da manhã, almoço e café da tarde; ônibus e Vans por conta da Afaban.
- AVANTE, COMPANHEIROS! ESPERAMOS ATINGIR A META PROPOSTA E DIZER "NÃO" PARA AS PROPOSTAS QUE AÍ ESTÃO, E MODIFICÁ-LAS LÁ NO ECBANESPA.
-CONTAMOS COM VOCẼ!!!OK???

Antonio Faustino - Presidente da Afaban de Paraguaçu Pta e região

  26/06/2018 - 18:21 -   |   Responder/Comentar  |   




  145475 - ROBERTO MAZZALI   PIRASSUNUNGA.SP

COLEGAS CONTINUAM PERSISTINDO E IR CONTRA A C A B E S P PELO AMOR DE DEUS , ELES ESTÃO FAZENDO A COISA CERTA, NÓS PAGAMOS MUITO POUCO EM VISTA DOS PLANOS DE SAUDE AI FORA, TEMOS QUE ACEITAR E AGRADECER O QUE ELA NOS OFERECE OS MELHORES HOSPITAIS OS MELHORES MEDICOS O QUE QUEM NÃO ESTA DE ACORDO QUER....PERDER A CABESP PELO AMOR DE DEUS PENSEM ......FUI

  26/06/2018 - 18:17 -   |   Responder/Comentar  |   




  145474 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Paulista SP.

Bom dia.
Bom-dia.
Coragem, não vamos assumir o problema de terceiros.
O que falam que vai acontecer, já. aconteceu.
Sabe a pressa /pressão, não estão um bom caminho.

  26/06/2018 - 18:15 -   |   Responder/Comentar  |   




  145473 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Paulista SP

Bom dia.
Enquanto nos rachamos as
Despesas.
Quem está dividindo o Lucro.

  26/06/2018 - 18:05 -   |   Responder/Comentar  |   




  145472 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Paulista SP.

Bom-dia.
Cabesp/ Diretores/ Conselheiros/ E demais despesas Administrativas
Por que que não convocar para Assembleia das despesas Administrativas.
Só convocação para aumentar o valor do plano e cooparticipaçao.
Eu solicito nesse ato que a Cabesp
Informe as despesas administrativas
A Cabesp foi criada para atender a saúde dos seus associados contribuintes.
Agora parece atender mais as despesas administrativas
Não vamos nos intimidar.
Não vamos dia 30
Não fizemos nada de errado
Quem fez, se for o caso que responda.
Não vamos ficar com o mico na mão.

  26/06/2018 - 17:59 -   |   Responder/Comentar  |   




  145471 - Dino Francisco Psulinetti   Bragança Paulista SP

Bom dia.
Eu pensei que a pressa/pressão fosse só da
Cabesp/Banco.
Agora está de todos até do Sindicato
E agora.
Sem dia 30 todos eles vão pagar o pato.
Com dia 30 nos pagamos, bem nos somos os que pagamos.

  26/06/2018 - 16:59 -   |   Responder/Comentar  |   




  145470 - COPIA DE E-MAIL DA AFABESP   Piedade-SP

(Continuação do comentário abaixo)

PROPOSTA QUE SERÁ LEVADA PARA A ASSEMBLEIA A proposta a ser votada foi elaborada após demoradas negociações com as três associações, AFABESP, ABESPREV e AFUBESP, mais o Sindicato de SP, levadas a efeito durante os últimos meses, que negociaram seus termos com a diretoria da CABESP.

Pela proposta aprovada durante essas discussões e que será objeto de deliberação pela Assembleia, a contribuição será elevada em setembro deste ano de 2,5% para 4%, no ano próximo de 4% para 5% e em 2020 de 5% para 6%.

A partir de 2020, mediante estudos atuariais, essa contribuição somente poderá ser reduzida e não aumentada, podendo variar entre 2,5% e 6%.

Ficou muito claro para todos que para aumentar a contribuição além de 6% serão necessárias novas negociações e nova assembleia em que os associados poderão decidir.

Quanto à coparticipação, ficou decidido que os valores atuais serão mantidos até o próximo ano, quando novos estudos atuariais e novas negociações indicarão se haverá necessidade de alguma alteração.

Nossos colegas ORLANDO FORT, o vice-presidente GETÚLIO COELHO e o presidente do Sinfab EROS DE ALMEIDA, participantes da comissão que, juntamente com as demais associações, negociaram com a CABESP, participaram dos debates, trazendo fatos, opniões e decisões da comissão sobre esse assunto.

No que diz respeito às nossas ações que tramitam atualmente na Justiça, a Assessoria Jurídica da Afabesp, foi representada pelos colegas Drs. ROBERTO GAUDIO e DALMIRO FRANCISCO que prestaram amplos esclarecimentos sobre seus andamentos. O Encontro contou ainda com a presença dos diretores da Afabesp, HISAO, GLAUCO e JOSÉ ROBERTO, tendo como mestre de cerimônia o Diretor JOSÉ CARLOS (PINGADO).

Ao término do Encontro as avaliações sobre o nível e qualidade dos debates foram muito positivas no sentido de que as alterações do estatuto da Cabesp devem ser aprovadas uma vez que são necessárias como instrumento para sua continuidade com capacidade para atender nossas demandas quanto à saúde.



ASSEMBLEIA/PLEBISCITO

No caso do quórum de aproximadamente 11.000 participantes não ser alcançado na Assembleia do dia 30/06, o assunto deverá ser deliberado em um plebiscito, conforme determinado pelo estatuto da Cabesp. Para a realização desse plebiscito a Cabesp remeterá para cada um dos associados, instruções detalhadas sobre como participar.



VOTE SIM NA ASSEMBLEIA/PLEBISCITO PARA GARANTIR A PERENIDADE DA CABESP!!!







1ª Mesa

Esq.p/direita Bandiera, Neubauer, Orlando, Jarbas, Sérgio e Kitamura





2ª Mesa

Esq.p/direita Getulio, Eros, Neubauer, Bandiera, Orlando, Maria Lucia, Valente e Julio

Clique aqui para ver as fotos

AFABESP – DIRETORIA

  26/06/2018 - 16:44 -   |   Responder/Comentar  |   




  145469 - COPIA DE E-MAIL DA AFABESP   Piedade-SP

A CABESP ESTÁ CORRENDO RISCO? AFABESP E AFABANS REUNEM-SE PARA DISCUTIR A PERENIDADE DA CABESP

Aproximadamente 150 colegas, representando as AFABANS e a AFABESP, reuniram-se no dia 16/06 no Recanto Campestre Vinhedo com a finalidade de discutir assuntos sobre a CABESP e o BANESPREV, ambos de extrema importância para todos nós.

O 7º ENCONTRO NACIONAL AFABESP/AFABANS foi dividido em duas etapas, dirigidas por duas mesas. A primeira, composta pelos colegas SÉRGIO NEUBAUER, FRANCISCO BANDIERA, JARBAS BIAGI, SÉRGIO HIRATA E LUIZ KITAMURA, sob a presidência de ORLANDO FORT, Presidente da AFABESP, coordenou os debates sobre o BANESPREV.

Nesses debates, usaram da palavra o Presidente do Banesprev, JARBAS BIAGGI e os Diretores eleitos SÉRGIO HIRATA e LUIZ KITAMURA, e contou com dezenas de intervenções dos participantes por intermédio de perguntas, opiniões e sugestões.

Dúvidas e questionamentos levantados pelos presentes foram esclarecidos pelos Diretores do BANESPREV, motivando avaliações positivas como resultado dos trabalhos.

Na 2ª Mesa, composta pelos colegas ORLANDO FORT, SÉRGIO NEUBAUER, FRANCISCO BANDIERA, GETÚLIO COELHO, EROS DE ALMEIDA, ROBERTO GÁUDIO, sra. MARIA LÚCIA ETTORE DO VALLE- Presidente da CABESP, JÚLIO HIGASHINO E JOSÉ VALENTE, Diretores eleitos, debateu-se longa e profundamente as alterações estatutárias da CABESP, que serão objeto de Assembleia Geral Extraordinária e provavelmente de plebiscito, visando a solução dos frequentes déficits operacionais verificados, bem como sua perenidade, de modo a tranquilizar aqueles que no longo prazo necessitarem de assistência à saúde.

Durante os debates dezenas de questionamentos foram feitos pelos participantes, sendo esclarecidos pela Presidente Maria Lúcia, incluindo a explanação de que se nada for feito, o patrimônio da CABESP se extinguirá no ano de 2041, ocasião em que aproximadamente 12.000 pessoas da assistência direta ainda estarão vivas e necessitando manter a saúde.

Inicialmente a proposta apresentada pela CABESP não nos interessava uma vez que previa:

a) elevação da coparticipação de R$ 125,00 para R$ 270,00,

b) aumento do número de procedimentos médicos sobre os quais a copar incidiria (hoje a copar é cobrada somente sobre consultas e exames);

c) cobrança de uma franquia sobre cada internação, que poderia variar entre R$ 500,00 e R$ 1.000,00;

d) a coparticipação seria cobrada de maneira individual e não mais sobre o grupo familiar, isto é, sobre cada pessoa que usasse a assistência médica haveria a cobrança.

A grande desvantagem dessa proposta é que somente nós, os associados, colocaríamos dinheiro, deixando o Banco Santander de fora desses novos encargos.

  26/06/2018 - 16:41 -   |   Responder/Comentar  |   




  145468 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

459: Meu caro Nonato. A minha visão é diferente: Acho que todos os colegas estão tentando alertar os demais com aquilo que podem ou com aquilo que possuem. È o meu caso!

  26/06/2018 - 12:35 -   |   Responder/Comentar  |   




  145467 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

SE NAO HOUVER ASSEMBLEIA E O ESTATUTO FOR APROVADO NO PLEBISCITO, então teremos o seguinte:
1.A Cabesp será uma Associação constituída na forma da legislação em vigor, a partir de 10.07.2018, não subsistindo qualquer direito anteriormente previsto sem que haja neste Estatuto expressa disposição. A Cabesp foi criada em 27.06.1968, há 50 anos, que podem virar pó. (art. 1º e 67º)
2. A Cabesp será uma Associação instituída por uma empresa incorporada pelo Banco Santander (Brasil), patrocinadora principal, ou seja, poderá ser do Satander. (art. 1º)
3. Os associados da Cabesp, além de banespianos e funcionários da Cabesp, poderão ser funcionários da ativa advindos de empresas incorporadas ou integradas ao Conglomerado Santander (art. 4º, par. 4º), ou seja, doravante, de qualquer banco ou empresa que o Satander comprar, podem vir novos colegas sócios da Cabesp.
4. Serão excluídos do quadro social aqueles que estiverem em atraso superior a 60 dias no pagamento de suas contribuições ou qualquer outra contraprestação financeira, e não mais em atraso por treis meses consecutivos.
5. O artigo 17 do novo Estatuto não possui caput, apenas treis incisos, que não se sobrepôem uns aos outros. A obrigatoriedade da alíquota ser de, no mínimo 2,5% e o máximo 6%, deixa de existir, pois inexiste uma máxima, clara, precisa e determinante assertiva nesse sentido. Nunca vi um artigo sem o seu caput, com apenas incisos, não decisivos.
Pois é, colegas, apenas isso pode acontecer, se o Estatuto for aprovado no Plebiscito. Para que isso NÃO aconteça, será necessário o quorum, 11 mil, entre presentes e procuradores, consequente instalação da Assembléia, deliberação, discussão, exame, ponderações, reflexões, considerações, debates e aprovação de novos artigos e parágrafos, mais favoráveis à preservação da Cabesp como nosso patrimônio e sua tão desejada perenidade. Vamos todos ao ECBanespa, com o máximo de procurações, vamos invadir aquele Clube e INSTALAR a Assembléia, ou estaremos todos fux ....dos.

