Cadastre-se no APdoBanespa - É GRÁTIS - Clique aqui

Piadas de muambeiros
Visite www.apdobanespa.com

Por que mulher é igual mala de muambeiro?
R: Porque vive sempre cheia de novidades.
Por que no Paraguai todo pai sonha em ter um filho muambeiro?
R: É para trabalhar nos negócios da família.
Qual a maior mentira contada por um muambeiro?
R: Este produto tem garantia de fábrica.


O Joãozinho está plantado na esquina há mais de uma hora, olhando de um lado para o outro, com cara de quem quer atravessar a rua, e nada. Um muambeiro chega para ele e pergunta:
- Joãozinho, porque você não atravessa logo a rua?
- É que minha mãe disse pra mim só atravessar a rua depois que os carros passassem, e até agora não passou nenhum!

Nesta altura da vida já não sei mais quem sou...
Vejam só que dilema!!!
Na ficha da loja sou CLIENTE, no restaurante FREGUÊS, quando alugo uma casa INQUILINO, na condução PASSAGEIRO, nos correios REMETENTE, no supermercado CONSUMIDOR.
Para a Receita Federal CONTRIBUINTE, se vendo algo importado CONTRABANDISTA. Se revendo algo, sou MUAMBEIRO, se o carnê tá com o prazo vencido INADIMPLENTE, se não pago imposto SONEGADOR. Para votar ELEITOR, mas em comícios MASSA , em viagens TURISTA , na rua caminhando PEDESTRE, se sou atropelado ACIDENTADO, no hospital PACIENTE. Nos jornais viro VÍTIMA, se compro um livro LEITOR, se ouço rádio OUVINTE. Para o Ibope ESPECTADOR, para apresentador de televisão TELESPECTADOR, no campo de futebol TORCEDOR.
Se sou corintiano, SOFREDOR. Agora, já virei GALERA. (se trabalho na ANATEL, sou COLABORADOR) e, quando morrer... uns dirão... FINADO, outros... DEFUNTO, para outros... EXTINTO , para o povão... PRESUNTO... Em certos círculos espiritualistas serei... DESENCARNADO, evangélicos dirão que fui... ARREBATADO...
E o pior de tudo é que para todo governante sou apenas um IMBECIL !!! E pensar que um dia já fui mais EU.

Um argentino está andando no deserto, desesperado por um pouco de água. De repente, ele vê algo ao longe que parece um oásis. Na esperança de encontrar água, se arrasta até lá, mas, só encontra um camelô brasileiro, sentado perto de uma mesa cheia de gravatas. O argentino implora:
- Por favor, estoy muerto de sede, puede me dar un poco de água?
O brasileiro responde:
- Eu não tenho água, mas, por que você não compra uma gravata? Tenho uma aqui que combina muito bem com sua roupa!
O argentino exclama, furioso:
- Yo no quiero una gravata, seu idiota! Yo quiero água!
- Tá certo, não compre a minha gravata - diz o brasileiro - Mas, sou um sujeito gente boa. Vou lhe dizer onde tem água, assim mesmo: depois daquela colina ali, a cerca de 10 quilômetros, existe um ótimo restaurante. Vá até lá e você poderá tomar quanta água quiser.
O argentino sai em direção à colina e desaparece. Cinco horas depois, ele volta, se arrastando, até a mesa do brasileiro, que pergunta:
- Eu disse 10 quilômetros depois da colina. Você não encontrou?
E o argentino, num sopro de voz:
- Yo encontré. Pero no es permitido entrar sin gravata!

Uma velhinha sabia andar de moto, e todo dia passava pela fronteira montada na motocicleta, com um grande saco atrás. O pessoal da alfândega começou a desconfiar da velhinha. Um dia, quando ela vinha na moto com o saco atrás, o fiscal da alfândega mandou parar. A velhinha parou, e o fiscal perguntou:
— Escuta aqui, vovozinha, a senhora passa todo dia por aqui, com esse saco aí atrás. Que diabo a senhora leva nesse saco?
A velhinha sorriu e respondeu:
— Areia.O fiscal achou que não era areia nenhuma, e mandou a velhinha saltar da moto para examinar o saco. A velhinha saltou, o fiscal esvaziou o saco, e dentro só havia areia. Muito encabulado, ele ordenou à velhinha que fosse em frente. Ela montou na moto e foi embora, com o saco de areia atrás. Mas o fiscal ficou mais desconfiado ainda. Talvez a velhinha passasse um dia com areia, e no outro com muamba, dentro daquele maldito saco. No dia seguinte, quando ela passou na moto com o saco atrás, o fiscal mandou parar outra vez. Perguntou o que ela levava no saco, e ela respondeu:
— Areia, uai!
O fiscal examinou, e era areia mesmo. Durante um mês, todos os dias o fiscal interceptou a velhinha, e todas as vezes o que ela levava no saco era areia. Aí o fiscal se chateou:
— Olha, vovozinha, eu sou fiscal da alfândega há mais de 40 anos. Manjo essa coisa de contrabando pra burro. E ninguém me tira da cabeça que a senhora é contrabandista.
— Mas o Sr. tá vendo que no saco só tem areia!
A velhinha já ia tocar a moto, quando o fiscal propôs:
— Eu prometo que deixo a senhora passar. Não dou parte, não apreendo, não conto nada a ninguém. Mas a senhora vai me dizer qual o contrabando que está passando aqui todos os dias.
— O senhor promete que não conta a ninguém?
— Juro!!!
— É moto.

