Apdobanespa


festa
(Ivan Lins- Paulo Csar Pinheiro)



Quando a gente ama faz qualquer loucura
S se pensa em cama, se perde a censura
A alma desembesta, festa, festa,
festa, festa...
At quando o sol raiar
 
Quando a gente gosta, gosta de anarquia
Anda descomposta, fica mais vadia
Faz o que no presta, festa, festa,
festa, festa...
At quando o sol raiar
 
Ah! Vale tudo na hora da gente amar
E a gente diz coisas que nem ia imaginar
Me lambe, me morde, me arranha, me bate
Ah! Isso no tinha que acabar
 
Quando a gente ama rir de orelha a orelha
Faz qualquer programa, o que der na telha
Canta at seresta, festa, festa,
  festa, festa...
At quando o sol raiar
 
Quando a gente gosta some do analista
Topa at proposta de ser naturista
Ri de quem contesta, festa, festa,
festa, festa...
At quando o sol raiar
 
Ah! Vale tudo na hora da gente amar
E a gente diz coisas que nem ia imaginar
Me lambe, me morde, me arranha, me bate
Ah! Isso no tinha que acabar
 
Quando a gente ama anda mais risonha
Vira mulher-dama, fica sem vergonha
Traz isso na testa, festa, festa,
festa, festa...
At quando o sol raiar
 
Quando a gente gosta claramente assume
E se algum encosta morre de cime
Paga at sugesta, festa, festa,
festa, festa...
At quando o sol raiar
At quando o sol raiar...

lvaro - - - m03 - 25/08/2004




Voltar