  26/06/2018 - 12:03 -   |   Responder/Comentar  |   




  145466 - JOAO PEREIRA NETTO PEREIRAno   NOVA GRANADA

Parabens pelo Aniverssario, muita paz muita saúde, saudade tempo Paula Sousa.Abraço.

  26/06/2018 - 07:41 -   |   Responder/Comentar  |   




  145465 - Alvaro Pozzetti de Oliveira   Bauru/SP

CM.460 - Olá Jose Gonçalves Leite, você andou sumido. Seja bem-vindo de volta, estavam fazendo falta seus comentários e colaborações. Grande abraço!
Meu telefone - 14 3234 8155

  26/06/2018 - 04:08 -   |   Responder/Comentar  |   




  145464 - Walter Rodrigues   Saõ Paulo

Meus amigos cabelos brancos:
Quanta hipocrisia, quanta maldade ainda teremos que suportar?
É indiscutível que o Banco Espanhol, que vem procrastinando processos trabalhistas dos aposentados, tem a clara intenção de se tornar O ADMINISTRADOR DO PROGRAMA FINAL DOS BANESPIANOS.
Entendo que o maior responsável pelos prejuízos causados à nossa CABESP, é próprio BANCO, que congelou indevidamente nossas complementações salariais por vários anos, fazendo com que nossas contribuições ficassem menores junto a CABESP.
(Pelos cálculos dos nossos colegas matemáticos, hoje nossas complementações, deveriam estar acrescidas em 41,62%.)
A maldade do Banco contra os aposentado é muito grande, e a miserabilidade da instituição se confirmou quanto TOMOU-NOS para si, os pequenos aumentos de lei efetuados anualmente pelo INSS. Não entendo esse conceito jurídico, e até os valores que nos foram devolvidos pelo próprio INSS, por nos ter pago a menor, o Banco garfou parte deles. (Não vi nenhum caso semelhante ao nosso, na história trabalhista brasileira) O pior de tudo e que se aproveitam da situação desgraçada, de corrupção, que vem assolando nosso pais, para procrastinar com infindáveis recursos os processos judicias.
Matematicamente, se nos for devolvido toda atualização do IGPD-I, confiscado, acrescidos de juros de mora por lei, e o Banco honrar sua participação contratual, nossa querida CABESP estará com um aporte suficiente para continuar assegurando uma boa assistência medica aos seus aposentados por muitos anos.
Em relação às gratificações, as Associações poderiam negociar com os aposentados, uma contribuição especial para a Cabesp.(Creio que as gratificações não são contempladas nos descontos)
Embora, estudos atuariais desenvolvidos por empresa especializada indicam mudança nas contribuições mensais, creio que deve-se levar em consideração as importâncias a serem recebidas pelos aposentados do Banco, nos processos trabalhistas.
Em ralação às alterações estatutárias,(muito complexas) entendo que somente os colegas advogados poderão analisa-las, com muita calma e cautela, pois o Banco já demonstrou ser muito astuto em suas atitudes.
Um grupo estrangeiro, que desrespeita funcionários aposentados, zomba das nossas leis, DESRESPEITA DECISÕES DE JUIZES, e fica impávido em seus negócios, pergunto: QUE PAIS E ESSE?
Forte abraço e saúde a todos.

  26/06/2018 - 23:27 -   |   Responder/Comentar  |   




  145463 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

145462 - Antonio Galvão Raiz Porto - Altinópolis - SP -

Sinceramente, acho que devemos defender que as associações, as 3, assumam o patrocínio da Cabesp.

Se ficarmos nas mãos do Santander, será o fim

  26/06/2018 - 22:58 -   |   Responder/Comentar  |   




  145462 - Antonio Galvão Raiz Porto   Altinópolis - SP

Nelson Justiniano (com.145457):
O art.35 e seu parágrafo único referem-se à AGO (Assembleia Geral Ordinária) prevista no Art.30, que é aquela que acontece anualmente para prestação de contas da Diretoria e parecer do Conselho Fiscal, cujo quórum exige ‘maioria absoluta’.
Já a assembleia do dia 30 de junho será uma AGE (Assembleia Geral Extraordinária) prevista no Art.38, o qual foi observado no edital.

E, por falar no Art.38, que vai virar o 37, o duro mesmo é o seu parágrafo 2º: “Nenhuma alteração estatutária entrará em vigor se não for referendada pelo Banco Santander (Brasil) S/A.”
Ou seja: o banco sempre vai “ter a faca e o queijo nas mãos”.


  26/06/2018 - 22:06 -   |   Responder/Comentar  |   




  145461 - adelia mauricio silva   Divinópolis

Hoje, 25/06/18, à tarde, recebi a carta da Maria Lúcia, dir. presid. da Cabesp; portanto tenho 5 dias para os trâmites relacionados à AGE de 30/06/18.Estranho, não? Ademais, uma simples aritmética de boba: Se aproximamos os salários dos 22000 contribuintes da Cabesp, por baixo, em 5000 mensais= + ou - 36 milhões anuais(sem contar co-participações/ano). Alguém disse aqui que são 8 bi de investimentos=480 milhões/ano. Ora, são mais de R$500 milhões/ano!!! Uma renda invejável! Como só cobrem 25% dos gastos? São 2 bilhões de reais de gastos anuais? Não acredito!!! De médicos terceirizados? Bons, na verdade... "Se não fizermos nada", diz. Apresentem o estudo atuarial!
Todos queremos vê-lo.(ou não?) Tudo que vem do Sder, é preciso ligar o alarme. Lembram das cláusulas 43 e 44? Em 22 anos estaremos extintos! Depois, as Associações apontadas e Sindicato são altamente suspeitos! Velhos, claro, não viveremos eternamente, mas generalizar com expectativa de vida da população brasileira em geral? Prá nós que temos mais de 70, mais de 80 anos?! Ora bolas! 22000 banespianos são qtos % de 220 milhões de brasileiros? Não dá prá generalizar! Obs.: Quem cuida da saúde é o(a) interessado(a), o resto é prá EMERGÊNCIA. Não concordo com a mudança do estatuto, não na nossa idade. Que mude para os da ativa, se concordarem!

  26/06/2018 - 21:30 -   |   Responder/Comentar  |   




  145460 - Jose Gonçalves Leite   Quata-SP

Zé Milton...há quanto tempo. Idem Álvaro e Orly. Não me esqueci de vocês. Pelo contrário...toda vez que visito o site
eu me lembro de todos. É possível que vocês me mandem o telefone? Perdi meus contatos e está sendo difícil recuperá-los. Obrigado. Boa sorte para nós.

  25/06/2018 - 19:24 -   |   Responder/Comentar  |   




  145459 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Com. 451 - Meu caro Marco Antônio. Eu estou do lado das discussões objetivas, com decisões concretas, afirmativas, sérias e plurais em nosso benefício. Detesto essa eterna lengalenga, com todo mundo achando-se dono da verdade e com resultados zero. Nonato-Teresina.

  25/06/2018 - 18:50 -   |   Responder/Comentar  |   




  145458 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Psulista SP

Bom dia.
Então precisarmos de tempo para exigir judicialmente
O apostilamento e registro publico das
Verdadeiras intenções da Cabesp/Banco.

  25/06/2018 - 17:55 -   |   Responder/Comentar  |   




  145457 - NELSON JUSTINIANO FILHO   MIRASSOL -SP-

QUEM PODE CONFIRMAR SE HÁ DIVERGÊNCIA NO EDITAL

EDITAL AGE 30/06/2018-

PARA EFEITO CALCULO DE QUORUM MINIMO DE INSTALAÇÃO AGE. DECLARA-SE QUE O NUMERO ASSOCIADO EXISTENTES ATÉ ESTA DATA É DE 20.261. SERÃO NECESSÁRIOS OS VOTOS FAVORÁVEIS DA MAIORIA DOS ASSOCIADOS QUE ESTIVEREM ADIMPLENTES JUNTO A ASSOCIAÇÃO



ART 35 -ESTATUTO CABESP

Art. 35. As deliberações da Assembléia Geral ordinária serão tomadas por maioria absoluta de votos, não se computando os votos em branco.

Parágrafo único. A Assembléia Geral reunir-se-á e deliberará em primeira convocação, com a presença mínima de dois terços de associados quites, ou em segunda convocação, decorridos 30 minutos da primeira, com qualquer número de associados, não se computando, igualmente, os votos em branco.

  25/06/2018 - 15:20 -   |   Responder/Comentar  |   




  145456 - zoia rodrigues de lima   campo grande ms

145453 - Dino Francisco Paulinetti - Bragança Paulista SP

Se não tiver quorum vai à plebiscito e acho que o banco aposta nisto, quer isto, pq a maioria é muito desinformada e pq o plebiscito será eletrônico... Sabe-se lá... Para nós, seria melhor TUDO, até um milagre, acontecer na assembleia...

  25/06/2018 - 15:19 -   |   Responder/Comentar  |   




  145455 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Paulista SP

Bom-dia.
Sim/Não
O Banco e a Cabesp que construiram essa regra.
Alguém tem dúvida que o sim/não estão
Para o Banco/Cabesp.
O que mais entrega, está a pressa/pressão.
E o pedido deles para todos irem.

  25/06/2018 - 15:13 -   |   Responder/Comentar  |   




  145454 - NELSON JUSTINIANO FILHO   MIRASSOL -SP-

CARO NONATO NINGUÉM AQUI ESTÁ ACUSANDO-O DE NADA, O SEU COM. 211, DIZ RESPEITO A COLEGAS ENTENDIDOS SOBRE A CABESP, REUNIREM E IR FAZER DEBATE SOBRE AS PROPOSTAS DE ALTERAÇÃO ESTATUTO.
A AGE DIA DIA 30/06 - É PARA VOTAÇÃO. SIM OU NÃO - OU NÃO TER QUORUM
É O QUE CABESP ESPERA QUE ACONTEÇA. A PARTIR DAÍ O QUE ACONTECERÁ ????
VOCE PODE DAR SUA OPINIÃO ????

  25/06/2018 - 14:55 -   |   Responder/Comentar  |   




  145453 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Paulista SP

Bom-dia.
Se for possível a falta de Quorum qualificado pode
Adiar dia 30, para melhores esclarecimentos.
Quem poderia nos ajudar nesse momento

Não precipitar o sim/não.
Por motivos, agora que fiquei
Informado.
Os Jurídicos do Grupo estão calados.
Então eu acredito que a.falta de Quorum Qualificado
Possa adiar esse evento.
Para esclarecimentos de
Inteiro teor, apostilamento e registro das
Intenções.
Pelo sim ou pelo não, tanto faz.
Não sabemos as entrelinhas.
Se os Jurídicos da área não se
Manifestarem,
Eu recomendo a falta de Quorum.

  25/06/2018 - 14:46 -   |   Responder/Comentar  |   




  145452 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

Nem sim e nem não, muito pelo contrário.

