Cadastre-se no APdoBanespa - É GRÁTIS - Clique aqui

                                   
DICAS DE SAÚDE
DICAS DE SAÚDE
DICAS DE SAÚDE


Raiva
Enviada em 24/09/2018 por     Álvaro Pozzetti de Oliveira

A raiva é uma infecção viral do tecido cerebral que causa irritação e inflamação deste e da espinhal medula. O vírus da raiva está presente na saliva dos animais infectados. Um animal com raiva transmite a infecção a outros animais ou aos humanos ao morder-lhes ou, por vezes, ao lambê-los. A partir do ponto de inoculação inicial o vírus desloca-se através dos nervos até à espinal medula e ao cérebro, onde se multiplica. Em seguida, desce pelos nervos para as glândulas salivares, onde se instala.
Diferentes animais podem transmitir a raiva aos humanos. Embora a fonte habitual de infecção dos humanos sejam os cães, também os gatos, os morcegos, os texugos, as doninhas, as raposas e outros animais podem ser responsáveis pelo contágio. Não é frequente os ratos, as ratazanas e outros mamíferos pequenos transmitirem a raiva, em parte porque a mordedura de outro animal lhes é habitualmente mortal. Nos países desenvolvidos, a vacinação eliminou, em grande medida, a raiva nos cães. Contudo, continua a ser bastante frequente na maioria dos países da América Latina, África e Ásia, onde os animais de estimação nem sempre estão vacinados contra a referida doença. Os animais infectados podem ter uma raiva furiosa ou muda. Na raiva furiosa, o animal está agitado e apresenta um comportamento anormal; posteriormente fica paralisado e morre. Na raiva muda, é a paralisia localizada ou generalizada que predomina desde o início.
A sintomatologia costuma começar entre 30 e 50 dias depois do contágio, mas o período de incubação varia desde 10 dias a mais de um ano. O dito período costuma ser mais curto nas vítimas de dentadas na cabeça e nas extremidades ou naqueles que sofrem muitas mordeduras.
Em 20 por cento dos casos, a raiva inicia-se com a paralisia das pernas, que se vai estendendo ao resto do corpo. Contudo, a doença costuma começar com um curto período de depressão mental, inquietação, sensação de mal-estar e febre. A inquietação converte-se numa agitação descontrolada e o doente produz grande quantidade de saliva. Os espasmos musculares da garganta e da área vocal costumam ser terrivelmente dolorosos. Estes espasmos são causados pela irritabilidade da área cerebral responsável pelas acções de engolir e respirar. Uma brisa ligeira ou a simples tentativa de beber água podem induzir os referidos espasmos. Em consequência, uma pessoa que sofre de raiva não pode beber e, por esse motivo, a doença costuma receber o nome de hidrofobia (medo da água).



Dicas de Informática


Dicas Diversas






Curiosidades









Dicas de Saúde


Comentários para você ver

Atualmente somos 3703 cadastrados no site. - Clique abaixo para se cadastrar!

Cadastre-se no APdoBanespa, o Site dos Banespianos! clique aqui e cadastre-se!

Tô ferrado, Tô ferrado Veja as rimas e/ou clique aqui e envie as suas quadrinhas!


Para participar clique aqui e Cadastre-se

Adicione Apdobanespa aos favoritos

Faça do APdoBanespa a sua página inicial: ---> Clique aqui!

 | Principal  | Notícias Anteriores  | Objetivo  | Participantes  | Ler Dort  |
 | Classificados  | Dicas  | Mensagens Músicas Receitas  | Afabans  | Fotos  |
 | E-mail@APdoBanespa  | Cadastro  |