Cadastre-se no APdoBanespa - É GRÁTIS - Clique aqui

                                   
DICAS DE SAÚDE
DICAS DE SAÚDE
DICAS DE SAÚDE


Excesso de proteína X osteoporose
Enviada em 22/06/2018 por     Álvaro Pozzetti de Oliveira

Excesso de proteína, fibra e sódio na dieta aumenta risco de osteoporose
Por iG São Paulo | 26/09/2015
Tomar sol diariamente e consumir alimentos com vitamina D e cálcio ajudam a manter a saúde óssea

Quem ingere pouco cálcio e vitamina D e come em excesso proteína, alimentos integrais, sódio e álcool pode estar em risco de desenvolver osteoporose no futuro. Essa fragilidade óssea atinge milhões de pessoas no mundo todo e cerca de 80% das mulheres na menopausa. Sabe-se que a doença celíaca, o uso de alguns medicamentos e a menopausa precoce, por exemplo, aumentam a predisposição para a osteoporose. As informações são da Ansa.

Cálcio está presente no leite, mas também é encontrado no iogurte, queijo, tofu, peixes gordos, lula, camarão, frutas secas, legumes e suco de laranja

Cálcio está presente no leite, mas também é encontrado no iogurte, queijo, tofu, peixes gordos, lula, camarão, frutas secas, legumes e suco de laranja
Para se prevenir contra esse problema, aconselham os especialistas, é preciso comer os alimentos certos: ingerir cálcio na quantidade adequada, e que pode ser encontrada além do leite, queijo e iogurte, mas também no tofu, peixes mais gordos, lula, camarão, frutas secas, legumes, suco de laranja e, mesmo que de uma forma menos absorvível, em muitas verduras verdes. Mas só ingerir alimentos com cálcio, no entanto, não basta. É também necessário combinar os alimentos de uma forma em que eles sejam assimilados melhor pelo organismo. Caso contrário, o cálcio será eliminado.

Quem combina queijo com alimentos ricos em oxalato, como o espinafre, tomate, uva, café e chás, acaba por não absorver o cálcio presente no laticínio. O sódio em excesso, presente em muitos alimentos industrializados, também propiciam a dispersão do cálcio, e ele é eliminado pela urina.

Quando a dieta tem um excesso de proteínas e alimentos integrais, a absorção do cálcio é comprometida. O álcool também é um vilão, já que ele reduz a atividade das células que reconstroem os ossos diariamente.

Veja algumas atitudes que fragilizam os ossos:

Fumo: as substâncias químicas do cigarro comprometem a absorção do cálcio pelos ossos, transformando o hábito em um fator de risco para o aparecimento da doença.

Cafeína: mas pesquisas indicam que os produtos com muita cafeína aumentam o risco de osteoporose.

Quimioterapia: usada no tratamento do câncer, tem como sequela a alteração na estrutura do esqueleto do doente e por isso pode acarretar osteoporose.

Alcoolismo: o consumo abusivo de álcool enfraquece os ossos porque altera o metabolismo e prejudica a fixação de nutrientes protetores dos ossos.

Anticoncepcional injetável antes dos 25 anos: a massa óssea do organismo é formada até essa idade e depois começa a entrar em declínio.

Intolerância ao glúten: ela prejudica a absorção dos nutrientes e com isso a manutenção dos ossos. O glúten é uma proteína presente em muitos cereais.

Uso de cortisona: presente nas drogas para o controle da dor, ela pode enfraquecer os ossos quando utilizada de forma abusiva.

Falta de Vitamina D: a principal fonte de vitamina D é o banho de sol (15 minutos diários). A carência do nutriente enfraquece os ossos.

Anorexia: magreza excessiva e transtornos alimentares estão relacionados à osteoporose que, nestes casos, aparece ainda na juventude.

Refrigerantes: são ricos em fósforo (mesmo as versões ligth, zero e diet), que também compromete a absorção do cálcio.

Redução do estômago: evidências científicas mostram que a cirurgia é um fator de risco para a osteoporose, pois compromete a absorção de cálcio.

Dieta rica em sal: o sódio, além de elevar o risco de hipertensão, prejudica a absorção de cálcio pelo organismo.

Para manter os ossos saudáveis, também é preciso fazer atividade física. Ela mantém os músculos ativos e diminui o risco de quedas. A vitamina D ajuda muito nos processo de remodelamento ósseo.

Para ter um bom aporte de vitamina D é preciso comer alimentos com a vitamina, que está presente na gema do ovo e nos peixes mais gordos, como o atum, e tomar sol. A vitamina D só é sintetizada pela exposição à luz solar.

Por isso, se expor ao sol por alguns minutos diariamente, com mãos, braços e rosto descobertos é suficiente para garantir o aporte correto de vitamina. Para idosos que ficam a maior parte do tempo longe do sol, no entanto, é provável que suplementos da vitamina sejam necessários. Com a suplementação, a sintetização de vitamina D não depende do sol.


Dicas de Informática


Dicas Diversas






Curiosidades









Dicas de Saúde


Comentários para você ver

Atualmente somos 3669 cadastrados no site. - Clique abaixo para se cadastrar!

Cadastre-se no APdoBanespa, o Site dos Banespianos! clique aqui e cadastre-se!

Tô ferrado, Tô ferrado Veja as rimas e/ou clique aqui e envie as suas quadrinhas!


Para participar clique aqui e Cadastre-se

Adicione Apdobanespa aos favoritos

Faça do APdoBanespa a sua página inicial: ---> Clique aqui!

 | Principal  | Notícias Anteriores  | Objetivo  | Participantes  | Ler Dort  |
 | Classificados  | Dicas  | Mensagens Músicas Receitas  | Afabans  | Fotos  |
 | E-mail@APdoBanespa  | Cadastro  |