  25/06/2018 - 14:36 -   |   Responder/Comentar  |   




  145451 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

Comentário 441: Meu querido colega Nonato: Abra logo o jogo. De que lado voceê está????

  25/06/2018 - 14:30 -   |   Responder/Comentar  |   




  145450 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Aqueles que me acusam de só falar indico o com. 211, de 05 do corrente. Ali expus minha ideia sobre a assembleia da Cabesp. O colega leu? Concordou? Aprimorou a sugestão? Discordou? Apresentou outra alternativa? Certamente nada disso, afora um colega de BH. Nonato-Teresina.

  25/06/2018 - 14:27 -   |   Responder/Comentar  |   




  145449 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

145448 - NELSON JUSTINIANO FILHO - MIRASSOL -SP- - Certíssimo! A Cabesp irá para o colo do Santander, com a nossa aprovação! Sabe-se lá, de quantos por cento serão os aumentos futuros. O Santaner não alisa e nunca foi bonzinho conosco.

  25/06/2018 - 13:53 -   |   Responder/Comentar  |   




  145448 - NELSON JUSTINIANO FILHO   MIRASSOL -SP-

ALIS DIBA, ZOIA DE LIMA E DEMAIS COLEGAS.

O NONATO, QUE DIZ SER ADVOGADO, FALA, FALA, SÓ É CONTRA AS IDEIAS AQUI COMENTADAS, MAS FICA SEMPRE EM CIMA DO MURO, NÃO DA UMA OPINIÃO DO QUE ACHA DA SITUAÇÃO DA ALTERAÇÃO ESTATUTO CABESP.

MINHA OPINIÃO - O FOCO DA DISCUSSÃO ESTÁ ART. 17 -CUSTEIO-

ESTOU MAIS PREOCUPADO É QUE NA PROPOSTA DE ALTERAÇÃO ESTATUTÁRIA - A CABESP PASSARÁ PARA O SANTANDER, AÍ OH TCHAU OS R$8 BILHÕES-

SE ESTOU ERRADO, ALGUÉM ME CORRIJA, POR FAVOR

  25/06/2018 - 13:36 -   |   Responder/Comentar  |   




  145447 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

corrigindo - TODAS AS AFABANS DEVEM SE EMPENHAR NESSE MESMO OBJETIVO

  25/06/2018 - 13:27 -   |   Responder/Comentar  |   




  145446 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

ATENÇÃO TODAS AS AFABANS - Precisamos de 25 ônibus, com 40 colegas e cada um com 10 procurações pra conseguir o quorum, sem depender de ninguém. A Afaban de Paraguaçu Pta e região já está se movimentando na coleta de procurações e na tentativa de lotar um ônibus. Quem for desta região e ainda não está sabendo/pode ir/não pode ir, entre em contato com Antonio Faustino (18) 3361 2936 ou (18) 9 9775 5711, ou ainda Péricles (18) 3361 1569, até amanhã, antes de terminar o dia, pois o Faustino pegará um ônibus amanhã à noite e entregará o pacote de procurações na quarta-feira, último dia de prazo, na Cabesp. TODAS AS AFABANS DEVEM SEM EMPENHAR NESSE MESMO OBJETIVO. Repassem essa notícia a todos os colegas. Vamos invadir o ECBanespa, única chance de realizar a Assembléia e deliberar, discutir tudo isso aí que aí está!

  25/06/2018 - 12:52 -   |   Responder/Comentar  |   




  145445 - zoia rodrigues de lima   campo grande ms

145444 - Dino Francisco Paulinetti - Bragança Paulista SP 25/06/2018 - 12:26 | Comentar | Ver Todos Comentários |

Colega, vc tem a fórmula ou o meio para fazermos a Cabesp adiar juridicamente e apostile e Registre suas verdadeiras intenções?

O TEMPO URGE!!!

Bom-dia.
Ref: Adiar Juridicamente, o dia 30, e solicitar que a
Cabesp, apostile e Registre suas verdadeiras intenções
E que seja realizada uma eleição
Direta pelos associados da nova
Diretoria.
Chega de Pegadinha.

  25/06/2018 - 12:42 -   |   Responder/Comentar  |   




  145444 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Paulista SP

Bom-dia.
Ref: Adiar Juridicamente, o dia 30, e solicitar que a
Cabesp, apostile e Registre suas verdadeiras intenções
E que seja realizada uma eleição
Direta pelos associados da nova
Diretoria.
Chega de Pegadinha.

  25/06/2018 - 12:26 -   |   Responder/Comentar  |   




  145443 - zoia rodrigues de lima   campo grande ms

145441 - Raimundo Nonato da Silva - Teresina/PI

Poxa, dê-nos vc uma idéia! Vc é um advogado, não é? O que podemos fazer juridicamente, para barrar esta coisa? Ou Vc é a favor?

  25/06/2018 - 11:55 -   |   Responder/Comentar  |   




  145442 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Paulista SP

Bom-dia
Cabesp
Está muito ansiosa para esse sim ou não que só está bom para ela.
Banco e Cabesp querem que seja depressa
Esse sim ou não, parece que tem um motivo para ajeitar só o lado dela.
Então, acho melhor entrar
Na justiça para impedir essa
Assemblei do dia 30.
E solicitar o inteiro teor das proposta.
Até o momento recebo.varias convocaçoes por dia e nenhuma explicação
De inteiro teor.
Parece pegadinha

  25/06/2018 - 11:50 -   |   Responder/Comentar  |   




  145441 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Com. 440 - Entenda como quiser. E vamos debatendo/esclarecendo até a tampa, sem qualquer consenso ou posição coletiva firmada, e o resultado todos já sabemos. Depois vem as conhecidas acusações do tipo "nossas entidades estão nos traindo". E o que nós fizemos para evitar? Ora, ora, debatemos e esclarecemos, debatemos e esclarecemos... Ah!! é. Nonato-Teresina.

  25/06/2018 - 11:14 -   |   Responder/Comentar  |   




  145440 - Alis Diba   São Pedro do turvo/sp

Raimundo nonato , Acho que você está com dor de cotovelo. O nosso debate e esclarecimentos dos colegas que entendem bem de toda nossa situação é muito importante. Ninguém está querendo aparecer. Estamos diante de uma decisão importante. Tem que haver debate.

  25/06/2018 - 10:36 -   |   Responder/Comentar  |   




  145439 - ELIANE MAGGI DIAZ PARRA   BAURU/ SÃO PAULO

Meus caros colegas Banespianos.

Tendo em vista tantas divergências entre "sim e não", devemos nos posicionarmos em favor do que é Nosso a CABESP, que construímos ao longo destes 50 anos.
Nenhum de nós deseja que acabe e sim entendemos que deva haver um reajuste por ser necessário em detrimento de desmandos absurdos em nosso país (nada haver aqui no momento). O reajuste sim é necessário para não perdermos nossa Cabesp.
O NÃO deverá ser a esta alteração do estatuto cujo qual, está dando tantas interpretações dúbias, assim teremos mais um tempo para que vocês entendidos possam nos ajudar a compreender melhor toda esta mudança.
Quero crer que o amigo Péricles esteja correto nas suas explicações o que me fez entender e espero imensamente que nossos Colegas Banespianos passem a fazer parte e se inteirar/envolver melhor no que ocorre agora, Caso contrário vamos entregar também nossa Cabesp a estes famigerados banqueiros do Satãnder!!!!! ACORDA POVO!! (LILI)

  25/06/2018 - 10:24 -   |   Responder/Comentar  |   




  145438 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Com. 431 - Realmente Carlos. A sua opinião anterior fecha com o que escrevi. Mas nós não temos razão. Neste site só impera o que escrevem algumas "celebridades". Não resolvem absolutamente nada mas se mantêm em evidência, o que no fundo é o que lhes interessa. Ficam uns elogiando os outros, cada qual se considerando uma sumidade e os nossos interesses comuns servindo apenas para um desfile besta de vaidades que não nos leva a lugar nenhum. Só não percebe isso quem não quer ou tem medo de falar a verdade. Nonato-Teresina.

  24/06/2018 - 20:15 -   |   Responder/Comentar  |   




  145437 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Paulista SP

Bom-dia.
O voto
Pela insistências da Cabesp de.mandar avisos
Do dia 30.
Está por que tanto faz.
Tanto faz pelo sim ou pelo não.
A Cabesp vai levar vantagem.
Quem for cuidado para não coragem a entrega definitiva para a Cabesp.
E tem mais se o patrimônio garante até 2040.
Vamos torrar esse patrimônio.
Esse patrimônio que está somente dos titulares.
Lembram das clausulas.

  24/06/2018 - 17:14 -   |   Responder/Comentar  |   




  145436 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança.Paulista SP

  24/06/2018 - 17:05 -   |   Responder/Comentar  |   




  145435 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Paulista SP

Bom dia.
Cabesp, não adianta, vai ser do jeito que eles quere.
Vamos nos unir e ajustar uma prestadora e
Assumir o patrimônio da Cabesp que é nosso.
A cada dia que passar eles vão aumentando se não e a contribuição e a cooparticipaçao.
E ou barram o atendimento não atendendo o telefone para liberar.
Esta pior que o SUS.
Não vamos perder tempo com esse sim ou não que so eles sabem ao certo o que está.

  24/06/2018 - 15:50 -   |   Responder/Comentar  |   




  145434 - Dino Francisco Paulinetti   Bragança Paulista SP

  24/06/2018 - 15:39 -   |   Responder/Comentar  |   




  145433 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Cara Zoia e demais colegas, provavelmente NÃO haverá quorum e NÃO haverá Assembléia. Assim sendo, o que pode ocorrer é uma "reunião", um "bate-papo", um "perguntas e respostas", sem respostas convincentes, como soe acontecer em todas essas reuniões de esclarecimentos das entidades, mas SEM PODER ALGUM DE DECISÃO, aprovação ou não. Aí, a partir dessa data até 10/jul HAVERÁ o plebiscito, pra valer, com aprovação ou não, com qualquer nº de votos, maioria simples do total dos votantes, podendo ocorrer um 2 a 1, que será definido o sim ou não. Então, essa é a hora de se votar NÃO, única oportunidade de se convocar novas rodadas de negociação, para debates, discussões e deliberações, na elaboração de novas propostas. É o que nos resta. Que Deus nos ajude, oremus, rezemus .....

  24/06/2018 - 15:19 -   |   Responder/Comentar  |   




  145432 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

145 364 - carlos Alberto Rodrigues dos santos Tb penso que temos que nos organizar. Criar uma estratégia pq na reunião, percebemos que não temos direito a réplica. O Périles que o diga! Eu tb gostaria de discutir outros pontos, da lei 9656/98, que tinha muito mais ítens que asseguram nossos direitos. Fora que nada daquilo que ela falou, está na lei! Ela disse que o artigo 31 refere-se a empregados demissionários que contiuam no plano, pagando na integralidade. Vejam o que diz o referido artigo:

"Art. 31. Ao aposentado que contribuir para produtos de que tratam o inciso I e o § 1o do art. 1o desta Lei, em decorrência de vínculo empregatício, pelo prazo mínimo de dez anos, é assegurado o direito de manutenção como beneficiário, nas mesmas condições de cobertura assistencial de que gozava quando da vigência do contrato de trabalho, desde que assuma o seu pagamento integral.

