Cadastre-se no APdoBanespa - É GRÁTIS - Clique aqui

                                   
DICAS DE SAÚDE
DICAS DE SAÚDE
DICAS DE SAÚDE


O FIM DOS ÓCULOS
Enviada em 22/06/2018 por     Álvaro Pozzetti de Oliveira

Pesquisa genética promete acabar com problemas de visão, como a miopia, que se tornou epidêmica em todo o mundoÓculos vão virar peças de museu e não demora, pelo menos os modelos de grau, para corrigir defeitos como a miopia.Uma ótima notícia, até porque o número de pessoas com dificuldade para enxergar de longe só aumenta. Esta semana, cientistas de diferentes países anunciaram a descoberta de um dos genes que seria responsável pelo crescimento distorcido do olho. A novidade abriria o caminho para o desenvolvimento de drogas, como, por exemplo, colírios para corrigir a miopia e outras defeitos de visão. Também avançam as pesquisas para tratar a vista cansada e a cegueira associadas à idade.Segundo médicos, em cerca de dez anos, os óculos serão apenas acessórios de moda, se for possível corrigir defeitos em genes, um deles o RASGRF1, como mostram estudos sobre o tema na revista “Nature Genetics”.
A publicação cita ainda investigações de variantes genéticas associadas ao glaucoma, uma impor tante causa de cegueira.C h r i s t o p h e r H a m mond, do King’s College em Londres, que participou de uma das pesquisas, está otimista e acredita que será possível acabar com a miopia pingando colírios ou por meio de comprimidos, assim que se conseguir identificar como as variações genéticas afetam os olhos.Só no Brasil, a taxa de alta miopia (acima de 6 graus) atinge mais de 10% da população.- Esperamos bloquear os sinais genéticos que causam a miopia - diz Hammond, c u j a e q u i p e a v a l i o u 4.270 pacientes. - Provavelmente, isto seria feito com pílulas ou colírios, mas levaria pelo menos uma década.O gene RASGRF1 já era conhecido por interferir em células nervosas da retina, estrutura que transforma o estímulo luminoso em nervoso.
Tanto que teria papel importante na consolidação da memória visual. Há um consenso, porém, de que ele não é um único culpado pelos problemas de refração.E apesar de a miopia ser o problema de visão mais comum, até hoje pouco se sabe a respeito de suas bases genéticas. Fatores ambientais têm um peso importante Em Cingapura, por exemplo, 80% da população é míope, enquanto nos EUA, uma em cada três tem essa dificuldade. Na China, mais de 61% apresentam algum grau de miopia.Diante desses números, se os cientistas acabarem com o problema apenas receitando medicamentos - hoje a única opção, mesmo assim com restrições, é a cirurgia -, muita gente vai se ver livre dos óculos de grau. Isso porque o número de míopes cresce em todos os continentes, provavelmente por causa de fatores ambientais. Um deles é o excesso de horas em frente ao computador.
- A ideia de um mundo sem óculos é fascinante e algumas sociedades serão mais beneficiadas do que outras. Embora a miopia seja determinada geneticamente, é muito mais provável que seja desencadeada pelo estilo de vida moderno - diz Hammond. - A falta de atividades ao ar livre é um fator, assim como excesso de trabalho em escritórios e viver em centros urbanos.Terri Young, que liderou o estudo na Universidade de Duke, concorda que a vida moderna contribui para mais casos de miopia. O olho desaprende a enxergar de longe.- As pessoas precisam sair mais às ruas, olhar o horizonte - sugere. - Hoje em dia forçamos nossos olhos a estar em tensão constante para focar em objetos próximos, para leitura, TVs, computadores e trânsito pesado. Estamos cercados por prédios altos e temos pouca chances de olhar cenários distantes. Essas situações afetam os olhos de adultos e o desenvolvimento da visão nas crianças.
Os cientistas concordam em outro ponto: se os fatores ambientais nocivos aos olhos não forem eliminados, os óculos ainda vão existir por muito tempo. O oftalmologista Marcelo Martins Ferreira Junior, do Instituto Benjamin Constant, no Rio, acha que o estudo genético é fantástico, mas concorda com Hammond, quando ele afirma que nem todos se verão livres do acessório.- Não só eu, mas outros médicos brasileiros, constatamos novos diagnósticos de miopia em adultos jovens, por volta dos 25 anos. Antes, esse vício de refração era mais visto até o fim da adolescência. O uso em excesso de computadores pode ser um fator. Será que esse abuso afeta a córnea e o globo ocular? Talvez seja uma pista. Parcela significativa pode ainda precisar do acessório Para o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, em Campinas, a pesquisa genética poderá evitar a cegueira numa parcela importante da população mundial. Isso porque, a evolução da alta miopia predispõe ao glaucoma, ao descolamento e à degeneração da retina, doenças graves.
Ele também acha que os óculos de grau ainda serão um acessório indispensável para um grande número de pessoas.E reforça que a causa da miopia é ambiental.- Nos últimos 20 anos, a população de míopes duplicou no mundo. Se fosse só um problema genético isso não teria ocorrido. Além disso, crianças que passam muitas horas no computador ou jogando games têm quase o dobro de chance de sofrer de miopia - alerta Queiroz.Esta é a conclusão de um estudo que ele liderou no Instituto Penido Burnier com 360 crianças de 9 a 13 anos. Neste grupo, a prevalência de miopia no Brasil é de 12%. Entre os participantes do estudo, 21% apresentaram miopia acomodativa.
Trata-se de uma dificuldade transitória para enxergar de longe por causa do esforço prolongado para ver de perto, que diminui a capacidade de o olho focalizar com nitidez: - Até em pessoas acima de 20 anos, fase em que o grau estabiliza, é comum o aumento da miopia quando elas estão se preparando para vestibular ou concurso, devido à da leitura prolongada - diz.E a pesquisa genética para acabar com a miopia e outros defeitos da visão ainda vai facilitar a vida de quem não quer usar óculos ou lentes de contato e não pode operar, afirma Martins Ferreira.- Antes se operava todo mundo que tinha miopia. Com a evolução das técnicas cirúrgicas, vimos que há limitações.Por exemplo, pacientes com a córnea fina, muito plana e com irregularidades na superfície podem ter contraindicação cirúrgica.


Dicas de Informática


Dicas Diversas






Curiosidades









Dicas de Saúde


Comentários para você ver

Atualmente somos 3669 cadastrados no site. - Clique abaixo para se cadastrar!

Cadastre-se no APdoBanespa, o Site dos Banespianos! clique aqui e cadastre-se!

Tô ferrado, Tô ferrado Veja as rimas e/ou clique aqui e envie as suas quadrinhas!


Para participar clique aqui e Cadastre-se

Adicione Apdobanespa aos favoritos

Faça do APdoBanespa a sua página inicial: ---> Clique aqui!

 | Principal  | Notícias Anteriores  | Objetivo  | Participantes  | Ler Dort  |
 | Classificados  | Dicas  | Mensagens Músicas Receitas  | Afabans  | Fotos  |
 | E-mail@APdoBanespa  | Cadastro  |