Uma moça muito bonita, loira dos olhos azuis, super cheirosa e gostosa, sentou perto de um Padre num avião que vinha dos Estados Unidos para o Brasil e disse:
- Padre, morro de medo de voar de avião, mas tou com tanto medo de um pecado grande que cometi, que não tou nem sentindo que tou voando agora, acredita?
O padre virou-se prá ela surpreso e em tom grave lhe perguntou curioso:
- Mas o que foi que você fez minha filha?
Ela olhou para um lado; olhou para o outro e disse:
- Padre eu menti na minha declaração do Imposto de Renda no ano passado e agora fiz pior!
Assustado o padre lhe disse:
- Pois é minha filha, sonegar é um pecado grave e lembra o que Cristo disse a respeito dos Impostos do Governo?
- Não sei padre não, o que foi que ele disse?
- Daí a Deus o que é Deus e daí a César o que é de César! – tentando explicar prá ela agora de cara mais aflita, que não devemos ser sonegadores safados pois é um grave pecado, mas que fazem constantemente e descaradamente, certos políticos e empresários que tem por aí.
- Pois Padre, prometo que não sonego mais não, mas o senhor tem que me ajudar pela última vez!
O Padre mais interessado ainda com a conversa da moça lhe pergunta:
- Ajudar em quê, posso saber?
Ela novamente olha pra um lado; olha para o outro, abre a bolsa e lhe mostra um secador caríssimo que comprou em Miami e lhe diz assustada:
- Foi isso Padre e graças a Deus consegui passar pela alfândega dos americanos e como estamos chegando ao Brasil e minha cota passou da conta, se eles souberem que eu vou levando essa muamba, de cara vão confiscar e ainda terei que pagar uma baita multa e isso se eu não for presa pela Polícia Federal.O Senhor me ajuda a descer com ele escondendo dentro da sua batina? afinal de contas o senhor parece um santinho e ninguém vai desconfiar do senhor!
O Padre agora é que olha assustado para um lado e para o outro e diz:
- Mas criança, isso é um crime de contrabando e pensa que eu vou mentir prá salvar tua pele e ferrar a minha diante de Deus e do meu Bispo?
- Ela pede quase chorando a implorar:
- Não tou pedindo prá o senhor mentir não, é só esconder a verdade se lhe fizerem alguma pergunta lá na alfândega!
Depois de tanto convencimento, o padre esconde o secador dentro da batina que faz um enorme volume, que facilmente pode ser notado pelos curiosos assustados com o que estavam vendo e logo no aeroporto, lá vem o fiscal dando o maior caco na maleta da moça que não sai do seu lado, mas de forma de alguma, toca na maleta dele e apenas lhe perguntam respeitosamente:
- Padre e o senhor, tem alguma de valor na sua mala?
- Ele encara bem o fiscal e diz:
- Olha criança, na mala não; da cabeça até a cinta da batina também não, mas da cinta da batina prá baixo nem me pergunte!
Já com um sorriso malicioso ao ver aquele enorme volume, o fiscal lhe pergunta olhando para o outro:
- Posso saber o que é senhor Padre?
O Padre tentando esconder a verdade como foi combinado com a moça, dá a seguinte desculpa esfarrapada:
- Eu tenho um equipamento maravilhoso e lindo, destinado ao uso doméstico e em especial pelas mulheres, que nunca foi usado mas garanto que vai ser hoje!
Todos caem na risada como bobos, pensando que era o que eles estavam pensando e dizem:
- Entendemos muito bem senhor Padre, por isso uma moça tão linda a seu lado, com o devido respeito e seu perdão, pode passar! O PRÓXIMO!!!  
- Visite www.apdobanespa.com

Nº 121023   -    enviada por     Álvaro Pozzetti de Oliveira   -   Bauru/     em   03/08/2015


|   voltar |
Recomende este site a colegas banespianos da ativa, aposentados e pensionistas

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
Em caso de vários E-mails, separá-los por vírgulas.
E-mail(s) do(s) seu(s) amigo(s):

.
APdo Banespa - Bancários aposentados - direitos - justiça
Para qualquer contato utilize este e-mail: ----> pozzetti@gmail.com

Atualmente temos 3716 cadastrados no site
Verifique se você está cadastrado(a) no APdoBanespa

Insira seu
Não está?
Então, preencha o formulário abaixo
para cadastrar-se e participar de um seleto grupo de
Banespianos Aposentados, Pensionistas e da Ativa.



Cadastro de Participantes do APdoBanespa


Ex: 00 0000 0000

Ex: São Paulo/SP
<== AAAA-MM-DD
Ex: Maceió/AL
Ex: 1966/1996



               


  | Relação de participantes   | Voltar  |


Comentários para você ver

Atualmente somos 3716 cadastrados no site. - Clique abaixo para se cadastrar!

Cadastre-se no APdoBanespa, o Site dos Banespianos! clique aqui e cadastre-se!

Tô ferrado, Tô ferrado Veja as rimas e/ou clique aqui e envie as suas quadrinhas!


Para participar clique aqui e Cadastre-se

Adicione Apdobanespa aos favoritos

Faça do APdoBanespa a sua página inicial: ---> Clique aqui!

 | Principal  | Notícias Anteriores  | Objetivo  | Participantes  | Ler Dort  |
 | Classificados  | Dicas  | Mensagens Músicas Receitas  | Afabans  | Fotos  |
 | E-mail@APdoBanespa  | Cadastro  |