§ 1o Ao aposentado que contribuir para planos coletivos de assistência à saúde por período inferior ao estabelecido no caput é assegurado o direito de manutenção como beneficiário, à razão de um ano para cada ano de contribuição, desde que assuma o pagamento integral do mesmo.

Li isto para ela e ela se fez ouvidos surdos, e continuou batendo na mesma tecla! E eu, tive que calar-me, até pq o microfone já estava sendo tirado de minha mão.

Não existe paridade para o debate. Estou defendendo que quem não for fazer defesas - os que têm 3 minutos à frente - façam as perguntas, por escrito. Ela vai ler a questão, já responde, em seguida e sabendo a resposta, fala o interlocutor. Vamos ganhar um tempinho, o da leitura da nossa questão.

Se elegermos uma pessoa para nos representar, não vai funcionar, pq, para cada pessoa uma questão, assim foi na reunião, em Vinhedo

  24/06/2018 - 11:11 -   |   Responder/Comentar  |   




  145431 - carlos Alberto Rodrigues dos santos   belo Horizonte-MG

Caro Nonato, relendo o seu com. 401 e este último, tenho que lhe dar razão. Tinha me decidido não mais escrever sobre o assunto, entretanto, face aos seus comentários peço-lhe que leia o meu com. 145364 e você há de concordar comigo com o que lá coloquei, cujo sentido se aproxima muito das suas opiniões, embora com outras palavras. Abraços.

  24/06/2018 - 10:17 -   |   Responder/Comentar  |   




  145430 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina-PI

Não tem assunto, por mais importante que seja, que consiga fazer com que alguns colegas acabem com suas vaidades pessoais. O caso Cabesp é mais um bom exemplo. É tanta opinião divergente que já se sabe o resultado das discussões:- nada, de novo. A pretexto de discutir o tema, na verdade o que muitas "estrelas" querem é aparecer muito e impor seus argumentos. Consenso? Nunca. Aí, depois de "Inês morta" vem o chororô, a cassa aos culpados, etc. Anote e confira, se tiver dúvidas. Nonato-Teresina.

  24/06/2018 - 09:03 -   |   Responder/Comentar  |   




  145429 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO


PLANO DE SAÚDE. APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃOpor 50 ANOS EDITAL DE PRIVATIZAÇÃO. DIREITO ADQUIRIDO. A garantia de oferecer assistência médica aos empregados da CABESP conceito expressamente estendido aos aposentados, estipulada em edital de privatização, incorporou-se ao contrato de trabalho do Autor, posto que à época prestava serviços à empresa, não lhe atingindo previsões normativas posteriores e sendo irrelevante, neste contexto, a modalidade de aposentadoria e a dispensa imotivada após a obtenção do benefício. O edital de privatização é norma inderrogável, na medida em que ligada à própria venda do controle da empresa. Trata-se de ato jurídico perfeito que vincula os contratantes em benefício dos empregados e aposentados e que não pode ser alterado por ato unilateral da empregadora.

  24/06/2018 - 23:51 -   |   Responder/Comentar  |   




  145428 - ORLY GUERRA   Vila Velha - ES

"no nosso caso a CABESP foi criada em 27 de junho de 1968, portanto já temos 50 anos de contribuição de 2,5% e não devemos abrir mão, pois, senão poderemos perder os direitos adquiridos, pois a partir da mudança a contagem começara a partir da mudança dos estatutos, que vai mudar inclusive o nome que antes era BANESPA e agora depois de 18 anos irão mudar para SANTANDER" – (José Milton)

Esclarecimento melhor do que este, impossível. Então os diretores da AFABESP não examinaram nossos direitos; pelo jeito não se importam se temos tais direitos. O que vale para eles é a proposta apresentada pela Cabesp (Santander).

Se, conforme a circular da Cabesp enviada para cada Banespiano, informa que desde os anos 90 a cabesp é deficitária, por conseguinte o Santander a recebeu na privatização desse jeito; até agora a cabesp resistiu ao déficit, COMO? Agora chegaram à conclusão que as finanças da cabesp não resistirão. Mas não foi apresentado mês a mês, desde o período citado como isso aconteceu; como a cabesp cumpriu as obrigações com seus participantes e não poderá mais seguir em frente? Nem as associações pediram contas. Apenas acreditaram nos donos da MERCER e pronto! Sendo a MERCER patrocinada pelo Santander, não haverá: “passa moleque” por parte do BANCO ou CABESP. Acho muita infantilidade acreditar nessa heresia. Outra coisa que tenho observado, GALVÃO, JOSÉ MILTON, PÉRICLES, ELIEL e outros colegas estão se empenhando a fundo, estudando a malsinada proposta, MOSTRANDO os erros que nos prejudicam, e a Afabesp não aceita esclarecimentos e sugestões dos associados que RACIOCINAM. Praticamente declaram: “VAMOS ACEITAR E PONTO FINAL!”.
--

  24/06/2018 - 21:12 -   |   Responder/Comentar  |   




  145427 - Romualdo Fernandes   Mairiporã / SP

No caso das pessoas que pediram o desligamento que hoje pagam 2,5% e o banco os outros 2,5%, porque o Santander não permite que os funcionários da ativa também sejam usuarios da CABESP?
Pergunto porque se levarmos em conta o valor ou percentual que hoje é descontado teremos um reajuste de mais de 100%, e o banco também teve beneficio com o pedido de desligamento por parte dos fucnioários.

  23/06/2018 - 12:38 -   |   Responder/Comentar  |   




  145426 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO


ORIENTAÇÕES DADA PELO IDEC


A Resolução nº 63 da ANS que trata dos limites para reajustes por faixa etária?
Lembra quando falamos que o reajuste por faixa etária ocorre por grupos de idade e que esses grupos variam dependendo do tipo de contrato? Então, isso tem a ver com o Estatuto do Idoso.

Vamos explicar: nos planos antigos ( O NOSSO CASO DA CABESP (anteriores à Lei de Planos de Saúde) vale a faixa escrita no contrato. Se não tiver informação clara no contrato sobre as faixas etárias e os percentuais de aumento em relação a cada faixa, o aumento é proibido. E, mesmo que esteja previsto, configura abuso um percentual de aumento muito alto de uma só vez. Isso vale para qualquer contrato, antigo ou novo.

Se o contrato foi firmado depois da lei de planos de saúde, mas antes do Estatuto do Idoso, vale a regra criada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (“ANS”, Resolução CONSU nº 6/1998) que prevê sete faixas etárias, limitando e o aumento total de até 500% entre a primeira e a última.

As faixas etárias da Resolução CONSU nº 6/1998 são as seguintes:

a) 0 (zero) a 17 (dezessete) anos;
b) 18 (dezoito) a 29 (vinte e nove) anos;
c) 30 (trinta) a 39 (trinta e nove) anos;
d) 40 (quarenta) a 49 (quarenta e nove) anos;
e) 50 (cinquenta) a 59 (cinquenta e nove) anos;
f) 60 (sessenta) a 69 (sessenta e nove) anos e
g) 70 (setenta) anos em diante.

A partir de janeiro de 2004, com a criação do Estatuto do Idoso, proibiu-se o aumento de mensalidade acima dos 60 anos. O Estatuto proíbe a discriminação do idoso nos planos de saúde pela cobrança de valores diferentes em razão da idade. Portanto, fica claro que o aumento da mensalidade a partir dos 60 anos é proibido.

Dessa maneira, nos contratos assinados a partir da criação do Estatuto do Idoso, foram padronizadas dez faixas etárias (mantido o aumento de até 500% entre a primeira e a última faixa).

Para os planos contratados antes de entrar em vigor o Estatuto do Idoso, a regra criada pela ANS previa sete faixas etárias e aumento total entre as faixas de até 500%, sendo comum aumentos exorbitantes concentrados nas últimas faixas. A Lei de Planos de Saúde fazia uma única ressalva: proibia tal reajuste aos consumidores com mais de 60 anos, desde que participassem do plano de saúde há mais de 10 anos.
no nosso caso a CABESP foi criada em 27 de junho de 1968, portanto já temos 50 anos de contribuição de 2,5% e não devemos abrir mão, pois, senão poderemos perder os direitos adquiridos, pois a partir da mudança a contagem começara a partir da mudança dos estatutos, que vai mudar inclusive o nome que antes era BANESPA e agora depois de 18 anos irão mudar para SANTANDER .




  23/06/2018 - 11:36 -   |   Responder/Comentar  |   




  145425 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

COLEGAS, SE HOUVER QUORUM PARA A ASSEMBLÉIA SER INSTALADA, VAMOS DISCUTIR AS PROPOSTAS QUE AÍ ESTÃO, MELHORÁ-LAS E VOTAR SIM. SE HOUVER O PLEBISCITO, VOTEM NÃO. SE AS PROPOSTAS FOREM REJEITADAS, TERÃO QUE FAZER NOVAS RODADAS DE NEGOCIAÇÃO, NUMA MESA MAIOR E CONVIDAR AS AFABANS, QUE FORAM ESQUECIDAS, AÍ, SIM, PODEREMOS ELABORAR TEXTOS CLAROS E LIMPOS.

  23/06/2018 - 09:08 -   |   Responder/Comentar  |   




  145424 - ORLY GUERRA   Vila Velha - ES


COLEGAS BANESPIANOS

Quando ARMANDO BORGES, BANESPIANO DA GEMA, postou mensagem dizendo que as associações deviam cobrar do banco os dois processos, e que por causa das contribuições sobre os valores que nos foram USURPADOS, é que está havendo esse tal DÉFICIT nas contas da CABESP, resolvi apurar e fiz cálculos e mais cálculos, mas não cheguei à uma conclusão satisfatória. (em 2013 a AFABESP apresentou planilha do saldo atuarial com valores anuais, logo a folha de pagamento mensal foi média – 13 aposentadorias – não entendi como foram feitos os reajustes anuais). Preciso dos valores das folhas de pagamento para fazer o cálculo certo; se alguém me arranjar os valores...
Hoje, tomando “my breakfast”, raciocinando alguma maneira de apresentar proposta para acabar com esse problema da CABESP e, de quebra, receber nossos processos, com base nas opiniões dos colegas da Gema; também, de se fazer um acordo para, já que estamos com o “SELO DE VALIDADE” vencido, receber um bom dinheirinho. (teve colega que disse: é melhor receber uns trocados enquanto vivos, do que “fechar o paletó” e não receber nada!

Minha proposta é a seguinte, a AFABESP propor ao Santander
PAGAR TUDO DE UMA VEZ,
(valores totais sem descontos),
nos processos das Gratificas e do IGP-DI;

E nós contribuiremos para a CABESP com 20% sobre os VALORES ATRASADOS;
mais 20% nos valores mensais do IGP-DI reajustados em 41,62% mensalmente.
(exemplo: quem recebe 5 mil terá R$ 2.081,00 de reajuste, pagará 20% sobre esse valor = R$ 416,20 todos os meses).
Sobre nossas aposentadorias normais, continuaremos a pagar os 2,5%, sem nenhuma alteração.

E mais, os colegas que recebem mais de QUINZE SALÁRIOS MÍNIMOS de aposentadoria, pagar 30% sobre os 41,62% do acréscimo mensal. E continuar pagando os 2,5% sobre as aposentadorias normais.

O pessoal do FUNDÃO tem condições de pagar 20% sobre o COMPLEMENTOS que recebem do BANESPREV.

Quanto aos colegas do PLANO II, só pagar 2,5% para quem recebe até DEZ SALÁRIOS MÍNIMOS. Acima de 10 SM estudar um percentual condizente. (obs.: se for possível, ISENTAR quem recebe pouco).

Seria bom as AFABANS tomarem conhecimento e informar aos colegas.

Fiz os cálculos com base na folha de pagamento de OITENTA milhões.
ATRASADOS
GRATIFICAÇÕES:
4.300.000.000,00
20%
860.000.000,00
--------------------------
ATRASADOS
IGP-DI:
5.300.000.000,00
20%
1.060.000.000,00
-------------------------
MENSAIS
41,62%
IGP-DI:
33.200.000,00
20%
6.640.000,00
-------------------------

  23/06/2018 - 21:29 -   |   Responder/Comentar  |   




  145423 - JOSE MILTON DE ANDRADE MARQUES   SÃO BERNARDO DO CAMPO

PUBLICAÇÃO DE HOJE do JULGAMENTO DO DIA 05/062018 ARE 675945 QUE JÁ PEDI AO ALVARO DIVULGAR POIS SÃO ONZE PAGINAS
05/06/2018 PRIMEIRA TURMA EMB.DECL. NO TERCEIRO A
G.REG. NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM
AGRAVO 675.945 SÃO PAULO RELATOR : MIN. ALEXANDRE DE MORAES EMBTE.(S) :BANCO SANTANDER BRASIL S/A ADV.(A/S) :CARLOS MÁRIO DA SILVA VELLOSO FILHO E OUTRO
ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS APOSENTADOS
DO BANCO DO ESTADO DE SÃO PAULO - AFABESP
ADV.(
ARENATO RUA DE ALMEIDA
E OUTRO
(EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. INEXISTÊNCIA DE
VÍCIOS DE FUNDAMENTAÇÃO NO ACÓRDÃO EMBARGADO.
REJEIÇÃO.
1. Os embargos de declaração destinam-se a corrigir vícios de
fundamentação no julgado, e não a reabrir toda a discussão dos autos.
2. O acórdão embargado contém fundamentação apta e suficiente a
resolver todos os pontos do agravo em recurso extraordinário. Em votos
detalhados proferidos após três pedidos de vista, todos os argumentos
foram minuciosamente examinados.
3. As consequências do impedimento do Ministro MARCO
AURÉLIO e a necessidade de intimação da parte sobre a continuidade do
julgamento foram decididas com clareza nos autos, inexistindo qualquer
omissão, contradição, obscuridade ou erro material quanto a tais pontos.
4. Embargos de declaração rejeitados.
A C Ó R D Ã O
Vistos, relatados e discutidos estes autos, os Ministros do Supremo
Tribunal Federal, em Primeira Turma, sob a Presidência do Senhor
Ministro ALEXANDRE DE MORAES, em conformidade com a ata de
julgamento e as notas taquigráficas, por unanimidade, acordam em
rejeitar os embargos de declaração, nos termos do voto do Relator.
Impedidos os Ministros Marco Aurélio e Rosa Weber.
Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O
documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 14973092.
Supremo Tribunal Federal
Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 11 1819
Ementa e Acórdão ARE 675945 A
GR-TERCEIRO-ED / SP Brasília, 5 de junho de 2018.
Ministro ALEXANDRE DE MORAES

  22/06/2018 - 20:21 -   |   Responder/Comentar  |   




  145422 - Gilberto Pirolo   OURINHOS

Oi colegas!Vejam no site do STF mais uma decisão importante
sobre o processo das gratificações.
Abraços a todos.
Pirolo.










  22/06/2018 - 17:26 -   |   Responder/Comentar  |   




  145421 - Ubirajara Paulino de Sillos   Santos/São Paulo

Boa tarde Sr. Ubirajara, tudo bom?


Mostrei sua solicitação ao sr. Edival e ele autorizou que o sr. repasse a informação.

Abs


Afaban-Baixada Santista

Silvana Moraes


De: Ubirajara Senior
Enviado: quinta-feira, 21 de junho de 2018 19:21
Para: AFABAN-BAIXADA SANTISTA BAIXADA SANTISTA
Assunto: RE: ASSUNTOS TRATADOS NA REUNIÃO AFABESP /AFABANS DIA 16/06/18


Edival!
Por ser conteúdo elaborado por nossa Afabanbs, peço sua autorização pois colegas aos quais eu repasso suas mensagens, tal qual como este assunto, todos são associados da Afabesp, pedem que eu poste seus conteúdos no http://apdobanespa.com/formulario_apdob.htm
Att.e no aguardo
Ubirajara


De: "AFABAN-BAIXADA SANTISTA BAIXADA SANTISTA"
Enviada: 2018/06/20 16:53:08
Para:
Assunto: ASSUNTOS TRATADOS NA REUNIÃO AFABESP /AFABANS DIA 16/06/18



REUNIÃO AFABESP / AFABANS

16/06/18 - Recanto Campestre de Vinhedo



Banesprev: Jarbas de Biaggi, Sérgio Hirata, Luiz Kitamura



Mais de 20 (vinte) assistidos pelo Banesprev já ultrapassaram a casa dos 100 anos de idade

Total de Fundos Administrativos pela Banesprev, 17 bilhões de reais, num total de 22 planos

Total de participantes mais de 30.000

Plano I - 153 participantes

Plano II - 998 participantes

Plano III - 615 participantes

Plano IV - 04 participantes

Plano VI - 06 participantes

Plano V - 12117 participantes

Sanprev I - 06 participantes

Sanprev II - 2440 participantes

Sanprev III - 298 participantes



Empréstimos para participantes: R$ 300 milhões

Patrimônio Plano V - 6.500.000,00 Bilhões

Patrimônio Plano II - 6 bilhões



CABESP

Presidente: Maria Lúcia Ettore Brumado

CABEPS 50 ANOS

25% do custo dos gastos da Cabesp são cobertos pelas mensalidades pagas pelos associados mais participação do Santander.

Patrimônio da Cabesp : 8 bilhões

Déficit em 2018 até maio : 500 milhões

Alteração no percentual

De setembro 2018 a setembro 2019 = 4%

De setembro 2019 a setembro 2020 = 5%

De setembro 2020 em diante = 6%



NOTA: Os associados que tiverem dúvidas sobre a Cabesp poderão comparecer na Afaban-Baixada Santista a partir do dia 19/06 às 14:00h ou às 16:00hs que estaremos promovendo reuniões para tentar esclarecer sobre a alteração nos valores das mensalidades.



AÇÕES EM CURSO

Dr. Gaudio /Dr. Dalmiro



Ação da Gratificação: Terminou todos os possíveis embargos. A turma do STF votou sendo 3x0 a nosso favor. Os ministros Rosa Weber e Marco Aurélio de Mello deixaram de votar por estarem impedidos. Agora falta submeter a plena do STF que vai votar digitalmente. Segundo os nossos advogados a tendência é acompanhar a votação dos ministros da turma que fez o julgamento.

Caso a votação seja a nosso favor o processo volta para a 26ª vara do trabalho para a sua execução.



IGPDI: O Juiz da vara deu parecer que o Santander deveria creditar nas contas dos beneficiários. O banco recorreu e solicitou que ao invés de crédito eu conta o banco faria depósito judicial com anuência do Juiz.

O Bacen e a União pediram para sair do processo, fato que foi negado. Os advogados do banco dividiram os beneficiários em 13 (treze) grupos, justificando a cada grupo o motivo pelo qual aquele grupo não tinha direito. O juiz deu 10 dias para que a Afabesp justificar os argumentos do Santander.

A Afabesp contestou a opção de depósito judicial e voltou a solicitar o crédito na conta dos aposentados.

PLANO II: Por ordem judicial um perito está examinando se o serviço passado é de responsabilidade do Santander ou não.





AFABAN- BAIXADA SANTISTA

Participantes: Edival Fochi e Arualdo Azzolini

  22/06/2018 - 15:35 -   |   Responder/Comentar  |   




  145420 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

Eu, se viva estiver, em 2042, 24 anos! estarei com 92 anos, a presidente, provavelmente chegando aos 50! Gente, é muito tempo! A Cabesp não está agonizando!Este é o ponto, tem que ser bom de gasto para acabar com 8bi, aplicados! Fora os imóveis que a Cabesp adquiriu, em nome do Banespa, pq este não podia adquirir, adquiriu em nome da Cabesp. Calma, esta história de mudança de estatuto está muito fresca, temos que aquece-la! Penso assim, se dssermos não, segundo o Camilo a Cabesp aumenta a contribuição para 270,00 e nós, como temos direitos adquiridos, não abrimos mão de nossos direitos dizendo Não à Assembleia, vamos para a justiça com a lei 9656/98 ... pela primeira vez teremos o FHC do nosso lado. A lei é dele.

  22/06/2018 - 15:08 -   |   Responder/Comentar  |   




  145419 - NELSON JUSTINIANO FILHO   MIRASSOL -SP-

ALGUÉM DE SABER JURÍDICO QUE ESCLAREÇA

ART.38 do estatuto -paragrafo 1° -não atingindo quorum na AGE -VOTAÇÃO ATRAVÉS PLEBISCITO. nunca encontrei essa cláusula em um estatuto de associação.

PLEBISCITO - Só é competência do Congresso Nacional ????

Só uma manifestação para saber se os eleitores aceitam ou não o que está sendo mudado e ou alterado ???

  22/06/2018 - 14:57 -   |   Responder/Comentar  |   




  145418 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

Temos que nos sensibilizar com a situação dos associados da Cabesp de uma forma geral. Não só com o que vai acontecer com os associados em 2042, mas também com o que está ocorrendo com aqueles que estão tentando chegar em 2042 e estão se tornando inadimplentes ou se sacrificando para manter este plano de saúde.
Não podemos entregar de "mão Beijada" o que conquistamos no passado.
Temos que negociar para encontrar um ponto de equilíbrio entre o presente e o futuro. Por isto, voto NÃO nesta primeira investida!
Temos que ter clareza e não nos deixar levar pela chantagem emocional. É que penso e que Deus nos ajude a escolher o nosso caminho. ABRAÇOS.

  22/06/2018 - 13:59 -   |   Responder/Comentar  |   




  145417 - adelia mauricio silva   Divinópolis

A discussão intensa atem-se à cereja do bolo e foge do motivo para o qual nos é oferecido/imposto. Senão, vejamos: Os aposentados banespianos já passam dos 70,beirando os 80. A Mª Lucia,nomeada pelo bco., chega e diz: Precisamos mudar o estatuto, a Cabesp ficará inviável daqui a 22 anos! Quem ela representa, o bco. ou os aposentados? O que eles querem? Lucro a qlq custo! Portanto, devemos aceitar a proposta subjetiva, sim! Desde que os reajustes sejam DILUÍDOS ao longo dos 22 anos que "temos" até 2040! Não foi isso o resultado dos estudos atuariais? Os ainda vivos verão. Até lá!

  22/06/2018 - 13:20 -   |   Responder/Comentar  |   




  145416 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

ENQUANTO O SANTANDER VEM DE TREM BALA, ESTAMOS NA CARRUAGEM PARADA.

  22/06/2018 - 13:12 -   |   Responder/Comentar  |   




  145415 - mariano perez martins   sao jose do rio preto sp

BOM FIM DE SEMANA A TODOS----LI DIVERSOS COMENTARIOS COM OPINIOES DIFERENTES----O QUE FAZER PARA DETERMINARMOS UMA PROPOSTA DO SIM E DO NAO. ESTOU EXTREMAMENTE CONFUSO, POIS DIA 30 DE APROXIMA E A CARRUAGEM NAO SAI DO LUGAR----HA ALGUMA LUZ NO FIM DO TUNEL ??

  22/06/2018 - 12:08 -   |   Responder/Comentar  |   




  145414 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

O problema é esta costura mau feita, deste artigo 17. A presidente, na reunião de Afabans, disse que os aumentos, entre 2,5% e 6%, serão decididos pela Diretoria Executiva da Cabesp. Os aumentos acima de 6% serão referendados em Assembleia. Só que este referendo, não aparece! Ela disse que o estatuto não foi mexido,na estrutura, só que foi! Tanto é que excluíram o vínculo com as Afabans! Ela se referiu a esta exclusão dizendo que está no estatuto... mas que JAMAIS, as Afabans serão esquecidas... que o vinculo continua, continuará sempre! Afinal, pra que servem os estatutos?

  22/06/2018 - 12:01 -   |   Responder/Comentar  |   




  145413 - Antonio Galvão Raiz Porto   Altinópolis/SP

Caro Reggiani:
Retomando o meu comentário abaixo, ao relê-lo verifiquei que no item 2 faltou esclarecer que, a meu ver, a redação do Art. 17 não deixa claro que a Diretoria não poderá promover aumentos depois de aplicação do coeficiente de 6%. E é justamente daí que vem o meu entendimento de que faltou a definição de que “qualquer alteração terá que ser submetida à aprovação da AGE”. E que, sem essa definição, abrimos mão da única (e pouca) força de que dispomos na Cabesp e damos plenos poderes à Diretoria e, evidentemente, ao banco.
É isso!
Galvão
***************************************************
Reggiani:
Conheço a sua atuação como nosso representante eleito, tanto no Banesprev como na Cabesp, e a manifestação que você acaba de fazer aqui no nosso grupo confirma o conceito em que sempre o tive.
Do seu oportuno comentário, de maneira bem objetiva, gostaria de enfocar dois tópicos atinentes ao polêmico Art. 17 que será proposto na AGE de 30 de junho:
1- As vistas do Conselho Fiscal
Ficou evidente que a sua proposta partiu de um Conselheiro zeloso de suas atribuições. No entanto, devo registrar que, na minha avaliação, as justificativas por você apresentadas a rigor nem seriam necessárias e acabam soando quase como uma ‘redundância’, uma vez que as determinações de ouvir e dar vistas citadas no seu primeiro item já constam do Estatuto da Cabesp. Cumpre à Diretoria segui-lo e cumprir os dispositivos por você citados. De qualquer forma – por ser relevante - mesmo sendo redundante, considero que a sua sugestão deveria ter sido acatada e levada adiante pelos seus pares.
2- A decisão de alterar a taxa dentro da fixa de 2,5% a 6%
Esta decisão a partir da aprovação do novo texto pela AGE do dia 30, como você colocou, será, UNICAMENTE, da Diretoria da Cabesp. Esta foi a ‘questão-chave’, aquela que motivou e desencadeou entre nós debates intensos com respeito às alterações estatutárias. Para mim, desde o início ficou claro que, se até agora a Diretoria (entenda-se o Santander) para alterar o custeio precisava do nosso referendo, com a aprovação do Art. 17 disso ela (ou ele) não mais irá(ão) precisar. As Associações negam e argumentam que as mudanças deverão ser aprovadas em nova AGE; foi, aliás, o que afirmou a Presidente Maria Lucia nos seus ‘esclarecimentos’ postados no site da Cabesp.
Só que, para valer e para que nisso possamos acreditar, tem que estar definido no próprio Estatuto da Cabesp e, se lá não está, NÃO VALE, NÃO DÁ PARA ACREDITAR!
Concorda, Reggiani?

  22/06/2018 - 21:57 -   |   Responder/Comentar  |   




  145412 - Claudanir Reggiani   Curitiba/PR

Uma proposta que deveria ser acolhida Propus à Diretoria da Cabesp e às lideranças das entidades, acrescentar ao artigo 17 que a deliberação da Diretoria, bem como, os estudos técnicos, atuariais e financeiros para reajuste da taxa de custeio na faixa de 2,5% a 6%, sejam apresentados para vistas do Conselho Fiscal.
Justificativas:
1) Dar vistas ou ouvir o Conselho Fiscal não significa a possibilidade de Veto à decisão da Diretoria;
2) Significa, sim, prestigiar tão importante órgão da administração cujas atribuições legais extrapolam aos ditames do Estatuto da própria entidade;
3) Significa valorizar o trabalho e as funções dos representantes eleitos dos associados e dos indicados pelo patrocinador;
4) “Dar Vistas” possibilita obter, entre outros, o apoio do Conselho às medidas adotadas soberanamente pela Diretoria, uma sugestão ou recomendação que possa enriquecer e melhorar a proposta;
5) Eventualmente, significa também um alerta indicando outros caminhos para o mesmo objetivo, com menores sacrifícios e vantagens não percebidas até então;
6) Não é recomendável subestimar a capacidade e os esforços dos seus membros e, tampouco, negligenciar nas possibilidades dos frutos que possam advir do trabalho conjunto;
Ademais, ‘dar vistas ou ouvir o Conselho’ já está presente no artigo 47 itens IV e XI quando diz do Orçamento Anual das receitas e despesas e nos casos omissos, portanto, pontualmente para estes casos.
Ainda, no artigo 55 itens III e IV, o Conselho será ouvido quando for chamado a manifestar-se sobre os negócios da entidade; a manifestar-se sobre quaisquer regulamentos, estudos atuariais ou outros assuntos que forem submetidos à sua apreciação pela Diretoria. Portanto, será ouvido sobre os citados temas a critério da Diretoria, somente se o assunto lhe for submetido.
A decisão de alterar a taxa dentro da fixa de 2,5% a 6% será unicamente da Diretoria da Cabesp, conforme consta na proposta que será levada à Assembleia. Mas, ouvir previamente o Conselho Fiscal pode significar a redução das resistências e críticas posteriores à publicação, tal como ocorre anualmente com os surpreendentes reajustes do Plano Cabesp Família.
A receptividade desta proposta contou com apenas duas manifestações: uma contra e uma a favor. É pouco para avaliar sua validade, mas está aí.
Abr.

  22/06/2018 - 21:15 -   |   Responder/Comentar  |   




  145411 - Maria de Lurdes Sousa   São Paulo - SP

Pontos Preocupantes nas alterações do Estatuto da CABESP - continuação

Artigo 5º
Texto Proposto – Passa a ser Artigo 4º
I - O quadro social da Caixa é composto pelos funcionários do Banco Santander Brasil e suas empresas do Conglomerado, originários do Banco do Estado de São Paulo S.A e demais empresas do Conglomerado Banespa, admitidos até 20/11/2000.
II – Funcionários da Cabesp Admitidos até 15/09/2017
Comentário:
O que impede o Santander de permitir que todos os seus funcionários possam participar do quadro social da Cabesp? A inclusão de novos associados contribuiria para aumentar a receita da Cabesp.
Os funcionários da Cabesp admitidos após 15/09/2017 estão sendo colocados no plano Sulamérica, não podendo usar a própria Cabesp, e a partir desta alteração estarão definitivamente excluídos. Como a Cabesp tomou esta atitude sem antes alterar o artigo 5º do Estatuto?

Art. 10 –Exclusão do Quadro Social da Cabesp
Texto Atual
Item II – Atraso, por três meses consecutivos, no pagamento de suas contribuições
Texto Proposto – Passa a ser Artigo 9º
O Atraso, superior a 60 dias, no pagamento de suas contribuições ou qualquer outra contraprestação financeira, contado a partir da data do vencimento em aberto.
Comentário:
- A partir desta alteração qualquer valor devido a Cabesp, por mais de 60 dias, será usado como motivo para exclusão da Cabesp. E se o associado não concordar e quiser discutir o valor? E se o associado estiver em dificuldades financeiras? Vai ser excluído da Cabesp depois de ajudar a constituir um patrimônio de quase 8 bilhões?


Art. 18º Da contribuição de custeio devida pelos associados – Passa a ser Artigo 17º
Passará de 2,5% para 4% em 2018, 5% em 2019 e 6% em 2020.
Comentários
-O art. 17º cita que o patrimônio da Cabesp é constituído das contribuições dos associados, das empresas patrocinadoras, a coparticipação e os rendimentos financeiros. Este patrimônio tem sido suficiente para o pagamento das despesas da Cabesp, com um lucro de 440 milhões em 2017, 1,4 bilhão em 2016, -153 milhões (prejuízo) em 2015, 495 milhões em 2014 e 172 milhões em 2013.
-O patrimônio da Cabesp cresceu 840% de 2001 a 2017 e a inflação médica da Cabesp, neste mesmo período, foi de 330%.
- O total do aumento da mensalidade até 2020 será de 140%.
- Os estudos atuariais que justificam este aumento não foram divulgados, nem pela Cabesp nem pelas entidades de representação.
- Um dos argumentos utilizado para justificar o aumento da contribuição é que a taxa de juros continuará caindo, e permanecerá em níveis baixos, prejudicando a rentabilidade da Cabesp e aumentando o déficit operacional. Se isto ocorrer, é provável que novos déficits apareçam também no plano II do Banesprev e que deverão ser cobertos, acumulando mais despesas para o já minguado salário dos banespianos.
Comunicados Cabesp
- A Cabesp emitiu um comunicado em 14/06/2018, no site e via e-mail para alguns associados, no qual afirmava que o patrimônio da Cabesp, sem os aumentos pretendidos, seria extinto em 2040 com 17 mil vidas e nas “Perguntas e Respostas” (Item da Convocação da Assembleia, no site) afirmava que o patrimônio seria extinto em 2041 com 12 mil vidas.
-No dia 15/06/2018 a Cabesp emitiu o mesmo comunicado do dia 14, unificando os valores apresentados para 2040 com 17 mil vidas.
-Qual das afirmações está correta, extinção em 2040 com 17 mil vidas ou extinção em 2041 com 12 mil vidas? Ou será que o Estudo Atuarial aponta que de 2040 para 2041 morrerão 5 mil Beneficiários?
-Na Convocação da Assembleia, no site da Cabesp, em ”Perguntas e Respostas”, a pergunta 5 afirma que a coparticipação tem o compromisso de não ser alterada por um período de apenas 12 meses. A coparticipação é de livre determinação pela Cabesp. Desta forma poderemos até imaginar que em 2019 pagaremos 5% de custeio e de repente, mais uma coparticipação reajustada. A dúvida é? Como fica a justificativa de que a coparticipação não seria reajustada se concordássemos com os aumentos de custeio?

  21/06/2018 - 19:30 -   |   Responder/Comentar  |   




  145410 - Maria de Lurdes Sousa   São Paulo - SP

Pontos Preocupantes nas alterações do Estatuto da CABESP

Artigo 1º Ficará definido que o Santander é o patrocinador principal da Cabesp.
Texto Proposto
Art. 1. A CABESP – Caixa Beneficente dos Funcionários do Banco do Estado de São Paulo é uma Associação, constituída na forma da legislação em vigor, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, tendo como sede e foro a Comarca da Capital do Estado de São Paulo. Instituída pelo Banco do Estado de São Paulo S.A., empresa incorporada pelo Banco Santander (Brasil) S.A, patrocinadora principal. O prazo de duração da CABESP é indeterminado.
Comentário:
- No processo de privatização do Banespa, a Cabesp não foi incluída, ou seja, o Santander não comprou a Cabesp. Mas, conforme o edital da venda do Banespa, ficou definido que o Santander deveria contribuir com a Cabesp por 60 meses e após este prazo poderia parar com as contribuições. Esse prazo venceu em 2005, porém para permitir a continuidade da contribuição do Santander até momento, foram realizados aditivos ao Acordo Coletivo de Trabalho para renovar esse compromisso.
Considerando a troca em todo o Estatuto da Cabesp, do nome “Banco do Estado de São Paulo” para “Banco Santander Brasil S.A.”, passaremos definitivamente a administração da Cabesp para o Santander, bem como, todo o seu patrimônio de quase 8 Bilhões, constituído em sua maioria, nos tempos do Banespa.
Uma possibilidade a ser considerada é que caso o Santander deixasse de contribuir para Cabesp, ela seria entregue aos seus associados que poderiam tomar posse e administrá-la.
-Apesar de termos dois diretores eleitos na diretoria da Cabesp, na prática, é a Cabesp quem acaba tomando as decisões, porque no caso de empate, o presidente, indicado pelo banco, vota duas vezes, conforme previsto no art. 46º do Estatuto.
Artigo 1º Parágrafo Único
Texto Proposto
A Caixa deverá estender a sua atuação em todo território nacional, podendo celebrar contrato, convênios de reciprocidade com empresas de assistência a saúde, conforme regulamento próprio.
Comentário:
- Como a Cabesp poderá celebrar contratos de convênios com qualquer empresa de assistência à saúde no território nacional, ela poderá terceirizar todo o atendimento em São Paulo, como já acontece em outros estados. Assim, os associados paulistas poderão passar a serem atendidos pela Amil, SulAmérica, Unimed, etc., e os diretores eleitos nada poderão fazer. O atendimento dos novos funcionários da Cabesp já foi terceirizado para o plano SulAmérica.
O que o Santander pretende fazer com a Cabesp?; Já que a partir da reforma haverá somente a saída gradual de associados.

  21/06/2018 - 19:28 -   |   Responder/Comentar  |   




  145409 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caro colega Nelson Justiniano, a proposta de alteração do art. 18, que se converterá no 17 tem alguns pecados. Primeiro, que não tem CAPUT, tem 3 INCISOS, que não se sobrepoem um ao outro. Segundo, o inciso III fala, em outras palavras que, após setembro de 2.020, quando a aliquota da contribuição de custeio já estiver em 6%, poderão ocorrer VARIAÇÕES dentro do intervalo de, no mínimo 2,5% e o máximo de 6%, mediante deliberação da Diretoria Executiva da Cabesp, baseada em estudos técnicos, atuariais, financeiros, desde que em período mínimo de 12 após o último reajuste aplicado. Aí é que o bicho pega: poderão ocorrer VARIAÇÕES, de, no mínimo 2,5% a 6%. Então, eu posso interpretar que os 6% já estabelecidos poderão VARIAR para mais ou para menos, para cima ou para baixo, entre 2,5% e 6%. Assim, poderei ter a esdrúxula situação de, ano a ano, sem aprovação da Assembléia, apenas numa canetada dos diretores presidente e de operações, os 6% virarem 6 x 1,025 = 6,15%, ou 6 x 1,03 = 6,18%, ou 6 x 1,04 = 6,24%, ou qualquer outro índice, até 6 x 1,06 = 6,36%, ao invés de os 6% baixarem, ano a ano, até o mínimo de 2,5%, uma promessa muito pouco provável. Depois, tem outra coisa, um Estatuto não pode "rezar" promessas, que podem ou não ser cumpridas, mas deve ser constituído de artigos e parágrafos que afirmem CATEGORICAMENTE, sem margem a dúvidas, o que está sendo instituído. Desta forma, dada a sua dubiedade, imprecisão, dando margem a várias interpretações, além do que estão sendo apregoado, trago uma redação que considero mais "enxuta", mais clara, indubitável, que é a que expus neste site e em outros canais. Finalizando, nessa minha redação, transformo os incisos I e II no CAPUT e elimino o inciso III, desnecessário, pois se a Cabesp tem a intenção de, depois de 2.020, DIMINUIR esses 6% até 2,5%, que o faça, apenas comunicando seus associados, sem necessidade de constar como uma promessa, sem aprovação da Assembléia. Abs,

  21/06/2018 - 17:44 -   |   Responder/Comentar  |   




  145408 - NELSON JUSTINIANO FILHO   MIRASSOL -SP-

COM. 145407- queria apreciar algum comentário sobre item III DO ARTIGO 17 -na proposta de alteração estatuto.

  21/06/2018 - 16:13 -   |   Responder/Comentar  |   




  145407 - NELSON JUSTINIANO FILHO   MIRASSOL -SP-

PROPOSTAS NA ALTERAÇÃO ESTATUTARIA - ASSEMBLEIA 30/06/2018

Dos Associados
Art. 5º O quadro social da Caixa é composto pelos funcionários do Banco do Estado de São Paulo, S.A e demais empresas do Conglomerado Banespa e
da própria CABESP, inscritos no prazo de 30 (trinta) dias, contados da data de sua admissão no Quadro de Pessoal das respectivas empresas.
§ 1º Os beneficiários da assistência prestada pela Caixa terão seus direitos assegurados a partir da data do pagamento da primeira contribuição.

PROPOSTA PARA ALTERAÇÃO
Dos Associados
Art. 4. O quadro social da Cabesp é composto por:
I. Funcionários do Banco Santander (Brasil) S.A e suas empresas do
Conglomerado, originários do Banco do Estado de São Paulo, S.A. e demais
empresas do Conglomerado Banespa, admitidos até 20/11/2000;
II. Funcionários da Cabesp admitidos até 15/09/2017.
Parágrafo 1º - Os beneficiários da assistência prestada pela CABESP terão seus direitos
assegurados a partir da data do pagamento da primeira contribuição.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Art. 18A contribuição de custeio devida pelos associados será de 2,5% (dois e meio) sobre o total de sua remuneração mensal,

PROPOSTA PARA ALTERAÇÃO
Art. 17.Da contribuição de custeio devida pelos associados:
I – Fica estabelecida contribuição mínima de 2,5% (dois e meio por cento) e o máximo de 6% (seis porcento), sobre o total da remuneração mensal do associado.
II – Alterações dentro desse intervalo ocorrerão da seguinte forma:
a) Reajuste de 2,5% (dois e meio por cento) para 4% (quatro por cento), após a aprovação desteEstatuto, a partir do mês de setembro de 2018;
b) Reajuste de 4% (quatro por cento) para 5% (cinco por cento), imediatamente após completados 12(doze) meses subsequentes do primeiro reajuste;
c) Reajuste de 5% (cinco por cento) para 6% (seis por cento), imediatamente após completados 24(vinte e quatro) meses subsequentes do primeiro reajuste.
III - Após os períodos estabelecidos no inciso II, poderão ocorrer variações dentro do intervalo definido no inciso I, mediante deliberação da Diretoria Executiva da CABESP, baseada em estudos Técnicos,atuariais, financeiros, desde que em período mínimo de 12 (doze) meses após o último reajuste aplicado.

  21/06/2018 - 15:11 -   |   Responder/Comentar  |   




  145406 - Alis Diba   São Pedro do turvo/sp

Infelizmente tem colegas que querem votar o sim. Seja o que Deus quiser.

  21/06/2018 - 14:49 -   |   Responder/Comentar  |   




  145405 - Alis Diba   São Pedro do turvo/sp

Colegas, as nossas associações estão nos traindo. Querem entregar a Cabesp ao Santander. Tudo indica se aprovada as alterações seremos muito prejudicados. A Cabesp ficará inviável para muitos de nós ou talvez para todos.

  21/06/2018 - 13:28 -   |   Responder/Comentar  |   




  145404 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caros colegas, estamos num mato sem cachorro, numa encruzilhada, entre a cruz e espada, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. De duas, uma. Ou se consegue instalar a Assembléia com os cerca de 11 mil, entre presentes e procurações e se discute tudo o que aí está, principalmente o art. 17, entre outros, e se DELIBERA, examina-se, discute-se, pondera-se, reflete-se, e se refaz a proposta, lá no ECBanespa, e se vota e se aprova como deve ser, com artigos claros e precisos, CONCORDANDO com as alterações dos percentuais de contribuição de custeio de, no mínimo 2,5% e o máximo 6%, entre outros artigos e parágrafos, sempre para o nosso bem e o da Cabesp, ou se vota no Plebiscito pelo NÃO. Na segunda hipótese, novas rodadas de negociações devem ser feitas, dessa vez numa mesa maior, com a presença inclusive de representantes da AFABANS, que foram esquecidas, não convidadas, não convocadas para esses debates, e se parte para o segundo tempo, aí sim, em melhores condições de jogo. Infelizmente, hoje, tudo leva para o Plebiscito, as procurações não chegaram às mãos dos associados, todas as quatro entidades de representação estão satisfeitas com o que elas elaboraram, em rodadas com a Cabesp, têm absoluta certeza de que a Assembĺéia NÃO acontecerá e no Plebiscito o SIM já está garantido. Tudo caminha para o prato feito, goela abaixo, jogando um balde água fria nas Afabans que ainda acreditam na aprovação em Assembléia. Embora a primeira hipótese seja realmente difícil de ser realizar, mas não impossível, pois 25 ônibus, com 40 colegas, cada um com 10 procurações, perfazem 11 mil votos, suficientes para a instalação da Assembleia e aprovação, bastando para isso a interêsse, vontade, determinação das
Afabans, poderá restar-nos apenas o Plebiscito. Se assim for, então vamos a ele, com um retumbante e sonoro NÃO, única maneira de se "alterar" as alterações que aí estão propostas, para a nossa alegria e PERENIDADE da Cabesp. Vamos à luta colegas, nada ainda está aprovado, vamos aprovar o que nos interessa, textos "enxutos", nada "esdrúxulo", tudo claro e limpo, lá na Assembléia. Vamos conseguir o quorum, vamos à deliberação, discussão, que as 4 entidades não querem. Que Deus nos ajude nessa difícil e vital empreitada. Um forte abraço a todos.

  21/06/2018 - 12:15 -   |   Responder/Comentar  |   




  145403 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

Estou achando, que para muitos de nós, a Cabesp se tornará inviável muito antes de 2042.

  21/06/2018 - 10:35 -   |   Responder/Comentar  |   




  145402 - Péricles de Andrade   Paraguaçu Pta.

Caros colegas, permitam-me fazer treis considerações;
1. Com. 145391 - José R.Barin - O colega Roberto de Moraes, em seu com. 145383 disse pra preencher a procuração, reconhecer a firma e enviar pelos Correios ....., sem dizer pra quem. Ele NÃO sugeriu que se enviasse a PROCURAÇÃO EM BRANCO, pois não se passa procuração em branco pra ninguém. O "preencha" dele só pode significar "toda a procuração", com os dados do outorgante e do outorgado. Esse outorgado só pode ser um colega que vá à Assembléia e vote como ele votaria. Essa procuração deve ser encaminhada à CABESP via Correiros ou através de um representante de qualquer das entidades de representação que levará um "pacote", em mãos à CABESP, até as 09:00 hs do dia 28.06., quinta-feira.
2. Com. 145392 - Lourdes Lopes - NÃO foi a sra. presidente que me disse que os imóveis foram vendidos, mas, quando questionei o Eros, este, surpreso, perguntou ao Getúlio que estava ao lado e mais atrás, que respondeu que foram vendidos por EXIGẼNCIA da ANS.
3. Com. 145394 - Marco Antonio - Vc tem razão. Doze meses após a aprovação do Estatuto, a partir de set/2019, a sra. presidente convocará os mesmos coadjuvantes e "pensarão", "deliberarão" a respeito da Coparticipação (aumento para 270,00, por pessoa, e acrescentar alguns procedimentos passíveis dessa cobrança) e da franquia por internação.

  21/06/2018 - 09:33 -   |   Responder/Comentar  |   




  145401 - Raimundo Nonato da Silva   Teresina/PI

Neste "puxa encolhe" da Cabesp uma coisa fica outra vez evidente:- praticamente ninguém confia nas nossas entidades, muito menos no Santander, o que não é nenhuma novidade. Diante desse comprovado fato cabe uma inocente pergunta:- e uns nos outros, nós confiamos? A julgar pela falta de consenso, também não. Quanto mais se mexe mais se diverge. É um sinal de que, por qualquer caminho, a única certeza é a desconfiança. Pena que seja assim, mas...... Nonato-Teresina.

  21/06/2018 - 08:50 -   |   Responder/Comentar  |   




  145400 - zoia rodrigues de lima   campo grande ms

Estou com muito medo deste SIM. Desta vez estamos sozinhos, nem ao sindicato podemos recorrer, para uma liminar, impedindo a assembleia, ou o resultado da votação, visto que, é muito caro, somente as associações e ou sindicatos, poderiam arcar. Nosso acesso é limitado, somos minoria.

  21/06/2018 - 07:40 -   |   Responder/Comentar  |   




  145399 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveirs   Campinas-SP

ZOIA,
PLEBISCITO E EXCLUSIVO PARA CONSULTA POPULAR A NÍVEL FEDERAL, ESTADUAL, MUNICIPAL E REGIONAL SOBRE ASSUNTOS RELEVANTES E DE INTERESSE DO POVO. NÃO CONTEMPLANDO ASSUNTOS MAIS RESTRITOS A GRUPOS FECHADOS.

  21/06/2018 - 23:52 -   |   Responder/Comentar  |   




  145398 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveirs   Campinas-SP

145494-Marco Antônio
Exatamente, você tocou num ponto vital. A administração Santander dentro da Cabesp vai querer nos impor tudo.

  21/06/2018 - 23:44 -   |   Responder/Comentar  |   




  145397 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

145389 Lourdes Lopes Rachid de Oliveira; sobre o plebiscito:

Art. 38. Para aprovação de reforma estatutária ou de proposta de extinção da Caixa, são necessários os votos favoráveis da maioria 50% mais 1) dos associados quites com a Caixa.

§ 1º Não sendo obtido o quorum de que trata o caput deste artigo na Assembléia Geral, as deliberações que ensejarem alterações estatutárias deverão ser votadas através de plebiscito. ( ai vale qualquer quantidade de votos.

§ 2º Nenhuma alteração estatutária entrará em vigor, se não for referendada pelo Banco do Estado de São Paulo S.A. (aqui também tem que haver mudança ou seja se trocar só o nome do banco não adinata nada fazermos reuniões e tenatra resolver as coisas , pois se o banco não referendar nada valerá, por isso deveria mudar a redação e tirar esse poder do banco, deveria ficar o resultadao da assembléia realizada

  20/06/2018 - 19:15 -   |   Responder/Comentar  |   




  145396 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

145389 Lourdes Lopes Rachid de Oliveira; sobre o plebiscito:

Art. 38. Para aprovação de reforma estatutária ou de proposta de extinção da Caixa, são necessários os votos favoráveis da maioria 50% mais 1) dos associados quites com a Caixa.

§ 1º Não sendo obtido o quorum de que trata o caput deste artigo na Assembléia Geral, as deliberações que ensejarem alterações estatutárias deverão ser votadas através de plebiscito. ( ai vale qualquer quantidade de votos.

§ 2º Nenhuma alteração estatutária entrará em vigor, se não for referendada pelo Banco do Estado de São Paulo S.A. (aqui também tem que haver mudança ou seja se trocar só o nome do banco não adinata nada fazermos reuniões e tenatra resolver as coisas , pois se o banco não referendar nada valerá, por isso deveria mudar a redação e tirar esse poder do banco, deveria ficar o resultadao da assembléia realizada

  20/06/2018 - 19:15 -   |   Responder/Comentar  |   




  145395 - Zoia Rodrigues de Lima   Campo Grande MS

145389 Lourdes Lopes Rachid de Oliveira; sobre o plebiscito:

Art. 38. Para aprovação de reforma estatutária ou de proposta de extinção da Caixa, são necessários os votos favoráveis da maioria 50% mais 1) dos associados quites com a Caixa.

§ 1º Não sendo obtido o quorum de que trata o caput deste artigo na Assembléia Geral, as deliberações que ensejarem alterações estatutárias deverão ser votadas através de plebiscito. ( ai vale qualquer quantidade de votos.

§ 2º Nenhuma alteração estatutária entrará em vigor, se não for referendada pelo Banco do Estado de São Paulo S.A. (aqui também tem que haver mudança ou seja se trocar só o nome do banco não adinata nada fazermos reuniões e tenatra resolver as coisas , pois se o banco não referendar nada valerá, por isso deveria mudar a redação e tirar esse poder do banco, deveria ficar o resultadao da assembléia realizada

  20/06/2018 - 19:15 -   |   Responder/Comentar  |   




  145394 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

Alguém sabe onde está escrito que se votarmos pelo "SIM", aumentando a nossa participação de 2,5% até 6,0% a Cabesp deixaria de:
1) aumentar o teto da copar para 270,00 individualizando esta cobranca?
2) Instituir uma cobrança de franquia por internação variando de 1000,00 a 1500,00 por internação?
3) Aumentar os procedimentos que tenham incidência da copar??
Tudo isto já foi ventilado. Acho que estamos correndo um sério risco. ESTA É,APENAS MINHA MAIOR DUVIDA.

  20/06/2018 - 17:57 -   |   Responder/Comentar  |   




  145393 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

  20/06/2018 - 17:45 -   |   Responder/Comentar  |   




  145392 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveirs   Campinas-SP

Por que será que a CABESP não optou em fazer o Plebiscito por células de papel como quando elegemos os diretores e o Conselho Fiscal?

SIMPLESMENTE PORQUE PODEM SER CONTADAS

Enquanto que da forma escolhida o resultado não poderá ser CONTESTADO.

Atualmente falta muita TRANSPARÊNCIA na CABESP.

Por exemplo, antigamente o superavit de um exercício era amplamente divulgado.

O Relatório Anual enviado a todos os associados (vão dizer que atual situação da Cabesp não permite- será mesmo esse o motivo? )

O Fundo de Reserva, ou seja a reserva matemática , o montante do nosso plano era divulgado até nos jornais da CABESP.

Agora se pegar o Relatório Anual da Cabesp nas RECEITAS NÃO OPERACIONAIS do nosso plano (das aplicacoes) onde deveria aparecer o valor do Fundo de Reserva, NÃO EXISTE MAIS e somente do nosso plano, porque nos demais planos ( PAPE/PAF, FAMÍLIA), ainda continua.

NÃO QUEREM QUE SAIBAMOS EM QUANDO MONTA ESSE VALOR. ASSIM FICA MAIS FÁCIL NOS MANIPULAR.

A Presidente da Cabesp disse ao Pericles que a ANS obrigou a vender os imóveis alugados. Então a ANS também baixa normas de como vai ser o Patrimônio da Associação.
E onde é quando foi contabilizada a receita com essas vendas?

A CABESP JÁ NÃO É TÃO NOSSA. LOGO LOGO NOS TOMARAO O PODER DE DECISÃO. E ATÉ MUITO DE NÓS SEREMOS EXCLUÍDOS.

  20/06/2018 - 13:36 -   |   Responder/Comentar  |   




  145391 - José Roberto Barin   Campinas-SP

No Momento gostaria apenas de me referir a 3 comentários:

145383-Preencha a procuração, reconheça a firma e a envie pelos Correios o mais rápido possível, de preferência via Sedex. PERGUNTO:
Enviar uma procuração em branco, sem saber o nome do outorgado e consequentemente se ele vai votar sim ou não? Sinceramente não entendi.

145364- O Carlos Alberto dá-nos a entender que o Péricles lá não estava para contribuir com sua análise das coisas, mas pelo comentário posterior do mesmo - 145378- ele lá compareceu e questionou a PRESIDENTA.

145359- No dia do comentário do Galvão -16/06- confesso que pensei como o Carlos, mas no mesmo dia, relendo, percebi que ele colocou as aspas e entendi perfeitamente o recado dele.

145384 Parabéns Eliel!


  20/06/2018 - 13:22 -   |   Responder/Comentar  |   




  145390 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveirs   Campinas-SP

A diretoria da CABESP só reconheceu o Art. 10 da Lei 9.709 de 18/11/1998,onde diz que o plebiscito e aprovado por maioria simples de voto, pois lhe convinha e ignorou os demais artigos da lei.

  20/06/2018 - 12:26 -   |   Responder/Comentar  |   




  145389 - Lourdes Lopes Rachid de Oliveirs   Campinas-SP

AO QUE É PLEBISCITO?

O PLEBISCITO E UMA FORMA DE CONSULTA POPULAR EM QUE OS CIDADAOS SÃO CONSULTADOS ANTES DE UMA LEI SER CONSTITUIDA. O TEOR DA LEI A SER APROVADA É DEFINIDO PELO POVO.
PREVISTO NO ART.14 DA CONSTITUICAO FEDERAL E REGULAMENTADA PELA LEI 9.709 DE 18/11/1998.

O ESTATUTO DA CABESP SÓ EMPRESTOU O TERMO O QUE NÃO CARACTERIZA DE FATO É DE DIREITO EM UM PLEBISCITO.

O PLEBISCITO NO NOSSO CASO E UMA ASSEMBLEIA ABERTA ONDE VOTAREMOS A MUDANÇA DO ESTATUTO. PORTANTO SUJEITO AO ART.38 DO ESTATUTO CABESP.

CASO QUEIRAM IMPLANTA - LO SEM A APROVAÇÃO DEVIDA (50%+1). ESTAREI IRREGULAR.

  20/06/2018 - 12:19 -   |   Responder/Comentar  |   




  145388 - marco antonio gonçalves dias   são paulo

Minha Opinião:Não podemos nos deixar levar por chantagem emocional. Se temos que mudar os estatutos, que seja ás claras, sem nenhuma dúvida!
Ainda tenho dúvidas.

  20/06/2018 - 11:43 -   |   Responder/Comentar  |   


| Ver Próximos |

  Responder/Comentar   |